Montando um quarto lúdico

Essa semana nossa colaboradora Marina Teiman fala sobre como transformar o quarto de seus filhos em um ambiente mais lúdico, com pequenas ideias. Aproveita e vai lá conhecer o blog dela, Parabólica.

Por Marina Teiman

Hoje resolvi me dedicar aos ambientes infantis. Se tem uma coisa que eu acho que combina muito com a decoração de quartos de crianças é o lúdico. Estimular a criança a brincar desde cedo é tão importante para seu desenvolvimento motor, como para a sua criatividade. Não há nada mais importante para a criança do que o brincar. Que tal fazermos a nossa parte estimulando-os?

Separei algumas soluções simples e de baixo custo que transformarão completamente o quarto de seus filhos em um lugar interativo e atrativo.

Quarto infantil com base de lego verde na parede, em que criança pode montar peças

Sou fã da Lego, e adorei essa ideia de cobrir as paredes (faria apenas uma para dar mais amplitude ao quarto) com as placas de base verde. Depois, é só encaixar as pecinhas e se divertir. O mais legal de tudo é que a proposta é válida tanto para as meninas como para os meninos.

Papel de parede imitando uma lousa, lousa no quarto infantil para a criança desenhar

Outra solução para as paredes seria cobri-las com um papel de parede que imite uma lousa, o que as deixaria bem mais divertidas. Ou, melhor, pintá-las com tinta de lousa para que a criança mude sua decoração quando quiser. Dá até pra fazer a lição de casa. Mais uma proposta unissex.

Calendário personalizado em quarto infantil ajuda crianças a lembrar de compromissos

Calendários também são ótimas opções. Esse é importado e vem com todas as atividades para a criança preencher, mas você (e seu filho, claro) pode criar um bacanérrimo e personalizado. Sem contar que é divertidíssimo tornar o preenchimento do calendário um hábito antes de dormir. Ajuda a criança a se organizar e a ter a segurança de que elas tanto precisam.

Cama infantil com gavetas que se transformam em espaço para a criança brincar e montar quebra-cabeças. Na prateleira de baixo as outras peças ficam guardadas

Essa é uma opção mais trabalhosa, mas ótima para a criança aprender a brincar de guardar também! A primeira prateleira serve para montar jogos e brincadeiras e fica intacta, sendo que a atividade pode ser continuada depois. Já na de baixo, fica o restante das peças a serem guardadas.

Fotos: 1,2,3 e 4

Decorando com Verde

Outro dia me deparei com uma foto de quarto de hotel que me encantou. Todo verde e branco. Parece comum, mas é difícil ver um ambiente com tanto verde.

cortina verde

1. Salvator Hotel, em Epiros, Grécia

cores na decoraçãoPode procurar aí no Google, vão te dizer que verde é uma cor fria. Mas eu (EU) tenho dúvidas disso. O verde é uma cor secundária, vem da mistura entre o azul, realmente uma cor fria, e o amarelo, que é a cor do sol, do fogo. [Clique aqui para ver o post sobre a teoria das cores aplicada na decoração]

sofa verde

2. No mesmo hotel, vários tons de verde sobre uma base branca – verde bandeira, maçã verde e cor de pêra. É uma sala bem alegre, não é? Ok, é impessoal, com cara de hotel. Mas isso é pela falta de objetos mais pessoais ou até de um quadro na parede.

O verde é a cor das folhas das árvores e provavelmente a cor que muita gente escolheria para representar a Natureza. Não tem como não dizer, é uma cor que traz conforto e tranquilidade.

azulejo verde

3. Verde com madeira é uma associação imediata com a Natureza, trazendo um ar tranquilo

Mas nem só de verde bandeira é feita a cartela de cores…

parede verde

4. Um verde acinzentado não choca, sai do previsível e deixa o ambiente super agradável

sofa cinza com almofadas verdes

5. O verde limão funciona bem como cor de destaque sobre uma base neutra, como nesta sala cinza

circulo cromatico decoração

Para coordenar com outras cores, vale lembrar que a cor complementar do verde é o vermelho. Pra quem não se lembra da teoria das cores, esta é a combinação de maior contraste. Muita gente evita a dupla verde + vermelho porque pode remeter a uma cantina italiana, mas dá pra usar e ficar bem bacana. Você pode começar devagar, só com pequenos toques de vermelho, já dá um outro ar ao ambiente.

armarios verdes na cozinha com madeira

6. Olha os tons de madeira de novo, agora no piso. Eles amenizam as linhas super retas e o brilho dos armários trazendo um pouco de aconchego à cozinha moderna.

Outra tática para conseguir um lindo contraste mas fugir da bandeira italiana é adicionar um pouco de branco nas duas cores. Sim, verde clarinho e rosa!

sala de estar clássica

7. As formas clássicas dos móveis ajudam a dar um ar super romântico na sala verde e rosa

E você pode largar esse medo de lado e perceber que a combinação de cores sozinha diz muito pouco de um ambiente.

sofa rosa com prateleiras coloridas

8. As linhas retas, as paredes super brancas e poucos acessórios não deixam que o ambiente fique “menininha” demais

sala de jantar colorida

9. Cadeiras de cores diferentes agitam a sala de jantar. O quadro abstrato, a luminária bonitona, o desenho moderno das cadeiras e as paredes super brancas dão o tom de apartamento moderno, nada de cantina italiana, viu?

cores na decoraçãoUm conjunto de cores que fica fantástico e não é tão óbvio é a tríade verde + roxo + laranja. Cores bem diferentes entre si, mas que provocam um contraste inesperadamente harmônico, talvez por ser uma combinação muito presente na Natureza, comece a reparar nas flores.

decoração colorida na sala

10. Cores tão diferentes entre si, elas se complementam sem causar estranhamento.

Mas nem só de teoria vivem as paletas de cores na decoração.

tapete etnico laranja

11. O marrom faz fundo para o verde e o laranja, deixando tudo equilibrado. A estampa étnica do tapete faz um lindo contraste com o pendente de cristal. Um ambiente cheio de ousadia mas com um efeito agradável.

decoracao colorida

12. Escada sem graça? Enche de cor!

sala moderna e colorida

13. Já pensou em trazer cor a um ambiente pintando o teto??

Tem muitas outras ideias de como usar o verde na decoração aqui no blog, ficou curioso? Dê uma olhada nos posts sobre azulazul turquesa, roxo e laranja.

Imagens: 1 | 2 | 34 | 5 | 67 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13

Paisagismo: Cores no jardim – por Isabela Herbetta

Todo mundo adora usar cores na decoração, elas dão personalidade e vida aos ambientes. Então que tal utilizar também este ótimo recurso nas áreas externas?

Seu jardim (ou varanda, terraço, quintal…) com certeza vai se transformar. As cores podem ser as mesmas dos ambientes internos, criando uma continuidade entre eles, ou você pode aproveitar para criar outro clima lá fora! Pode ser introduzindo cores mais fortes que não teria coragem de utilizar dentro de casa (amarelo, laranja e pink, por exemplo) ou trazendo uma atmosfera mais relaxante (verde e azul são ótimos para isso).

Pra quem quiser se aventurar, aí vão três combinações bem interessantes inspiradas por este post que a Manu me indicou do site “Houzz”. Pode usar tudo junto, separado ou misturado!

Amarelo e Preto

sofa amarelo no jardim

mesa com cadeiras amarelas

listras pretas e brancas na decoração

Cadeira | Mesa Lateral | Luminária | Ombrelone

Azul e Verde

sofa listrado azul e verde

azul e verde

Vasos | Banco | Ombrelone | Cadeira

Roxo e Laranja

cantinho zen no jardim

Laranja (com um toque de verde)

decoração de varanda

Cadeira | Poltrona | Poltrona | Ombrelone

Claro que existem ainda muitas outras formas de utilizar cores no jardim: com as próprias plantas, folhagens e flores; com revestimentos para piso e paredes, como pastilhas cerâmicas coloridas; e com a boa e velha pintura também, em paredes, muros, portões etc… Tudo isso pode ser usado para complementar a sua composição!

E então, todo mundo animado pra colorir o jardim?

Fonte das Imagens: 01 | 02 | 03 | 04 | 05 | 06 | 07 | 08 | 09

___________________

Já conhece o blog da Isabela?

Roxo na decoração – parte 2

No post passado mostrei como o roxo, em diferentes tons e texturas, pode trazer climas bem distintos aos ambientes. Mas foi um post mais cauteloso, de pequenos toques de cor, de pouca ousadia, usando o roxo apenas com o branco ou o cinza, tudo bem neutro. Hoje a ideia é justamente fazer o oposto: mostrar como o roxo pode combinar com tudo e usar ou não outras cores em conjunto só vai depender do conceito do seu projeto.

cores analogas e complementar ao roxo

O roxo é a mistura de azul e vermelho, portanto estas são as suas cores mais próximas e que ficam mais harmônicas ao seu lado.

Relembrando o círculo cromático, é fácil perceber que as cores vizinhas, ou análogas, são o vermelho e o azul. A mistura com cores análogas é bem intuitiva e tende a ser harmônica, sutil, sem muito contraste para assustar. O azul reforça a frieza do roxo, enquanto o vermelho vai puxar para mais energia no ambiente. É uma boa forma de tirar o roxo de cima do muro 😉

Já o amarelo é a cor mais distante, por isso de maior contraste com o roxo, é a sua cor complementar. As duas cores juntas são marcantes, chamam a atenção e têm potencial para fazer coisas lindas.

cores na decoracao

Mas lembre-se que existem infinitos tons (ou matizes) para cada cor. O roxo pode ser lilás, violeta, vinho... o vermelho passeia pelo rosa, tijolo e até marrons... o azul pode ser turquesa, marinho, royal... e por aí vai.

Então vamos ver exemplos de como ficam essas combinações.

parede violeta de quarto

1. A parede violeta é suave e o biombo florido, que funciona como cabeceira da cama, reforça a delicadeza. Mas o azul escuro, no piso e na colcha, bota ordem na casa e não deixa o quarto ficar feminino demais. Faça um teste e tampe a metade de baixo da foto, depois tampe a metade de cima. Sensações diferentes, né? E o conjunto das duas metades traz um meio termo interessante.

sala azul e roxa

2. O sofá tinha tudo para ser frio - a cor e o brilho. Mas as almofadas em tons de roxo e com texturas quentinhas dão uma quebradinha e animam a sala. Olhe o amarelo aí no meio, formando uma combinação tríade - duas cores análogas e uma complementar. Ele dá uma quebradinha na harmonia das cores análogas e traz alegria. Tampe a almofada amarela e veja a diferença.

parede roxa e teto azul

3. Esse tom de roxo é uma cor que, na nossa cultura, remete à morte. Não sei você, mas essa meia luz, o ambiente formal e cheio de roxo me dão a sensação de estar um jantar fúnebre. O azul não ajuda a quebrar esse clima, só reforça a formalidade e o peso do ambiente. O xadrez amarelinho das cadeiras até tenta, mas não é suficiente...

sala azul e roxa

4. Mas parede e teto em azul e roxo não vão ser fúnebres sempre. Olha que sala alegre. Tons mais suaves, iluminação natural, estampas divertidas, fibras naturais e madeira - um clima de fazenda moderninha, né? A escolha do vermelho e do rosa para os objetos e móveis deixa tudo super colorido mas ainda no aconchego de cores próximas, sem muito stress.

sala roxa azul e rosa

5. Adoro esta sala de jantar. As cadeiras são de cores diferentes mas conversam entre si, os tons são próximos e deixam tudo coerente, bem resolvido. O branco alivia os tons escuros e deixa tudo mais leve, mas a cor continua distribuída verticalmente através da cortina. E a luminária, apesar de bonita, não interfere no jogo de cores e fica discreta. Tudo muito elegante e delicado. E roxo.

Se você gosta da combinação de azul com roxo, tem um post (um dos meus prediletos aqui do blog) que fala mais disso e tem outras fotos fantásticas: Azul Avatar.

hotel grego

6. No post anterior vocês viram um outro ângulo deste ambiente - olha a cama violeta ao fundo. Agora os toques de pink e vinho mostram que entramos em um outro ambiente mas ainda mantém a mesma linguagem.

parede rosa e janela roxa

7. Olha que combinação poderosa. Pink e roxo. Uma fachada marcante, alegre e feminina.

parede cinza na sala

8. Tons mais acinzentados deixam a sala mais clássica. O tapete violeta dá destaque aos móveis de cores neutras e as almofadas em rosa e amarelo distribuem um pouco o olhar.

tapete roxo e marrom

9. Mas um sofá roxo tem seu lugar. Pesadão, ele foi diluído na parede rosa e no tapete violeta e marrom. A almofada pink deixa um toque interessante que reforça o lado quente do roxo.

lavabo com parede colorida

10. Uma parede super criativa para o lavabo: tons de roxo, rosa, azul e amarelo. Inesperado, não?

Se você gosta de roxo com amarelo, tem um post só dessa combinação AQUI. Mas ninguém falou que só podemos ficar passeando entre o vermelho e azul, e adicionando pitadas de amarelo, hein? O verde e o laranja também dão show com roxo.

quarto feminino em lilas rosa e verde

11. Um quarto super feminino, com parede lilás e colcha rosa. O tapete florido em tons de rosa e verde abraça o criado mudo e a cadeira de acrílico verdes. Se alguém te fala que viu um quarto roxo, rosa e verde você vai logo imaginar um circo, né? Mas olha como pode ficar gostosinho.

sofa lilas com almofadas rosa e laranja

12. Uma sala toda lilás com toques de azul, rosa e laranja. O contraste do roxo com o laranja é menos intenso que com o amarelo. Além disso, o laranja também tem o vermelho na sua composição, "esquentando" um pouco o visual.

parede listrada

13. Há! Falei que este post era pra ir um pouco além e ser mais ousado. Eu não conseguiria dormir neste quarto, e acho que no segundo dia já ia querer dar um tiro na cabeça. Mas imagine esta composição em uma brinquedoteca ou na entrada de uma academia de ginástica, quem sabe numa discoteca. Eu adoro a coerência das linhas em todas as direções: parede, teto e piso. E as cores vivas e brilhantes são lindas.

sala colorida e estampada

14. Mas dá para ser ousado sem apelar, olha como o uso de uma estampa moderna e colorida integra uma parede roxa, uma azul, um sofá laranja e um azul.

O que tem de roxo na sua casa? Quero ver…

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14

Cara de improviso

Um tempo atrás eu fiz um post com o título “Linhas retas ou curvas?”, lembram? Eu sempre digo que tudo pode, que não tem regras, mas repararam que eu usei “OU” entre os tipos de linhas para a decoração?

O que você acha da coordenação da almofada redonda com a poltrona em linhas retas, comparando com a que está com almofada quadrada?

A escolha por linhas retas está clara na paginação do piso, no mapa na parede e, principalmente no acabamento das poltronas, todo quadradinho. A almofada redonda parece que era de outro lugar e caiu aí sem querer.

Pode? Claro que pode, se a intenção for de quebra de padrão e desequilíbrio com o restante do ambiente. Se não for, preste atenção para não deixar o ambiente com cara de improviso 😉

Imagem: Design Sponge

Gotas de laranja

circulo cromatico

Círculo cromático - o laranja

O laranja é uma cor atípica – pouco encontrada na Natureza, sem fortes simbolismos culturais (veja o quadro AQUI). O fogo é cor de laranja, algumas flores, a própria laranja e a abóbora… às vezes o pôr do sol fica meio laranja, né? Ele é a mistura do vermelho – paixão e sangue – com o amarelo – sol e flores. Muita energia já herdada tanto de mãe quanto de pai, mas uma mistura que neutraliza os excessos das duas cores – o laranja não é tão alegre quanto o amarelo nem é tão quente como o vermelho.

Poucas pessoas pensam no laranja como uma cor para usar na decoração. Você tem peças cor de laranja na sua sala ou no quarto? Mas esta é uma cor que pode ajudar bastante a trazer calor, aconchego e alegria em doses mais amenas.

O marrom é o laranja pouco saturado, ou seja, com um pouco de cinza. Repare na borda externa do círculo cromático. Por isso as duas cores vão muito bem juntas, ficam equilibradas. E lembre-se: madeira é marrom 😉

cama cinza

1. O fundo marrom da cama conversa com as almofadas cor de laranja. E esse conjunto faz um belo contraste com a parede de concreto, que é super fria, dando um toque aconchegante

sala marrom e laranja

2. De novo a coordenação de laranja bem vivo com o marrom. Uma pequena almofada traz vida para o sofá, e o tapete ilumina todo o ambiente

sala de jantar

3. Vocês viram como um tapete laranja não chama tanto a atenção, já que ele não está na nossa linha de visão e ocupa uma área mais restrita. Já nas paredes, a força do laranja fica mais à vista e, por isso, você pode se sentir mais ansioso ou estressado neste ambiente

cortina bege

4. O fundo bege deixa o laranja se destacar, não tem cara de verão esta sala?

poltrona laranja

5. Olha que lindo o contraste do laranja com o cinza, amo!

sofa cinza

6. Mais uma sala cinza com laranja. Você acha que está sofisticado ou aconchegante?

cores complementares decoracao

Laranja e azul

 

Mas o laranja não funciona somente em ambientes neutros, é possível fazer contrastes e coordenações lindas com outras cores. Vamos começar pela sua cor complementar, o azul.

decoracao laranja

7. Você reparou que está tudo congelado do lado de fora dessa casa? A lareira super destacada em um laranja bem cítrico alegra a sala, a parede azul clarinho e um almofada azul turquesa dão toques para reforçar o contraste

lareira na sala

8. A frieza do azul foi delicadamente tocada por estampas suaves em laranja, deixando a sala mais alegre

poltrona azul turquesa

9. Olha como o contraste entre detalhes em laranja com o azul mais apagado fica charmoso

parede laranja

10. Quando usamos as duas cores em uma área maior, e com mais saturação (mais vivas), o contraste é tão forte que cria um pouco de tensão no ambiente. Se esta não for a sua intenção, fique apenas nos detalhes e em pequenas peças

circulo cromatico triade

Laranja, verde e azul

 

Com o verde e sua cor análoga – o azul – também fica muito interessante. E usando um laranja mais avermelhado fazemos uma combinação super  marcante. Mas só laranja com verde também funciona super bem.

cadeira laranja parede verde

11. O contraste do laranja com o verde é mais sutil do que com o azul. Esta sala de jantar tem uma atmosfera alegre e descontraída, com bastante verde, alguns toques de azul e as cadeiras laranja-tangerina.

circulo cromatico

Laranja com amarelo

 

A combinação com o amarelo é gostosa e natural. Como as duas cores são parecidas (análogas), o contraste é bem leve e o laranja não se destaca tanto.

amarelo e laranja

12. Esta sala é alegre e clássica, ao mesmo tempo

Laranja e rosa

 

Mas você pode ir inventando suas misturas para conseguir efeitos bem diferentes. A dupla laranja e rosa (ou magenta), por exemplo, é inusitada e cheia de energia.

poltrona rosa

13. Bem feminina, alegre e irreverente

Você gosta de laranja com o quê? Gotinhas pela sala ou paredes bem marcantes?

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13

Se você quer ver outros posts para aprender a coordenar cores na decoração, clique na Categoria “Cores na Decoração” no menu, e não deixe de visitar os links:

Cores na Decoração, Tons e Matizes, Amarelo e Roxo, Azul Turquesa, Decorando com Branco, Azul Avatar, Preto, Bege, Cinza

Sua sala está pronta para a Copa?

Faltam poucos dias! E desta vez os horários dos jogos são bons. Vai que junta uma galera na sua casa, assim, de última hora, para assistir o jogo? Vai caber todo mundo? Vai derramar cerveja no tapete? Este é um bom motivo para você dar uma olhada na sua sala de TV.

Uma passagem ou corredor na frente da TV nunca é uma boa ideia. Vai que alguém resolve passar bem na hora do gol?

Ter um espaço para entrar na sala por trás do sofá é melhor, mas neste caso formou-se um corredor desnecessário, perdendo espaço. Um layout interessante para otimizar espaço teria sido a TV onde está o espelho.

Nem todo mundo tem todo este espaço, mas podemos aproveitar a boa execução para aprender algumas coisinhas. Como os jogos vão ser de dia, a cortina com blecaute evita reflexos de sol na tela da TV, que fica centralizada à frente do sofá. E as almofadas grandes para sentar no chão fazem muita diferença quando tem muita gente.

Por falar em sentar no chão olha que legal o um Feel Seating System, da Animi Causa. Bolas de estofado que podem ser ajustadas de acordo com o que o momento pedir... boa solução para não deixar a visita no chão.

Assistir TV de lado não é a coisa mais confortável do mundo... para os jogos, se sua sala precisa ser assim, você pode deixar os sofás em diagonal.

Repense as mesinhas de centro para evitar caneladas. E os tapetes, se não forem laváveis.

Adoro estas salas integradas. Quem não estiver muito interessado na TV pode se sentar na mesa pra bater um papo sem ficar longe da TV para o caso de um penalty. O que não dá pra ver nesta foto é que na frente da mesa de jantar ainda tem a cozinha. Tudo de bom.

Falando nisso, olha que demais esta TV que se esconde no móvel que separa a sala da cozinha. As portinhas se fecham para disfarçar a TV quando não está sendo usada. E quem assiste fica de frente para quem está na cozinha. Pro cozinheiro tem uma TV pequenininha só para acompanhar.

E depois que o layout estiver resolvido, para dar um clima de torcida, você pode colocar uns toques de verde, amarelo ou azul. Se dá sorte eu não sei, mas mal não vai fazer... Almofadas e mantas são uma boa, porque é baratinho de fazer e dá pra trocar depois que a Copa acabar.

E, para completar, em vez de usar aqueles coolers enormes, um baldinho discreto para a cerveja vai bem.

Ou um frigobar Retrô, da Brastemp. Amarelo, claro!

Imagens:

Freshome

Delikatissen

Desire to Inspire

Submarino.com

Brastemp

Add to Facebook Add to Twitter

Como você escolhe tapetes?

Eu confesso que não tenho tapetes em casa. Tenho cachorro e é muito difícil explicar a diferença entre o jornal e o tapete, eles acabam errando por mais bem educados que sejam. Mas acho lindo tapete bem colocado, o que é difícil… afinal são muitas variáveis: tamanho, formato, estampa, cores, materiais e origens.

Eles podem contribuir de inúmeras formas na decoração de nossas casas. Eles delimitam espaços, abafam o barulho, trazem aconchego ou cor e até integram os móveis. Mas também têm o poder incrível de estragar tudo se mal colocados. Queria saber como vocês escolhem seus tapetes em casa… e compartilho o que eu considero também com vocês.

Percebe como esta sala parece pequena demais, tudo meio espremido e apertado? É o tapete mal escolhido. {DS}

Para quem quer ter um tapete embaixo de mesa de jantar é importante lembrar alguns detalhes. Primeiro que sempre se tem o risco de queda de comida e bebida no chão. A chance de manchar seu lindo tapetinho de vinho tinto ou do molho de tomate é grande. Por isso prefira materiais laváveis.

Outra questão básica é o tamanho. Nada mais desagradável do que a cadeira ficar enganchando no tapete. O tecido deve cobrir toda a área por onde as cadeiras se movimentam – não somente quando as pessoas já estão sentadas. Além do aspecto prático, o tamanho também tem uma função estética. Se ele for pequeno, os móveis parecem grandes demais para o espaço.

Olhe como a sensação aqui é diferente. O tapete delimita um espaço maior para a sala de jantar. A única coisa que eu faria diferente aqui é alinhar os tapetes dos dois ambientes. {AAD}

Mas cuidado para não colocar um tapete grande demais e conseguir o efeito contrário: parecer que o ambiente é que é pequeno demais para o tapete. Difícil imaginar? Pegue um lençol velho e coloque no chão, vá dobrando até achar o tamanho ideal. Daí é só medir.

Na cama você pode usar uma regra parecida. O tapete, na maior parte das vezes, vai servir para que seu pé seja protegido do chão frio ao se levantar da cama. Deixe espaço suficiente para isso. {Elle}

Se você tem aquelas salas enormes para 2 ou 3 ambientes, ou mesmo se o espaço é minúsculo e precisa dar conta de 2 ambientes, os tapetes podem ser uma boa alternativa. Em vez de usar paredes, aparadores ou biombos você pode delimitar os espaços pelo chão. Isso economiza espaço precioso para o trânsito e deixa tudo mais amplo e leve.

Olha o papel de delimitar ambientes aqui. Mesmo sem paredes ou móveis, você percebe a separação entre a sala de estar e jantar. Nem precisa de aparador no meio do caminho. {AAD}

Agora a função mais sensacional do tapete é a de integrar. Na foto acima você já pode perceber os tons do tapetes se repetindo pelo ambiente. Faz tudo parecer mais harmônico.

Olha como parece natural a combinação de rosa e verde aqui. Isso porque o tapete “abraça” os móveis pelas cores em comum. {AAD}

O amarelo e os marrons fazem uma combinação conhecida, mas olha como o tapete traz aconchego ao integrar os elementos de forma mais suave. Neste ambiente você ainda pode ver a repetição de estilos, linhas e formas dos móveis na estampa do tapete ajudando também. {Elle}

Tem gente que diz que você primeiro tem que escolher o tapete para depois escolher os móveis. Talvez seja mais fácil para algumas pessoas. Mas se você já tem o conceito do ambiente – a sensação transmitida, as cores e formas, os materiais – o tapete é como um elemento para compor o que você precisa. Use e abuse.

Ah! Vale a pena conhecer o site da Alexandra Angle Design, no link abaixo. Foi de lá que tirei algumas das fotos deste post e ela sabe usar bem os tapetes, viu?

Imagens:

Alexandra Angle Design

Elle Decor

Design Sponge

Sem medo do cinza

Comentei com um amigo outro dia que ando vendo muito cinza ultimamente. Ele me perguntou se ando triste. Eu falava sobre decoração, ele sobre a sensação que a cor lhe traz. Na verdade, traz pra quase todo mundo.

Duvido que alguém consiga ser feliz vivendo numa casa assim, realmente. {DD}

O cinza puro é basicamente a mistura do preto e do branco, portanto não tem cor de verdade. Talvez por isso ele passe a sensação de tristeza. Mas esta cor pode trazer muita sofisticação e até alegria, se a gente souber usar (e ousar).

Esta sala não é um exemplo de aconchego, mas o uso da madeira já dá uma boa aliviada. {DM}

Esta sala quase não tem vida. O pink do quadro quebra a monotonia, mas como é uma pintura abstrata, acaba reforçando a formalidade do ambiente. {Dear}

Já com fotos da família, mesmo em preto e branco, a vida da casa é outra. {Delikatissen}

Olha como a delicadeza da peça em manuscrito e os objetos pessoais, além da madeira, aliviam a frieza e até se aproveitam do fundo escuro para ter mais destaque. {emma}

O cinza é uma ótima alternativa para complementar ambientes brancos e minimalistas. Menos marcante que o preto, mas mantém o conceito. {DI}

Mas se você quer vida de verdade, alegria, você pode tirar proveito do cinza para promover lindos contrastes.

A vantagem aqui é que você consegue variar o humor do quarto mudando a colcha, ou fronhas coloridas. {AT}

Em vez de paredes brancas, que sujam mais, ou beges, que puxam para o amarelo, use paredes cinzas. Repare no contraste com os batentes e molduras brancas. E como o tapete cinza com um pingo de azul ajuda a aliviar os contrastes. {HT}

Já pensou em utilizar cortinas amarelas? Desse jeito fica lindo. Aliás, a combinação do amarelo com o cinza é espetacular. O amarelo é a cor do sol, da luz, de muita energia, e fica atenuado com a presença do cinza. Ao mesmo tempo, a falta de graça do cinza ganha vida com o brilho do amarelo. Contraste lindo! {HC}

Pra quem acha que sofás e poltronas cinzas são sem graça, eles podem fazer aquele efeito de um sofá branco sem a desvantagem de sujar em dois dias. Recebem lindas almofadas e tapetes coloridos ou estampados sem restrição. {AT}

Divirta-se com o cinza, vale a pena! E depois manda foto pra gente…

Para ver outras cores, clique na tag “cores” ou em cada palavra para BRANCO, AZUL TURQUESA, outro AZUL, AMARELO, ROXO, TODAS e de novo TODAS.

Imagens:

Apartment Therapy

Space for Inspiration

Desire to Inspire

Made by Girl

House of Turquoise

Delikatissen

Made by Girl

Dear Designer’s Blog

Emmas Blogg

Digs Digs

Add to Facebook Add to Twitter

Azul Avatar

Um divisor de águas, Avatar está batendo todos os récordes do cinema. Não vou entrar no mérito da qualidade do roteiro ou de nada técnico. Não entendo disso, mesmo. Mas que está sendo um sucesso ninguém pode negar. E eu adorei os conceitos, cores, o visual e as sensações que tudo no planeta Pandora transmite. Uma análise que tem tudo a ver com design de interiores.

Não vamos falar de decorar ambientes temáticos… mas de como um conceito pode ser percebido através das aparências – cores, texturas, detalhes. E da versatilidade do que eu chamei de Azul Avatar, presente em todo o filme, transmitindo sensações diferentes o tempo todo.

A estação dos humanos

A estação construída para a missão interplanetária é sempre apresentada em tons cinzentos. O que conversa bem com as intenções humanas no planeta.

ambiente azul

O laboratório onde os humanos se transformam em Na'vis.

A iluminação azulada em conjunto com as linhas simples e modernas contribui para essa sensação de tecnologia pura, ausência de sentimentos e extrema objetividade. Frieza total.

sala de jantar azul e cinza

O cinza deixa a sala com um ar bem formal, mesmo com um toque de cor. As flores lilás aquecem um pouquinho mais o ambiente. {DI}

Os Na’vis

A pele azul dos Na’vis assusta por ser uma cor tão incomum na Natureza, mas alguns detalhes ajudam para que a gente reconheça vida nesses seres.

O rajado em tons mais escuros traz uma semelhança com os felinos, dá mais vida, movimento e dinamismo, e também reforça o lado selvagem da tribo.

Os artigos de artesanato enfeitando o corpo e os cabelos são um sinal de cultura, de arte, diferenciando os Na'vis de animais comuns. .

Uma das grandes tendências do design de interiores inclui artesanatos e DIY (Do It Yourself). Uma tentativa de resgatar nossas culturas, uma busca pelas nossas raízes para equilibrar com tanta tecnologia no dia-a-dia. Também é uma chance de você mostrar o seu próprio talento em trabalhos manuais e dar um toque pessoal em casa.

E a cor escolhida para os tecidos e objetos espalhados pelos corpos azuis foi justamente o marrom, a cor da terra. Acalma, dá conforto e aconchego, equilibra a frieza do azul com sua estabilidade e tranquilidade.

nicho na cabeceira

A mesma combinação de cores em um quarto - alegre e aconchegante. {DM}

Agressividade

São vários os momentos de guerra, raiva, agressão. Sempre o azul presente. E o vermelho também.

Olhe como o vermelho, que você quase não vê em um corpo Na'vi, ajuda a transmitir a agressividade do momento. Imagine se a boca fosse toda azul, não seria a mesma coisa, né?

Toruk - o animal mais temido e difícil de ser domado. Vermelho, amarelo e rajados pretos - uma explosão de agressividade. Feito pra dar medo, mesmo.

quarto de bebe

O vermelho enche de energia o quartinho do bebê, desperta emoções fortes, não é nem um pouco relaxante. {HT}

A Floresta

Um lugar mágico, que você aprende que é seguro, tranquilo e harmonioso. James Cameron se inspirou muito no fundo do mar para construir a natureza de Pandora. Quem mergulha sabe que o fundo do mar é uma paz incrível, e você descobre um novo planeta embaixo d’água.

Apesar do tamanho e da cor mais quente, a flor é medrosa e inofensiva, se fecha com o toque. Linhas orgânicas e suaves, com toda a cara de concha.

Parecem pequenas anêmonas voadoras. Pontos de luz que, com a suavidade de sua forma e seus movimentos, ajudam a tranquilizar o personagem quando ele começa a conhecer a floresta.

A iluminação indireta é mais aconchegante e romântica, e foi bastante explorada no filme através da luminescência das plantas e animais em cenas noturnas.

Quase uma pintura impressionista, o objetivo desta cena não era o de mostrar detalhes da floresta, mas o que os personagens estavam vivendo. O que parece que eles estão sentindo?

Se a fonte de luz fosse o sol, por exemplo, haveria formação de sombras no fundo e os limites dos objetos seriam mais definidos. A luz emitida pelo fundo do rio, bem difusa pelo efeito da água, permite a claridade necessária para um passeio romântico: não ofusca e não se preocupa com detalhes, mas com o clima do momento.

As imagens seguintes mostram várias coordenações de cores com o azul e fica clara a sensação que cada uma passa. Muita teoria das cores aplicada.

O lilás é uma cor análoga ao azul turquesa, fazendo um ambiente bastante harmonioso.

azul turquesa

Que gostoso e tranquilizante entrar neste quarto azul e lilás. {HT}

Olha que linda a coordenação de verde com azul. O verde remete à Natureza, e dá vida à cena azul-freezer. Fica fácil perceber se você tampar a parte verde da imagem.

azul turquesa

A mesma tranquilidade das cores análogas, agora com verde e azul {DI}

O azul com o rosa já trazem mais contraste, mais ação, uma combinação lindíssima também, mas um pouco mais tensa.

A tensão do contraste aqui foi usada para despertar paixão, mas a iluminação direta tira bastante do romantismo que poderia ser obtido com velas ou um abajur. {FP}

É incrível como a iluminação pode ajudar ou atrapalhar todo o intuito na decoração de um ambiente. Veja a comparação abaixo de imagens do mesmo lugar em Avatar.

A árvore da vida. Até em Pandora o branco é a cor do sagrado. E a luz do sol reforça a pureza e seriedade do momento.

A mesma árvore durante a noite. Outro clima, né?

E é isto que queremos fazer no design de interiores: transmitir uma mensagem ou sensação em um ambiente através de cores, texturas, iluminação, composições e tudo que puder nos ajudar nesta tarefa.

E, por onde eu começo? AQUI

Imagens:

Desire to Inspire

Focal Point

Design Milk

House of Turquoise

Add to Facebook Add to Twitter