Casa de 1751 ganha banho de tinta e fica com a cara dos donos

Numa bela e antiga construção de 1751, a artista Kristin e seu marido Nicholas Mark passaram os últimos 14 anos pintando e repintando cada ambiente, conferindo aos cômodos um pouco de sua própria personalidade.

Tons fortes em verde, vermelho e azul contrastam com estampas geométricas nas paredes e nos acessórios, enquanto fotos antigas e o mobiliário de família dão uma pitada vintage à decoração.

biblioteca verde, móveis e objetos antigos, decoração vintage
Neste escritório, por exemplo, uma pintura de verde lavado na parede faz contraponto com a manta vermelha sobre a cadeira e o tapete turco. A máquina de escrever sobre a mesa de madeira e as dezenas de livros na estante, dispostos de forma aleatória, dão um toque pessoal ao espaço. As lanternas turcas penduradas também fazem a diferença e deixam a casa mais charmosa.
sofá listrado, papel de parede geométrico e cadeira vermelha na biblioteca
No living, a artista criou seu próprio papel de parede, recortando tampas de caixas do correio americano, colando-as umas sobre as outras e soltando sua criatividade na hora de pintá-las à mão. Mais uma vez são as fotos antigas, os móveis e outros objetos que mostram que vive uma família ali, e que não se trata apenas de um showroom de decoração.
Painel antigo de madeira cobre a lareira na sala e objetos trazidos de viagem dão toque pessoal à decoração
No entorno da lareira, o painel de madeira foi preservado. Objetos trazidos de viagens e algumas fotografias arrematam o visual.
Sala com parede estampada e florida, quadros e móvel antigo de família repaginado
Neste cantinho da parede, a pintura à mão faz a diferença. O aparador é herança da tia-avó da artista e, após ter recebido uma fina camada de tintura preta ficou um pouco mais moderna.
Cozinha rústica com móveis de madeira coloridos, piso de madeira de demolição, luminária de ferro fundido antiga, mesa de madeira antiga
Na cozinha, o móvel da avó foi repaginado. Ganhou tintura laranja e uma cortina de bordado no lugar de uma porta quebrada. Na copa, o piso de madeira de demolição foi mantido e combina com a madeira da mesa antiga. A luminária de ferro fundido preto complementa o aspecto rústico/retrô.
luminárias de papel, teto de madeira, cadeiras coloridas na sala de jantar
O casal construiu ainda um segundo ambiente para as refeições, que ficou divertido com lanternas de papel, quadrinhos e cadeiras coloridas.
Sala de estar com móveis de vime, luminárias antigas pintadas à mão e almofadas coloridas
Como extensão do ambiente de refeições, foi criada uma colorida área para as visitas, a partir de mobiliário de vime, almofadas de estampas distintas e luminárias antigas. Veja que a iluminação natural, vinda de janelas bem amplas, faz com que o espaço pareça maior do que realmente é.
quarto com parede laranja de patna ganha ar rústico com madeira aparente no teto
Neste quarto, os moradores optaram por brincar com tons quentes, como laranja, rosa e amarelo. O quadro na parede, que fica rústica com suas madeiras aparentes, se destaca por conta da cor verde.
banheiro tem metade da parede em madeira branca e a outra metade da parede amarela, com banheira antiga e manchada
Nem o banheiro escapou das cores! Metade da parede é coberta com réguas de madeira e a outra parte com tinta amarela. Veja que propositalmente foram deixadas algumas marcas de tinta na banheira, reforçando a mensagem de que ela já é bem antiga.
fachada da casa americana branca construída em 1751, decorada com cores por artista
Casa branca antiga de 1751 ganhou anexo de madeira
Por fim, vejam que singela a fachada da casa, que há dois anos recebeu um anexo de madeira.
Fotos: Houzz

Conheça soluções criativas para criar mais espaço em casa

Na semana passada a gente deu aqui oito dicas para decorar apartamentos pequenos. Dando continuidade àquele post, encontramos várias ideias legais e criativas para você economizar espaço ao montar sua casa.

A primeira delas é pendurar tudo o que for possível, explorando ao máximo os espaços na vertical! Nesse quarto de casal, por exemplo, a mesa de cabeceira tinha que ser bem pequenina para que coubesse no ambiente. Para evitar que a luminária competisse com livros, óculos copos d’água, o morador optou por instalar uma lanterna pendente. Ficou charmoso e deixou a mesinha livre para outras funções!

lanteria pendurada sobre mesa de cabeceira no quarto de casal

Para armários pequenos, a boa é aproveitar as portas para pendurar sapatos, bijus, lenços ou outros itens. Nesse exemplo,a solução foi criar uma sapateira vertical com bolsos para guardar os modelos mais usados no dia-a-dia.

guardar sapatos em bolsos verticais dentro do armário para quartos pequenos

O aproveitamento de áreas inutilizadas, como a parte de baixo da escada, também pode ser uma boa opção pra quem tem pouco espaço. Neste exemplo, os degraus deram lugar a gavetões e prateleiras. Veja que as diferentes alturas dentro das gavetas permite a armazenagem de itens volumosos e diversos como caixas, toalhas e roupas de cama.

gavetas e prateleiras embaixo da escada para economizar espaço

Na cozinha, o quadro para fixar panelas e acessórios, sobre o balcão, deixa os objetos à mão e economiza lugar na prateleira e na própria área de trabalho.

Pendurar panelas, colheres e acessórios de cozinha na parede

O mesmo conceito de pendurar os objetos em quadros pode ser usado para armazenar ferramentas na garagem ou em qualquer outro local disponível.

como guardar potes de ferramentas na garagem, pendurando-as em um quadro na parede

Ou, ainda, para guardar suas bijus como colares e brincos. No exemplo abaixo, elas tornaram-se parte da decoração…

pendurar colares e brincos em quadro economiza espaço em apartamentos e casas pequenas

Na sala ou o no hall de entrada, que tal aproveitar o espaço atrás de uma prateleira para fazer um closet para pendurar casacos, colocar guarda-chuvas ou chapéus?

área atrás de prateleira foi usada para construir closet ou armário para guardar casacos, guarda-chuvas e chapéus

E você, tem alguma ideia criativa para ganhar mais espaço em casa? Compartilha aqui com a gente!

Fotos: 1,2,3,4, 5, 6, 7 e 8

Antigo palácio português vira hostel descolado em Lisboa

Já se foi o tempo em que o hostel era uma opção de hospedagem econômica, mas sem glamour. Hoje em dia, há vários albergues bem charmosos com diárias super em conta, e que investem em design e soluções fáceis e descoladas.

Hostel tem decoração Art Decó e mobiliário vintage

O The Independente, em Lisboa, é um bom exemplo disso. Convictos de que era possível reunir diferentes culturas com as histórias locais, três irmãos mochileiros se reuniram e reformaram um antigo palácio pertencente à realeza, que tem arquitetura típica portuguesa e decoração em Art Déco.

Móveis antigos, portas francesas e chão antigo quadriculado foi preservado e fazem contraste com parede vermelha

Na entrada principal, o visitante já se convence de que está em um lugar especial ao se deparar com um salão de pé direito alto, portas grandes de madeira, cadeiras antigas de couro, chão quadriculado e parede bem vermelha, que deixa o ambiente mais descolado.

O Art Déco aparece nos detalhes do teto e das luminárias. Na estante de madeira antiga e arredondada, um relógio antigo dá o toque especial.

Além disso, se mostra nas escadas que levam ao piso dos apartamentos.

Camas em madeira e luminárias de ferro em formato de lâmpada modernizam quarto

As janelas amplas deixam os quartos e a sala mais iluminados e arejados, e a sensação de conforto é maior. O piso original de madeira foi preservado, assim como molduras, candeeiros e portas francesas.

Veja que as camas são feitas de madeira de reflorestamento, que parece aquela utilizada em caixotes de feira, e têm um desenho bem interessante, com escadas laterais de um pé só, economizando espaço. As luminárias em formato de lâmpada, ao lado de cada cama, arrematam o visual mais ousado causando um baita contraste com todo o entorno, deixando o quarto bem moderno.

estante de madeira desgastada, máquinha de escrever e luminária antiga

Objetivos vintage compõem decoração da suíte

Nas quatro suítes mais privativas, reservadas para casais, peças retrô também marcam a decoração e se opõem à jovialidade trazida pelo uso da arara para pendurar as roupas. As varandas dão para uma linda vista do rio Tejo.

Nas áreas em comum, como o pátio, preste atenção nos azulejos portugueses na parede.

Já no restaurante “Decadente”, nome que não faz jus ao decor, a opção foi pelo mobiliário “vintage”.

E aí, já definiu o destino de sua próxima viagem?

Os três passos para uma boa iluminação na decoração

Uma ferramenta importantíssima e muitas vezes negligenciada até por profissionais é a iluminação de um ambiente. Ela é responsável por garantir o mínimo de visibilidade e segurança – para caminhar, ler, cozinhar, comer – mas também é o principal instrumento de ambientação de um espaço, que traz conforto visual, dá o clima pretendido, cria efeitos especias, destaca objetos e traz emoção.

Para facilitar, vamos resumir a três os tipos de iluminação em uma residência: a geral, a de tarefa e a decorativa.

Primeiro passo: garantir a iluminação geral

É a responsável por garantir que o ambiente como um todo estará iluminado e que ninguém vai tropeçar em um degrau ou bater a cabeça em uma prateleira por falta de luz. A melhor fonte neste caso é a própria luz do sol.

sala bem iluminada

1. Janelas amplas deixam a luz entrar, as paredes e o teto super brancos refletem essa luminosidade dando um banho de luz em todo o ambiente.

Quando chega a noite, ou quando a luz do sol é insuficiente, podemos utilizar a iluminação artificial para complementar. Ela pode ser direta ou indireta.

plafons redondos na sala de estar

2. Idealmente, a luz direta deve se propagar nas três dimensões. Isso significa que spots embutidos no forro de gesso NÃO cumprem a função de iluminação geral de um ambiente. Plafons, pendentes, luminárias de piso ou parede com cúpulas translúcidas são mais indicados.

quarto todo branco com luz indireta

3. A iluminação arquitetural (indireta) utiliza elementos da arquitetura como teto e parede para refletir a luz. Ao contrário do que se pensa, com uma boa lâmpada e tendo uma parede em textura e cor adequadas para refletir luz, esta é uma forma bem eficiente de se iluminar um ambiente.

Segundo passo: providenciar iluminação para as tarefas

Depois que o ambiente como um todo estiver bem iluminado, pode ser necessário um ponto extra de luz para proporcionar conforto ao ler um livro ou segurança para cortar uma peça de carne na bancada da cozinha, por exemplo. Essa luz deve ter uma intensidade adequada para o tipo de tarefa e ser direcionada para o local de realização dessa função.

Além disso, deve estar livre de obstáculos até a superfície a ser iluminada para não provocar sombras (se a sua mão ou sua cabeça estiverem no meio do caminho), e evitar o ofuscamento direto (luz direcionada para os olhos) ou indireto (reflexo excessivo).

luminarias para cozinha

4. De novo, cuidado com os spots embutidos no forro de gesso se a intenção é apoiar uma tarefa. Em uma cozinha, por exemplo, seu corpo pode fazer sombra sobre a bancada. A solução de iluminação sob o armário superior é excelente.

abajur para leitura na sala

5. Para leitura, esta luminária funciona super bem. Pode ser movimentada facilmente, alterando seu ângulo, não tem o risco de sua cabeça entrar no caminho e apresenta uma intensidade boa, superior à luz ambiente.

Terceiro passo: divirta-se com a iluminação decorativa

Agora, sim, chegou a vez dos spots embutidos no forro de gesso. Seu ambiente já está iluminado e você consegue realizar suas tarefas com conforto e segurança. É hora de fazer graça.

A iluminação decorativa é toda ligada nas emoções que você quer transmitir. Elas não têm uma função racional, a não ser dar destaque a objetos, criar uma atmosfera aconchegante ou efeitos interessantes.

spots destacam parede listrada

6. Spots dão destaque a uma parede diferente.

iluminação na sala

7. Spots ou fitas de LED embutidas dão destaque para objetos em nichos e quadros.

iluminacao colorida na decoracao

8. Neste bar, a intenção era dar um clima de mergulho, trazendo a sensação de se estar no mundo submarino. Fala que não conseguiram só com a iluminação? Até me lembrou o post que fiz sobre o filme Avatar.

Resumindo, é importante sempre passar pelos três passos: avaliar se a iluminação geral está suficiente, se as tarefas podem ser realizadas com segurança e conforto visual e só pensar em soluções para dar um efeito especial na decoração com a garantia de já ter alcançado os dois primeiros passos.

Para mais posts sobre iluminação, veja este sobre minha birra com o uso excessivo de spots e sobre lâmpadas fluorescentes, principalmente para a iluminação arquitetural.

Para quem quer brincar com os efeitos dos diferentes tipos de iluminação, recomendo os sites da Dominici e da La Lampe. Fica super fácil de entender!

Imagens: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

Aqueça sua sala no inverno

A temperatura caiu e o friou parece que chegou para ficar. Já está mais que na hora de “agasalhar” a sala e criar um clima mais aconchegante para enfrentar o inverno. A gente reuniu algumas dicas bem simples que já dão um ar novo à casa e tornam os momentos em família muito mais gostosos.

Vamos começar?

Mantas

Elas aquecem, podem dar cor e criam um ambiente mais agradável nesse friozinho. Ficam lindas se espalhadas pelos sofás e poltronas, ou quando expostas em cestos de vime e de palha, de forma que fiquem bem à mão. Podem ser de uma única cor, como na foto abaixo, ou em xadrez, que tem tudo a ver com o inverno.

Uma ideia utilizada neste outro projeto foi o uso da manta para cobrir uma almofada em formato de pirulito, jogada sobre o sofá. A estampa Missoni trouxe alegria ao ambiente. O toque invernal é complementado pelos esquis antigos expostos na parede.

Estampa da manta, sobre a almofada, acrescenta cor à sala

Cestos e baús

Eles abrigam não apenas as mantas, mas também a lenha a ser utilizada na lareira, os livros e as revistas. Podem servir ainda de mesinhas para apoiar fotos, velas, jarras e outros acessórios de decoração.

cobertores, mantas e palha ajudam a aquecer a sala no inverno

Almofadas

Que tal trocar os estofados? Capas feitas com tecidos mais robustos, como lã, veludo ou texturas que imitam pelos funcionam superbem nesta estação do ano e são uma alternativa barata que surte um efeito impactante no visual. Dependendo das cores utilizadas, também ajudam a trazer mais alegria ao inverno.

Cores nas almofadas também ajudam a preparar a sala para enfrentar o frio

Velas e iluminação

As velas ajudam a dar uma iluminação mais fraca à sala, o que a torna mais gostosa. O mesmo efeito pode ser obtido com o uso de abajures. Talvez seja o momento de pensar em instalar um dimer na sala, para obter um controle maior da intensidade da luz.

iluminação mais baixa deixa sala mais aconchegante

Tapetes

Os mais felpudos ajudam a esquentar o ambiente. Mas é claro que você não vai trocar os tapetes a cada estação. Uma dica que funciona é colocar um tapete mais grosso e menor sobre outro mais fino, como nas fotos abaixo. Na primeira, um tapete de lã estampado foi colocado sobre outro de sisal e aqueceu a sala de jantar. Na segunda imagem, um tapete de pele de animal foi espalhado por um outro maior e mais baixo.

Tapete de lã colorido deixou sala de jantar mais quente e alegre

Folhagem e plantas secas

Outra dica que ajuda a dar um tom de inverno à decoração é espalhar plantas e galhos secos pela sala, como nesses arranjos atrás do sofá.

Gostou? Depois conta pra gente se conseguiu colocar essas ideias em prática!

Fotos: 1, 2,3,4,5,6,7 e 8, 9

Móbiles pra gente grande

Todo mundo conhece os móbiles. Mas a maioria das pessoas só se lembra daqueles móbiles de ursinho para quartos de bebês ou, no máximo, aqueles de sistema solar para crianças, sabe?

Mas eles são muito mais versáteis. Móbiles são esculturas com peças móveis, que brincam com o equilíbrio e o movimento, verdadeiras obras de arte. E, como tal, podem compor a decoração da sua casa ou trabalho lindamente. O artista mais conhecido desse mundo é o Alexander Calder, que viveu entre 1898 e 1976.

escultura de calder

Os móbiles de Calder geralmente são gigantescos, mas reparem como flutuam com leveza e dão um toque de arte com modernidade.

Não, não é todo mundo que pode ter um Calder em casa. Precisa ter muito dinheiro e um pé direito fora do padrão para abrigar essa obra de arte. Mas existem móbiles comerciais lindos que podem ser usados em todos os ambientes da casa e do escritório. Muitos, inclusive, inspirados na obra de Calder.

sala de jantar colorida

1. Para uma sala de jantar sem um pendente central. A mesa oval conversa com as formas circulares e as cadeiras vermelhas com o colorido do móbile. Dão um toque de descontração delicado e jogam o olhar pra cima.

2. Para quem já tem uma luminária pendente, um móbile fácil de fazer (com recortes de revista) dá um toque de cor e chama a atenção para um cantinho antes sem graça, ou ajuda a dividir ambientes.

sala de jantar lilas

3. Os círculos vazados trouxeram leveza para o ambiente super moderno e cheio de linhas retas.

mesa de jantar com bancos

4. Uma festinha fica mais alegre e descontraída com móbiles também. Aproveita pra reparar no banco diferente dessa sala de jantar, e como a forma circular do móbile fazia todo o sentido para esta decoração.

luminaria sala de jantar

5. Para quem tem um bom pé direito essa luminária-móbile deixa a sala mais interessante.

sala com lareira

6. Uma sala minimalista e clean pode se beneficiar de um móbile "Calder like" para valorizar o pé direito.

mezanino

7. Para aquele vão do mezanino, do hall ou da escada, lindo.

8. Também trazem movimento e leveza para o quarto de casal, sobre a mesinha de cabeceira.

quarto rustico e romantico

9. Um quarto tão aconchegante só fica mais gostoso ainda com esse móbile. Para deitar e relaxar observando os movimentos dos flocos de neve flutuantes.

decoracao mezanino

10. Um corredor vazio se enche de graça...

11. Uma janela fica mais divertida...

canto de leitura com mobile

11. E qualquer cantinho ganha um toque de classe com um bom móbile...

Quer passear na internet e se inspirar em móbiles bacanas? Seguem alguns links que eu adorei. Se você conhecer algum bom artista ou loja, compartilhe com a gente também!

Móbiles Manufatura

Hanging Mobile Gallery

Schmitt Design

Bookhou

Puka Puka

JFJones

The Wonderland Studio

Design Public

Museum of Contemporary Art – Chicago

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12

Luminárias em bando

Ontem fui passear na Tok&Stok pra procurar uma sapateira (acreditem, me mudei há 2 meses e ainda tenho sapatos em caixas de mudança). Chegando lá, entrei em um espaço da Max Haus todo decorado que me surpreendeu com ideias simples e de efeito. A principal delas foi a brincadeira dos fios das luminárias, se atravessando no teto, olha como ficou bacana.

luminarias mesa de jantar

O uso de três luminárias enriqueceu a mesa de jantar. A altura está perfeita, iluminam sem incomodar quem está sentado e sem atrapalhar as conversas através da mesa.

Outra brincadeira bacana que eles fizeram com luminárias foi criar uma a partir de fios e lâmpadas, cada uma diferente da outra, tinha desde dicróica até aquelas normais, de resistência de tungstênio.

iluminacao do hall de entrada da casa

A iluminação do hall de entrada é decorativa e a assimetria entre alturas, formatos e tipos de lâmpadas dá um tom de informalidade e descontração fantástico.

Entrei no clima de luminárias em bando e resolvi mostrar umas bem bacanas pra vocês, o que acham?

teto de gesso trabalhado

1. Despretensiosas e aparentemente posicionadas de forma aleatória, os pendentes valorizam ainda mais o trabalho no forro de gesso trabalhado.

sala de jantar com luminaria de cristal

2. Os pendentes de cristal trazem sofisticação, mas a assimetria deixa tudo mais moderno. Repare o uso de curvas como é consistente em todo o ambiente e quebra a formalidade.

pendentes de cristal

3. Ainda mais luxuosas, as diferentes luminárias agora alinhadas e com pouca variação de altura deixam o ambiente pronto para um banquete. Repare que tem até pele sobre as cadeiras. Um luxo.

luminarias para mesa de jantar

4. Parecidas com a da Tok&Stok, lanternas brancas em diferentes formatos fazem efeito ocupando o pé direito bem alto da sala.

Imagens: 1, 2, 3, 4

Hotel Seven Paris

Faz tempo que não mostro um hotel bacana pra vocês e estou tão precisando de férias que resolvi me hospedar virtualmente. Em Paris. Baita inspiração.

O mais bacana deste hotel, na minha opinião, é um trabalho de iluminação excepcional e criativo. Reparem.

fachada de hotel

A fachada já indica que é um hotel moderno. As luminárias são círculos ou flores sobre lâmpadas de led, fazendo uma iluminação suave e indireta, sendo também decorativas.

sofa rosa com almofadas

Sofás com costas bem altas, um luxo. As almofadas coloridas trazem um pouco de aconchego e a iluminação muda a cara de tudo com um simples toque.

Pontinhos de led no espelho e o reflexo das luminárias fazem o ambiente parecer infinito. As costas altas dos sofás e poltronas aqui ajudam a manter a privacidade de cada grupinho batendo papo. Quem quer paquerar vai pros banquinhos 😉

cadeiras estofadas

Na mesma linha dos sofás, as cadeiras são estofadas com tecido aveludado. As cortinas pesadas e volumosas deixam tudo mais aconchegante.

Subindo para os quartos, a gente continua se surpreendendo.

entrada dos quartos

Nos corredores do hotel você vê as portas iluminadas, bem high tech, né?

Aí os quartos são super especiais, alguns são temáticos, mas os básicos já são de babar.

Este é o quarto "Levitation". Um conceito muito bem aplicado, transmitindo exatamente o que se propõe.

E tem quarto temático até do 007, com luminária em forma de arma e tudo. Mas fiz uma seleção de ideias que achei mais bacanas.

quarto com lareira

Que vontade de ter uma lareira a gás no quarto para os dias frios - sim, eu consigo pensar nisso enquanto tá essa lua lá fora. E interruptores do meu lado para minha cachorrinha não comer os fios do carregador do celular - já perdi 3 assim...

parede iluminada

Um dos quartos é todinho branco, com linhas curvas suaves. O sofá, as mesinhas e até o teto seguem a mesma linguagem, tudo super consistente.

banheiro moderno

Amei esta banheira estampada em pele de vaca. Original e bem humorada, em um banheiro elegante. Os banquinhos dão um apoio bem prático.

Outro banheiro criativo tem um tabuleiro de xadrez para distrair. O único problema é que pressupõe-se que duas pessoas vão jogar, AO MESMO TEMPO. Isso pra mim é beeeem estranho, o que você diz?

Imagens: Seven Hotel Paris