Após invadir passarelas, neon chega à decoração

Vocês já devem ter notado que o neon está em todas as vitrines. Destaque na década de 80, a cor agora também chegou à decoração e pode ficar o máximo quando combinada com tons mais neutros. A nossa colaboradora Marina Teiman conta mais sobre a tendência. Confira!

Por Marina Teiman

A onda das cores neon, que inundou as passarelas na última temporada de moda, anda invadindo agora as casas dos mais antenados. Nos anos 80, as cores neon dividiam espaço com o grafismo quadriculado, caracterizando o estilo New Wave. A onda pegou forte, principalmente entre a criançada e os adolescentes.

detalhes neon na mesa da sala, combinados com tons mais sóbrios

Desta vez, porém, a história vem diferente, e bem mais amadurecida. Tons sóbrios e neutros como nude, bege, marfim e branco servem de base para destacar ainda mais o detalhe escolhido para carregar o amarelo, o verde, o pink e demais nuances vibrantes.

sapato com salto em neon

Dessa forma, o toque fluo fica leve, e parece flutuar no cenário, deixando o ambiente ultramoderno, mas sem exageros.

Veja outros exemplos e semelhanças no uso do tom:

cor neon chegou primeiro a bolsas, acessórios e roupas, e depois aos móveis

sala de jantar ficou moderna com mesa em madeira clara, pés rosa neon e cadeiras pretas

Pequeno detalhe no acabamento das almofadas em tom neon

Sala ficou moderna com móveis em cores básicas com detalhes em neon

Cor rosa neon vale tanto para acessórios de moda quanto para móveis

Vasos, molheiras e sopeira em louça branca ficaram mais modernas com detalhes em neon

O máximo, né? Vai lá e conhece o blog da Marina, Parabólica, que tem mais coisas legais!

Fotos: 1,2,3,4,5,6,7 e 8

Curso de decoração – parte VI

Para arrematar o nosso curso de decoração, que já ensinou a listar as funcionalidades de cada ambienteas sensações que eles vão transmitir, a construir conceitos, definir materiais, texturas e cores, e a colocar tudo na planta, hoje vou falar de quebrar regras. Sim, quebrar regras é a única regra.

Regras de decoração

A cor ideal para um quarto, a proporção milimetricamente calculada entre mesa de jantar e luminária, o comprimento correto da cortina e o tipo de iluminação que se usa hoje em dia – todos vão te levar ao lugar comum. A chance de você acabar em um ambiente sem graça, com cara de apartamento decorado de lançamento imobiliário é enorme. Lindo, mas sem a sua alma, sem a sua cara, tedioso e previsível. O que nunca sai de moda é ser autêntico.

Minhas dicas para não cair na armadilha da casa padronizada e dar personalidade ao seu ambiente:

1 – Não tenha medo de ser brega. TODO MUNDO tem alguma coisa de gosto meio duvidoso em casa. Nem que seja porque tudo é perfeitinho demais. O que, cá entre nós, é bem brega. Sabe aquela lembrancinha de Porto Seguro que você ganhou da tia avó que você adora? Ou o bonequinho do Mestre Yoda que seu marido acha o máximo e quer colocar na sala? Seu sonho é uma cortina de veludo cheia de pompas e bordados, toda luxuosa, que nem de um castelo francês? Seja o que for, se isso vai te trazer boas sensações, não se acanhe. Uma pitada de mau gosto (existe isso?) traz humor e personalidade ao ambiente. De repente você ainda lança tendência 😉

decoração brega

Não esconda seu lado baranga. Se alguém perguntar, você fala que é um toque kitsch!

2 – Tenha a casa organizada no ponto certo – o seu ponto. Bagunceiro sem salvação? Assuma. Uma ou outra coisa fora do lugar não vai matar ninguém, e quem é bagunceiro sabe: é um pouco de desordem que te faz se sentir em casa. Obcecado por arrumação? Tenha armários e gavetas suficientes para guardar tudo, inclusive a correspondência do dia e as chaves do carro. Tem criança que brinca na sala? Deixe um cantinho com os brinquedos dela ou faça com que eles participem da decoração, mesmo.

como guardar brinquedos na decoração

Bichos de pelúcia podem complementar a decoração com cor e diversão. Outros brinquedos podem ser guardados numa caixa bonita como esta vazada, na mesinha lateral.

3 – Espalhe um pouco de você pela casa. Fotos ou objetos trazidos de viagens inesquecíveis, imagens religiosas que signifiquem algo para você, frases que realmente te inspirem, livros que te lembram aprendizados importantes para o seu dia a dia, sua cor preferida, um aroma que te agrade.

objetos de viagens

Lembranças de viagens e detalhes na decoração do home office da Helô.

4 – Não tenha medo de enjoar de nada. Se você sempre quis uma parede amarelona, não vá para o amarelinho pálido porque você acha que vai se cansar da cor forte. Não tem essa. Primeiro que, se você gosta da cor, não vai se cansar dela. E, se cansar, é só pintar de novo. Fácil e barato. Sofás se revitalizam com novas almofadas ou uma manta. Tapetes e quadros mudam de ambientes, cadeira pode ser pintada de novo. Nada precisa ser eterno e você não tem que se cobrar por isso. A nossa casa deve refletir quem nós somos. E quem é igual todo dia?

parede pink

Enjoou? Pinta de branco, troca as capas das almofadas e você tem uma sala toda nova.

E você, qual regras já quebrou? Conta pra todo mundo se inspirar e perder o medo de ousar 🙂

Imagens: 1 | 2 | 3 | 4

Decoração com Color Block

Agora que o Color Block está em todos os lugares, todo mundo se rendendo ou tentando tomar coragem para usar uma saia roxa com uma blusa amarela, eu venho de mansinho pra mostrar que Color Block também tem tudo a ver com decoração. E ninguém vai ficar te olhando na rua e te deixar insegura 😉

O Color Block é o uso de cores em bloco em uma mesma composição, geralmente cores bem vibrantes.

Para ousar com menos medo, é bom relembrar o círculo cromático e a teoria das cores, que falamos AQUI, para saber os contrastes mais fortes, as combinações mais harmônicas, etc. Vai lá que eu te espero 😉

Só cores primárias: vermelho, azul e amarela

Totalmente Miró, a combinação é moderna e alegre.

cor de cortina

1. Tem uma sala toda neutrinha e não quer mudar o estofado? Cortina em várias peças de cores diferentes, de um tecido leve e transparente, transmitem muita alegria sem pesar o ambiente. De um lado as cores primárias: azul, amarelo e vermelho, e o branco separa as secundárias: laranja e verde.

sala azul

2. Só cores primárias, uma tríade de contrastes perfeitos, super Miró. As linhas retas e modernas arrematam o ambiente com sofisticação.

3. Mais simples ainda é pintar duas paredes, cansou é só pintar de outra cor depois. O amarelo super vibrante se equilibra com o azul mais tranquilo, o resultado é uma sala cheia de vida.

4. O lavabo é um ótimo lugar para brincar com cores e não enjoar!

Super contrastes

decoracao roxo

5. Quem acompanha o blog há mais tempo já conhece esta foto. O contraste entre cores complementares é o maior de todos, uma combinação que sempre dá certo.

parede amarela, sofa vermelho

6. O sofá vermelho sozinho fica aconchegante, com as cadeiras verdes (cor complementar do vermelho) já dá uma levantada no astral, com a parede amarela, então, é só alegria.

parede azul, mesa saarinen branca, cadeiras eames laranja

7. Azul e laranja são complementares também, um contraste lindo. A suavidade do azul manteve a sala de jantar mais aconchegante, sem abrir mão de cores contrastantes..

sofa vermelho poltrona laranja

8. Cores próximas, como o vermelho e o laranja, transmitem sensações parecidas e minimizam o contraste entre si.

sofa branco moderno

9. Tons de roxo, lilás e rosa enchem de cor e, ao mesmo tempo, deixam tudo bem tranquilo. Está sem paciência de pintar paredes e não quer investir muito? Almofadas e pufes numa sala neutram também fazem um bom efeito!

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9

Roxo na decoração – parte 2

No post passado mostrei como o roxo, em diferentes tons e texturas, pode trazer climas bem distintos aos ambientes. Mas foi um post mais cauteloso, de pequenos toques de cor, de pouca ousadia, usando o roxo apenas com o branco ou o cinza, tudo bem neutro. Hoje a ideia é justamente fazer o oposto: mostrar como o roxo pode combinar com tudo e usar ou não outras cores em conjunto só vai depender do conceito do seu projeto.

cores analogas e complementar ao roxo

O roxo é a mistura de azul e vermelho, portanto estas são as suas cores mais próximas e que ficam mais harmônicas ao seu lado.

Relembrando o círculo cromático, é fácil perceber que as cores vizinhas, ou análogas, são o vermelho e o azul. A mistura com cores análogas é bem intuitiva e tende a ser harmônica, sutil, sem muito contraste para assustar. O azul reforça a frieza do roxo, enquanto o vermelho vai puxar para mais energia no ambiente. É uma boa forma de tirar o roxo de cima do muro 😉

Já o amarelo é a cor mais distante, por isso de maior contraste com o roxo, é a sua cor complementar. As duas cores juntas são marcantes, chamam a atenção e têm potencial para fazer coisas lindas.

cores na decoracao

Mas lembre-se que existem infinitos tons (ou matizes) para cada cor. O roxo pode ser lilás, violeta, vinho... o vermelho passeia pelo rosa, tijolo e até marrons... o azul pode ser turquesa, marinho, royal... e por aí vai.

Então vamos ver exemplos de como ficam essas combinações.

parede violeta de quarto

1. A parede violeta é suave e o biombo florido, que funciona como cabeceira da cama, reforça a delicadeza. Mas o azul escuro, no piso e na colcha, bota ordem na casa e não deixa o quarto ficar feminino demais. Faça um teste e tampe a metade de baixo da foto, depois tampe a metade de cima. Sensações diferentes, né? E o conjunto das duas metades traz um meio termo interessante.

sala azul e roxa

2. O sofá tinha tudo para ser frio - a cor e o brilho. Mas as almofadas em tons de roxo e com texturas quentinhas dão uma quebradinha e animam a sala. Olhe o amarelo aí no meio, formando uma combinação tríade - duas cores análogas e uma complementar. Ele dá uma quebradinha na harmonia das cores análogas e traz alegria. Tampe a almofada amarela e veja a diferença.

parede roxa e teto azul

3. Esse tom de roxo é uma cor que, na nossa cultura, remete à morte. Não sei você, mas essa meia luz, o ambiente formal e cheio de roxo me dão a sensação de estar um jantar fúnebre. O azul não ajuda a quebrar esse clima, só reforça a formalidade e o peso do ambiente. O xadrez amarelinho das cadeiras até tenta, mas não é suficiente...

sala azul e roxa

4. Mas parede e teto em azul e roxo não vão ser fúnebres sempre. Olha que sala alegre. Tons mais suaves, iluminação natural, estampas divertidas, fibras naturais e madeira - um clima de fazenda moderninha, né? A escolha do vermelho e do rosa para os objetos e móveis deixa tudo super colorido mas ainda no aconchego de cores próximas, sem muito stress.

sala roxa azul e rosa

5. Adoro esta sala de jantar. As cadeiras são de cores diferentes mas conversam entre si, os tons são próximos e deixam tudo coerente, bem resolvido. O branco alivia os tons escuros e deixa tudo mais leve, mas a cor continua distribuída verticalmente através da cortina. E a luminária, apesar de bonita, não interfere no jogo de cores e fica discreta. Tudo muito elegante e delicado. E roxo.

Se você gosta da combinação de azul com roxo, tem um post (um dos meus prediletos aqui do blog) que fala mais disso e tem outras fotos fantásticas: Azul Avatar.

hotel grego

6. No post anterior vocês viram um outro ângulo deste ambiente - olha a cama violeta ao fundo. Agora os toques de pink e vinho mostram que entramos em um outro ambiente mas ainda mantém a mesma linguagem.

parede rosa e janela roxa

7. Olha que combinação poderosa. Pink e roxo. Uma fachada marcante, alegre e feminina.

parede cinza na sala

8. Tons mais acinzentados deixam a sala mais clássica. O tapete violeta dá destaque aos móveis de cores neutras e as almofadas em rosa e amarelo distribuem um pouco o olhar.

tapete roxo e marrom

9. Mas um sofá roxo tem seu lugar. Pesadão, ele foi diluído na parede rosa e no tapete violeta e marrom. A almofada pink deixa um toque interessante que reforça o lado quente do roxo.

lavabo com parede colorida

10. Uma parede super criativa para o lavabo: tons de roxo, rosa, azul e amarelo. Inesperado, não?

Se você gosta de roxo com amarelo, tem um post só dessa combinação AQUI. Mas ninguém falou que só podemos ficar passeando entre o vermelho e azul, e adicionando pitadas de amarelo, hein? O verde e o laranja também dão show com roxo.

quarto feminino em lilas rosa e verde

11. Um quarto super feminino, com parede lilás e colcha rosa. O tapete florido em tons de rosa e verde abraça o criado mudo e a cadeira de acrílico verdes. Se alguém te fala que viu um quarto roxo, rosa e verde você vai logo imaginar um circo, né? Mas olha como pode ficar gostosinho.

sofa lilas com almofadas rosa e laranja

12. Uma sala toda lilás com toques de azul, rosa e laranja. O contraste do roxo com o laranja é menos intenso que com o amarelo. Além disso, o laranja também tem o vermelho na sua composição, "esquentando" um pouco o visual.

parede listrada

13. Há! Falei que este post era pra ir um pouco além e ser mais ousado. Eu não conseguiria dormir neste quarto, e acho que no segundo dia já ia querer dar um tiro na cabeça. Mas imagine esta composição em uma brinquedoteca ou na entrada de uma academia de ginástica, quem sabe numa discoteca. Eu adoro a coerência das linhas em todas as direções: parede, teto e piso. E as cores vivas e brilhantes são lindas.

sala colorida e estampada

14. Mas dá para ser ousado sem apelar, olha como o uso de uma estampa moderna e colorida integra uma parede roxa, uma azul, um sofá laranja e um azul.

O que tem de roxo na sua casa? Quero ver…

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14

O Dourado Não Precisa Ser Brega

O brilho metálico está na moda há algum tempo. Os acessórios, que antes tinham que ser prateados, já abraçaram o dourado faz tempo. Tem um monte de bolsas e sapatos lindos com fivelas douradas e até couro dourado. E como a moda influencia a decoração, já vemos os brilhos invadindo nossas casas.
Não sei você, mas o dourado me remetia a coisas antigas e a palacetes aristocratas, por isso me gerava uma certa repulsa quando utilizado em casas reais. Você não acha achava meio brega quando ia na casa da mãe da sua amiga e as torneiras eram douradas?

quarto dourado

1. Usar o dourado com linhas clássicas vai continuar remetendo a palácios franceses ou a igrejas barrocas

Para ficar longe da relação com o clássico, a dica é usar o dourado com linhas modernas.

metais banheiro

2. Um design super atual com a riqueza do dourado. Bem diferente da casa da mãe da amiga, né?

Ou usar em lugares inesperados.

sofa bege com almofadas rosa

3. A cúpula dourada da luminária traz requinte para uma sala neutra e suave.

quarto cinza

4. O preto e o cinza dão destaque ao puxador, à moldura do quadro e à cabeceira da cama. A combinação é pura sofisticação.

parede preta na sala

5. Mais contraste entre os cinzas profundos, o preto e o dourado em uma sala bem masculina. O brilho dos quadros ilumina e as almofadas douradas ajudam a dar movimento e não deixar os quadros desviarem tanto o nosso olhar para cima, distribuindo o "brilho" verticalmente.

sofa rosa e papel de parede lilas

6. Agora o dourado em uma sala super feminina, presente na moldura do espelho, nos pés do sofá Luis XV, passando, claro, pela almofada de paetê. Um luxo só. Agora me responda como pode um sofá Luis XV de pés dourados compor uma sala moderna? Taí a prova de que dá.

pastilha de vidro dourada

7. Quem foi na Casa Cor SP ano passado viu esta parede de pastilhas douradas na varanda. Repare no contraste com a parede de bambu ao fundo, o tronco rústico e os tecidos peludos e com estampas de bichos. Um ambiente no limite entre o aconchegante e o sofisticado.

sala marrom e bege

8. Mas mesmo ficando no clássico, com tons neutros de fundo como o bege, o ambiente não fica carregado. Aliás, a mistura do brilho da seda com o brilho metálico do dourado fica elegantésima.

E você? Já incorporou o dourado na sua casa ou ainda acha que é uma “cor” ultrapassada? Fiquei curiosa pra saber a sua opinião…

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

2011: Um ano cor-de-rosa

Voltei, gente! Espero que vocês tenham se divertido nas festas de fim de ano e que tenham começado 2011 com o pé direito! Eu estou super empolgada e cheia de ideias novas, fotos e assuntos para compartilhar com vocês. Mas antes de começar, é importante saber o que a Pantone avisou: a cor do ano de 2011 é “Madressilva”, inspirada na flor de mesmo nome.

“Em tempos de stress, precisamos de algo para elevar nosso ânimo. Madressilva é uma cor cativante e estimulante que deixa a adrenalina correr – perfeita para afastar a tristeza. As qualidades da cor Madressilva derivam da forte ligação com sua cor-mãe, o vermelho, a cor mais física, visceral e viva do espectro. (…) Dê um toque animado na decoração com almofadas estampadas, colchas, pequenos eletrodomésticos e acessórios de mesa em rosa Madressilva. Procurando uma maneira barata para animar a sua casa? Pinte uma parede de Madressilva para uma explosão dinâmica de energia na sala íntima, na cozinha, sala, ou corredor. (…) Madressilva é alegre e dinâmica quando usada em grandes áreas como o hall de entrada da casa. A cor estimula o  apetite e a conversa, quando utilizada nas paredes da sala de jantar. Na cozinha, ela adiciona um toque divertido na mesa com jogos americanos e outros tecidos (estampados ou sólidos), vidros coloridos, velas e utensílios.”

Para 2010 a Pantone elegeu o azul turquesa. Agora é a vez do rosa.  Tenha certeza que esta cor vai estar em todos os lugares, da mesma forma que o turquesa virou mania. Mas não é um rosa Barbie, também não é o pink. É um rosa mais tranquilo, menos vibrante, o que muita gente chama de rosa queimado.

1. Toques de rosa deixaram o quarto branco mais feminino, sem exageros.

2. Tanto rosa, pra mim, começa a ficar muito mulherzinha, sabe?

 

3. Só um painel rosa em uma cozinha moderna e clean, dando personalidade na decoração.

4. Cores análogas como o vermelho e o roxo fazem uma combinação harmônica.

 A cor complementar do Madressilva é o verde, uma combinação pouco usada aqui no Brasil – as pessoas acabam associando à Mangueira. Mas dá pra usar e fica maravilhoso.

5. O verde atenua a delicadeza do rosa e os dois trazem um dinamismo suave de cores.

É possível usar o rosa para ambientes modernos e ousados, sem aquele ar romântico ou enjoativo. Pra isso dou duas dicas:

1 – Lembre que cor é somente um dos elementos para decorar um ambiente. Use o rosa em peças modernas, em móveis de design arrojado, em materiais tecnológicos e em lugares inesperados. Tire proveito dos tipos de materiais e linhas utilizadas para transmitir outras sensações.
2 – Misture com outras cores, ele perde a exclusividade e com isso vira só mais uma cor para compor a decoração.

6. Os marrons mais avermelhados (ou os vermelhos bem apagados) também dão espaço para o rosa. E o contraste com o amarelo é vibrante!

parede pink na sala
7. Ouse, e tenha um 2011 cor-de-rosa 🙂
 

Para quem quer testar as combinações da cor, clique na imagem - o Madressilva já está como cor principal.

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Gotas de laranja

circulo cromatico

Círculo cromático - o laranja

O laranja é uma cor atípica – pouco encontrada na Natureza, sem fortes simbolismos culturais (veja o quadro AQUI). O fogo é cor de laranja, algumas flores, a própria laranja e a abóbora… às vezes o pôr do sol fica meio laranja, né? Ele é a mistura do vermelho – paixão e sangue – com o amarelo – sol e flores. Muita energia já herdada tanto de mãe quanto de pai, mas uma mistura que neutraliza os excessos das duas cores – o laranja não é tão alegre quanto o amarelo nem é tão quente como o vermelho.

Poucas pessoas pensam no laranja como uma cor para usar na decoração. Você tem peças cor de laranja na sua sala ou no quarto? Mas esta é uma cor que pode ajudar bastante a trazer calor, aconchego e alegria em doses mais amenas.

O marrom é o laranja pouco saturado, ou seja, com um pouco de cinza. Repare na borda externa do círculo cromático. Por isso as duas cores vão muito bem juntas, ficam equilibradas. E lembre-se: madeira é marrom 😉

cama cinza

1. O fundo marrom da cama conversa com as almofadas cor de laranja. E esse conjunto faz um belo contraste com a parede de concreto, que é super fria, dando um toque aconchegante

sala marrom e laranja

2. De novo a coordenação de laranja bem vivo com o marrom. Uma pequena almofada traz vida para o sofá, e o tapete ilumina todo o ambiente

sala de jantar

3. Vocês viram como um tapete laranja não chama tanto a atenção, já que ele não está na nossa linha de visão e ocupa uma área mais restrita. Já nas paredes, a força do laranja fica mais à vista e, por isso, você pode se sentir mais ansioso ou estressado neste ambiente

cortina bege

4. O fundo bege deixa o laranja se destacar, não tem cara de verão esta sala?

poltrona laranja

5. Olha que lindo o contraste do laranja com o cinza, amo!

sofa cinza

6. Mais uma sala cinza com laranja. Você acha que está sofisticado ou aconchegante?

cores complementares decoracao

Laranja e azul

 

Mas o laranja não funciona somente em ambientes neutros, é possível fazer contrastes e coordenações lindas com outras cores. Vamos começar pela sua cor complementar, o azul.

decoracao laranja

7. Você reparou que está tudo congelado do lado de fora dessa casa? A lareira super destacada em um laranja bem cítrico alegra a sala, a parede azul clarinho e um almofada azul turquesa dão toques para reforçar o contraste

lareira na sala

8. A frieza do azul foi delicadamente tocada por estampas suaves em laranja, deixando a sala mais alegre

poltrona azul turquesa

9. Olha como o contraste entre detalhes em laranja com o azul mais apagado fica charmoso

parede laranja

10. Quando usamos as duas cores em uma área maior, e com mais saturação (mais vivas), o contraste é tão forte que cria um pouco de tensão no ambiente. Se esta não for a sua intenção, fique apenas nos detalhes e em pequenas peças

circulo cromatico triade

Laranja, verde e azul

 

Com o verde e sua cor análoga – o azul – também fica muito interessante. E usando um laranja mais avermelhado fazemos uma combinação super  marcante. Mas só laranja com verde também funciona super bem.

cadeira laranja parede verde

11. O contraste do laranja com o verde é mais sutil do que com o azul. Esta sala de jantar tem uma atmosfera alegre e descontraída, com bastante verde, alguns toques de azul e as cadeiras laranja-tangerina.

circulo cromatico

Laranja com amarelo

 

A combinação com o amarelo é gostosa e natural. Como as duas cores são parecidas (análogas), o contraste é bem leve e o laranja não se destaca tanto.

amarelo e laranja

12. Esta sala é alegre e clássica, ao mesmo tempo

Laranja e rosa

 

Mas você pode ir inventando suas misturas para conseguir efeitos bem diferentes. A dupla laranja e rosa (ou magenta), por exemplo, é inusitada e cheia de energia.

poltrona rosa

13. Bem feminina, alegre e irreverente

Você gosta de laranja com o quê? Gotinhas pela sala ou paredes bem marcantes?

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13

Se você quer ver outros posts para aprender a coordenar cores na decoração, clique na Categoria “Cores na Decoração” no menu, e não deixe de visitar os links:

Cores na Decoração, Tons e Matizes, Amarelo e Roxo, Azul Turquesa, Decorando com Branco, Azul Avatar, Preto, Bege, Cinza

Como você escolhe tapetes?

Eu confesso que não tenho tapetes em casa. Tenho cachorro e é muito difícil explicar a diferença entre o jornal e o tapete, eles acabam errando por mais bem educados que sejam. Mas acho lindo tapete bem colocado, o que é difícil… afinal são muitas variáveis: tamanho, formato, estampa, cores, materiais e origens.

Eles podem contribuir de inúmeras formas na decoração de nossas casas. Eles delimitam espaços, abafam o barulho, trazem aconchego ou cor e até integram os móveis. Mas também têm o poder incrível de estragar tudo se mal colocados. Queria saber como vocês escolhem seus tapetes em casa… e compartilho o que eu considero também com vocês.

Percebe como esta sala parece pequena demais, tudo meio espremido e apertado? É o tapete mal escolhido. {DS}

Para quem quer ter um tapete embaixo de mesa de jantar é importante lembrar alguns detalhes. Primeiro que sempre se tem o risco de queda de comida e bebida no chão. A chance de manchar seu lindo tapetinho de vinho tinto ou do molho de tomate é grande. Por isso prefira materiais laváveis.

Outra questão básica é o tamanho. Nada mais desagradável do que a cadeira ficar enganchando no tapete. O tecido deve cobrir toda a área por onde as cadeiras se movimentam – não somente quando as pessoas já estão sentadas. Além do aspecto prático, o tamanho também tem uma função estética. Se ele for pequeno, os móveis parecem grandes demais para o espaço.

Olhe como a sensação aqui é diferente. O tapete delimita um espaço maior para a sala de jantar. A única coisa que eu faria diferente aqui é alinhar os tapetes dos dois ambientes. {AAD}

Mas cuidado para não colocar um tapete grande demais e conseguir o efeito contrário: parecer que o ambiente é que é pequeno demais para o tapete. Difícil imaginar? Pegue um lençol velho e coloque no chão, vá dobrando até achar o tamanho ideal. Daí é só medir.

Na cama você pode usar uma regra parecida. O tapete, na maior parte das vezes, vai servir para que seu pé seja protegido do chão frio ao se levantar da cama. Deixe espaço suficiente para isso. {Elle}

Se você tem aquelas salas enormes para 2 ou 3 ambientes, ou mesmo se o espaço é minúsculo e precisa dar conta de 2 ambientes, os tapetes podem ser uma boa alternativa. Em vez de usar paredes, aparadores ou biombos você pode delimitar os espaços pelo chão. Isso economiza espaço precioso para o trânsito e deixa tudo mais amplo e leve.

Olha o papel de delimitar ambientes aqui. Mesmo sem paredes ou móveis, você percebe a separação entre a sala de estar e jantar. Nem precisa de aparador no meio do caminho. {AAD}

Agora a função mais sensacional do tapete é a de integrar. Na foto acima você já pode perceber os tons do tapetes se repetindo pelo ambiente. Faz tudo parecer mais harmônico.

Olha como parece natural a combinação de rosa e verde aqui. Isso porque o tapete “abraça” os móveis pelas cores em comum. {AAD}

O amarelo e os marrons fazem uma combinação conhecida, mas olha como o tapete traz aconchego ao integrar os elementos de forma mais suave. Neste ambiente você ainda pode ver a repetição de estilos, linhas e formas dos móveis na estampa do tapete ajudando também. {Elle}

Tem gente que diz que você primeiro tem que escolher o tapete para depois escolher os móveis. Talvez seja mais fácil para algumas pessoas. Mas se você já tem o conceito do ambiente – a sensação transmitida, as cores e formas, os materiais – o tapete é como um elemento para compor o que você precisa. Use e abuse.

Ah! Vale a pena conhecer o site da Alexandra Angle Design, no link abaixo. Foi de lá que tirei algumas das fotos deste post e ela sabe usar bem os tapetes, viu?

Imagens:

Alexandra Angle Design

Elle Decor

Design Sponge

Cantinho de mulher

Nem sempre a gente consegue fazer nosso cantinho em casa, com a nossa cara. Primeiro estamos na casa de nossos pais, depois moramos com amigos e, normalmente, o pouco dinheiro que sobra vai todo para cerveja. Depois entra um marido, filhos… e só vai ficando cada vez mais longe o sonho de ter uma parede rosa, aquele sofá roxo que seu marido acha esquisito, ou os detalhes que só a gente percebe. Talvez seja uma boa hora de repensar…

quarto de casal branco e vermelho

Um quarto do hotel Maison Moschino em Milão. A cama parece coberta de pétalas de rosas, como em "Beleza Americana", e a suavidade de flores com o sexy do vermelho-sangue são a cara da mulher bem resolvida.

Sala branca, vermelha, azul e pink

Adoro o contraste de colorido com fundo branco. E a paleta de pink, vermelho e azul turquesa, com estampa floral trazem diversão com um toque feminino pra sala de jantar. {DS}

armario feminino

Eu morro de vontade de ter um closet desses que ocupam o quarto todo. Para poder entrar e passear pelas roupas e sapatos. Posar na frente do espelho, deixar a roupa que não ficou bem naquele dia em cima de um pufe e partir para a próxima. {Mochatini}

banheiro mulher

E esse banheiro com todos nossos vidrinhos à mão? {AT}

Ou você prefere este, pra se sentir uma rainha? Uma banheira redonda, com espelhos chiquérrimos e muito espaço. {DI}

Confesso que fiquei com essa penteadeira na cabeça. Seria maravilhoso poder se sentar com tranquilidade para se pentear, ou para passar um simples batom. Isso pra mim é luxo. {DD}

papel de parede roxo

Achei essa sala tão leve. O luxo do capitonê do sofá transformado em delicadeza com o rosa, as curvas, o lilás e até os toques de dourado tranbordam feminilidade. {DI}

poltrona pink

E a cor mais menina que tem, o rosa, também pode compor um ambiente mais sério. Mas duvido que algum marido tope. {DI}

Agora quero saber. Qual seu sonho de um cantinho feminino em casa?

Imagens:

Mochatini

Urban Style Vibes

Desing Sponge

Dear Designer’s Blog

Apartment Therapy

Desire to Inspire