Casa de 1751 ganha banho de tinta e fica com a cara dos donos

Numa bela e antiga construção de 1751, a artista Kristin e seu marido Nicholas Mark passaram os últimos 14 anos pintando e repintando cada ambiente, conferindo aos cômodos um pouco de sua própria personalidade.

Tons fortes em verde, vermelho e azul contrastam com estampas geométricas nas paredes e nos acessórios, enquanto fotos antigas e o mobiliário de família dão uma pitada vintage à decoração.

biblioteca verde, móveis e objetos antigos, decoração vintage
Neste escritório, por exemplo, uma pintura de verde lavado na parede faz contraponto com a manta vermelha sobre a cadeira e o tapete turco. A máquina de escrever sobre a mesa de madeira e as dezenas de livros na estante, dispostos de forma aleatória, dão um toque pessoal ao espaço. As lanternas turcas penduradas também fazem a diferença e deixam a casa mais charmosa.
sofá listrado, papel de parede geométrico e cadeira vermelha na biblioteca
No living, a artista criou seu próprio papel de parede, recortando tampas de caixas do correio americano, colando-as umas sobre as outras e soltando sua criatividade na hora de pintá-las à mão. Mais uma vez são as fotos antigas, os móveis e outros objetos que mostram que vive uma família ali, e que não se trata apenas de um showroom de decoração.
Painel antigo de madeira cobre a lareira na sala e objetos trazidos de viagem dão toque pessoal à decoração
No entorno da lareira, o painel de madeira foi preservado. Objetos trazidos de viagens e algumas fotografias arrematam o visual.
Sala com parede estampada e florida, quadros e móvel antigo de família repaginado
Neste cantinho da parede, a pintura à mão faz a diferença. O aparador é herança da tia-avó da artista e, após ter recebido uma fina camada de tintura preta ficou um pouco mais moderna.
Cozinha rústica com móveis de madeira coloridos, piso de madeira de demolição, luminária de ferro fundido antiga, mesa de madeira antiga
Na cozinha, o móvel da avó foi repaginado. Ganhou tintura laranja e uma cortina de bordado no lugar de uma porta quebrada. Na copa, o piso de madeira de demolição foi mantido e combina com a madeira da mesa antiga. A luminária de ferro fundido preto complementa o aspecto rústico/retrô.
luminárias de papel, teto de madeira, cadeiras coloridas na sala de jantar
O casal construiu ainda um segundo ambiente para as refeições, que ficou divertido com lanternas de papel, quadrinhos e cadeiras coloridas.
Sala de estar com móveis de vime, luminárias antigas pintadas à mão e almofadas coloridas
Como extensão do ambiente de refeições, foi criada uma colorida área para as visitas, a partir de mobiliário de vime, almofadas de estampas distintas e luminárias antigas. Veja que a iluminação natural, vinda de janelas bem amplas, faz com que o espaço pareça maior do que realmente é.
quarto com parede laranja de patna ganha ar rústico com madeira aparente no teto
Neste quarto, os moradores optaram por brincar com tons quentes, como laranja, rosa e amarelo. O quadro na parede, que fica rústica com suas madeiras aparentes, se destaca por conta da cor verde.
banheiro tem metade da parede em madeira branca e a outra metade da parede amarela, com banheira antiga e manchada
Nem o banheiro escapou das cores! Metade da parede é coberta com réguas de madeira e a outra parte com tinta amarela. Veja que propositalmente foram deixadas algumas marcas de tinta na banheira, reforçando a mensagem de que ela já é bem antiga.
fachada da casa americana branca construída em 1751, decorada com cores por artista
Casa branca antiga de 1751 ganhou anexo de madeira
Por fim, vejam que singela a fachada da casa, que há dois anos recebeu um anexo de madeira.
Fotos: Houzz

Casa ganha novo invólucro sobre fachada antiga

Os arquitetos do escritório Ooze, com base em Paris e Roterdã, aceitaram o desafio de aumentar essa casa na Holanda aproveitando o espaço já construído e criando um novo invólucro pra fachada. A casa original lembrava uma típica fazenda holandesa e foi erguida no início do século passado.

Projeto de casa com telhado verde e ripas de madeira é do escritório escritório Ooze, com base em Paris e Roterdã

Casa recebeu nova fachada, mas preservou características antigas de fazendas holandesas

Em 2003, ela já havia passado por uma ampliação. Mas agora foram acrescentadas escada lateral, placas de grama e ripas de madeira no telhado para que a identidade com as antigas casas do bairro fosse mantida. O objetivo do escritório era “redescobrir o futuro” por meio da preservação da alma da casa da forma mais sustentável possível.

casa tem telhado verde, vigas de madeira, muito vidro e ângulos

Ampliação foi feita sobre estrutura antiga e deu espaço à construção de uma nova escada na lateral

As duas paredes principais da planta original tiveram sua altura aumentada para sustentar a nova altura da construção, de 11 m.

O layout consiste em uma estrutura de formato semicircular, com dois novos volumes verticais unidos sob um telhado pontiagudo.

Casa lembra origami japonês. Fachada nova foi erguida sobre estrutura antiga

Com ângulos diferentes, nova fachada lembra origami

O interior da casa é elegante e clean, com pouquíssimos móveis – convenhamos que com um exterior desses a casa nem precisaria de muito mais sofisticação por dentro!

Uma boa sacada foi o uso de painéis pré- fabricados de madeira na obra, o que permitiu que o projeto fosse concluído mais rapidamente.

A sala de jantar, que é uma extensão da cozinha, foi mantida no térreo e ganhou um mesão branco com luminárias bem modernas.

Cozinha fica na área térrea e tem saída para área verde

Cozinha branca e elegante foi construída no térreo da casa

Por serem mais leves, os materiais que foram usados também permitiram que as paredes externas mantivessem sua espessura fina. Veja que os limites entre teto, parede e chão desaparecem.

Novo anexo da casa holandesa deu a ela diferentes ângulos

No quarto, nova estrutura trouxe luminosidade, mas tomou parte da altura do teto. Por isso, a opção pela cama de futon

As novas escadas levam ao segundo e ao terceiro pavimento, onde foi feita a ampliação.

Casa ficou moderna com vidro, madeira e muitos ângulos, mas manteve identidade com antigas fazendas holandesas

No térreo da casa, anexo abriga escada que leva aos andares superiores

Luminárias modernas, escada e muitos ângulos em casa cômodo do novo anexo

Segundo andar da casa, com vista para telhado verde

Obra adicionou fachada feita de vidro e madeira à casa na Holanda

Muitos ângulos mesclam os limites entre teto, paredes e chão

Não é que o formato lembra aqueles origamis japoneses?

Fotos: Yatzer.com

Apartamento em Madri fica moderno, amplo e arejado após reforma

Com alguns pequenos detalhes é possível transformar totalmente a sua casa e modernizá-la, e é sempre estimulante quando conseguimos ver um exemplo desses. Quem diria, por exemplo, que esse apartamento em Madri era feio, escuro tinha portas estreitas e tetos baixos?

Sala branca ganhou cor com mesas vermelhas, luminária e quadros

Bastou que o proprietário derrubasse algumas paredes, elevasse o teto em 20 cm retirando o rebaixamento de gesso e aumentasse a largura das portas para que ele ficasse bem mais arejado.

Veja que o portal parece ter sido recortado, deixando mostrar as irregularidades na forma da madeira. O acabamento ficou interessante e aqueceu o ambiente, dando a ele um toque rústico que contrasta com o branco clean e os móveis pouco volumosos.

Além disso, a altura do portal ficou maior, o que dá a sensação de amplitude na sala.

Com a base toda branca, o cômodo ganha cores com as almofadas, os quadros na parede e as mesinhas de centro vermelhas.

sala branca e moderna, cortinas leves e brancas

Por ser uma sala pequena, o proprietário optou por usar duas mesas quadradas como mesa de centro. Além de terem uma estrutura bem leve, que não polui visualmente o ambiente, elas são versáteis já que podem ser usadas em diferentes posições.

Outra sacada bacana foi empilhar vários livros mais grossos, formando uma espécie de mesinha de apoio ao lado da poltrona.

sala moderna em apartamento de madri

Nos janelões foram usadas cortinas claras e leves, que permitem a entrada de mais luz e ventilação natural.

Sala de jantar se transforma em escritório e biblioteca

A sala de jantar ganhou um ar moderninho com cadeiras estofadas em tecido listrado preto e branco. Já o espaço da parede foi aproveitado para a instalação de uma prateleira, que abriga os livros da casa. A mesa de jantar também pode ser usada como mesa de escritório.

Área de circulação entre sala de jantar e de estar

Por trás das duas salas há uma área de circulação que leva para o quarto e a cozinha. O espaço ganhou um charme a mais com o tapete com estampa zebrada (super combina com as mesinhas vermelhas da sala de estar e com as cadeiras forradas da sala de jantar), uma escultura e um aparador embutido que pode esconder livros, louças e outras coisas da casa.

Apartamento pequeno e bem aproveitado com projeto moderno

O armário de madeira também pode abrigar louças, prataria e objetos de menor uso.

A passagem para a cozinha é feita por um portal bem amplo, com uma porta de correr para isolar o ambiente. Cada espacinho do cômodo é aproveitado com armários, gavetas e prateleiras. O fogão e o forno são embutidos para o melhor aproveitamento da área. Repare que a janela da cozinha a torna mais iluminada e arejada.

fogão e forno foram embutidos para aproveitar melhor espaço da cozinha

Na suíte, os espaços também são aproveitados ao máximo. A parede ganhou uma prateleira para livros e um espelho grande foi apoiado entre o dormitório e o banheiro.

Quarto pequeno e bem aproveitado com prateleiras e espelho na passagem entre dormitório e banheiro

suíte pequena ganhou espelho para ampliar espaço

Gostou das soluções? Então compartilha com os amigos!

Fotos daqui

Conheça soluções criativas para criar mais espaço em casa

Na semana passada a gente deu aqui oito dicas para decorar apartamentos pequenos. Dando continuidade àquele post, encontramos várias ideias legais e criativas para você economizar espaço ao montar sua casa.

A primeira delas é pendurar tudo o que for possível, explorando ao máximo os espaços na vertical! Nesse quarto de casal, por exemplo, a mesa de cabeceira tinha que ser bem pequenina para que coubesse no ambiente. Para evitar que a luminária competisse com livros, óculos copos d’água, o morador optou por instalar uma lanterna pendente. Ficou charmoso e deixou a mesinha livre para outras funções!

lanteria pendurada sobre mesa de cabeceira no quarto de casal

Para armários pequenos, a boa é aproveitar as portas para pendurar sapatos, bijus, lenços ou outros itens. Nesse exemplo,a solução foi criar uma sapateira vertical com bolsos para guardar os modelos mais usados no dia-a-dia.

guardar sapatos em bolsos verticais dentro do armário para quartos pequenos

O aproveitamento de áreas inutilizadas, como a parte de baixo da escada, também pode ser uma boa opção pra quem tem pouco espaço. Neste exemplo, os degraus deram lugar a gavetões e prateleiras. Veja que as diferentes alturas dentro das gavetas permite a armazenagem de itens volumosos e diversos como caixas, toalhas e roupas de cama.

gavetas e prateleiras embaixo da escada para economizar espaço

Na cozinha, o quadro para fixar panelas e acessórios, sobre o balcão, deixa os objetos à mão e economiza lugar na prateleira e na própria área de trabalho.

Pendurar panelas, colheres e acessórios de cozinha na parede

O mesmo conceito de pendurar os objetos em quadros pode ser usado para armazenar ferramentas na garagem ou em qualquer outro local disponível.

como guardar potes de ferramentas na garagem, pendurando-as em um quadro na parede

Ou, ainda, para guardar suas bijus como colares e brincos. No exemplo abaixo, elas tornaram-se parte da decoração…

pendurar colares e brincos em quadro economiza espaço em apartamentos e casas pequenas

Na sala ou o no hall de entrada, que tal aproveitar o espaço atrás de uma prateleira para fazer um closet para pendurar casacos, colocar guarda-chuvas ou chapéus?

área atrás de prateleira foi usada para construir closet ou armário para guardar casacos, guarda-chuvas e chapéus

E você, tem alguma ideia criativa para ganhar mais espaço em casa? Compartilha aqui com a gente!

Fotos: 1,2,3,4, 5, 6, 7 e 8

8 Dicas para Decorar Apartamentos Pequenos

Estou com um projeto de um apartamento pequeno e, sim, é um trabalho bem desafiador. Todo mundo precisa de lugar para guardar panelas, mas também quer receber os amigos confortavelmente na sala. É um jogo de prioridades e a busca do equilíbrio entre estética e função é infinita. Mas é a realidade de muita gente e, cada vez mais, os imóveis ficam mais e mais espremidinhos. Hoje passo algumas dicas para quem vive esse sufoco. Mas, ressalva mais importante que o post, nada aqui é regra e isoladamente nada disso vai resolver todos os seus problemas, tá?

1. Encare os fatos: você não pode ter TUDO.

Faça uma lista bem completa das funcionalidades de cada ambiente (dicas AQUI) e defina prioridades. São escolhas difíceis, mas só você pode dizer o que é mais importante. Se você gosta de receber amigos aos montes e frequentemente, vale a pena abrir mão de armários para acomodá-los mais confortavelmente? Você precisa de tanta roupa de cama assim? Já tem sapatos que não usa mais? Hora de priorizar 😉

closet rosa

1. Seu sonho de consumo é um closet enorme com seus sapatos expostos? Topa abrir mão de um quarto da casa pra isso?

2. Pense fora da caixa: dê diferentes usos aos mesmos móveis.

Sua mesa de jantar pode funcionar como seu escritório, o sofá pode substituir algumas cadeiras e tchanan! Você tem uma sala de jantar, estar e home-office, tudo no mesmo ambiente.

mesa redonda na cozinha

2. Uma mesinha redonda com poltronas confortáveis é uma excelente pedida para receber amigos mais íntimos, na cozinha, mesmo.

Tem mais posts de dicas de como usar sofás na sala de jantar AQUI e na cozinha AQUI.

3. Pense verticalmente: use toda a altura das paredes e, por que não o teto, como espaço disponível.

Muitas vezes enchemos a sala de aparadores e deixamos a parede sobre ele vazia. Use prateleiras, nichos, aproveite o espaço das quinas, ao lado das janelas, tudo. Inclusive embaixo da cama, da pia, da bancada, da escada, atrás de portas.

soluções para banheiros pequenos

3. Não tem gavetas para maquiagem ou para os apetrechos de fazer a barba? Joga na parede que gruda. Olha que ideia fantástica do blog Laura Thoughts: fazer um painel magnético. Veja como fazer no link, ao final do post.

armazenar roupa suja

4. Será que precisa, mesmo, ter um cesto enorme de roupas sujas? Um saco bonitinho atrás da porta e você usa aquele espaço pra outra coisa.

4. Espaço vazio também é útil: entulhar móveis enormes e mil armários vão te tirar espaço de circulação.

chaise e poltrona

5. Nem só de grandes sofás se faz uma sala de estar. Uma chaise, poltronas e cadeiras compõem um ambiente gostoso e mais livre.

Não tem nada pior do que ter que se desviar quinze vezes ao dia daquela pontinha do sofá que ficou um pouquinho pra fora. Basta um dia que você esteja com mais sono ou de TPM pra você dar aquele chute com o seu dedo mindinho na quina do móvel, sabe? O que me faz pensar na próxima dica.

5. Evite quinas: circulação vem de círculo, não de quadrado.

Quando você desenhar sua planta baixa, pegue um lápis e simule os caminhos que você vai fazer dentro da casa – do cama para o banheiro, da cozinha para o quarto, da porta de entrada até a sala, etc. Busque sempre a menor distância possível entre dois pontos, você vai ver que formas redondas vão atrapalhar menos o caminho do que quadradas do mesmo tamanho.

6. Evite criar corredores: eles só servem para ocupar espaço.

Corredores são espaços perdidos. Integre ambientes sem impor um caminho fixo para caminhar entre eles, dê liberdade de movimento. Além de ser mais agradável ao olhar, é mais agradável ao andar. Mas se a planta do imóvel tem um corredor, não se acanhe, agarre-o e use-o com todas as forças, ele não é sagrado.

estante de livros no corredor

6. Estantes para livros ocupam pouco espaço, com uns 20 centímetros de profundidade você já consegue guardar livros de tamanho médio. Garanta pelo menos uns 80 centímetros de circulação no corredor.

7. Abandone regrinhas milagrosas: cores não vão aumentar nem diminuir seu espaço.

A casa pode ser toda preta, mas se estiver bem planejada e preto for o seu sonho, vai ser a sua casa perfeita. Já mostrei até que teto preto amplia ambientes, lembra?

cama preta

7. Parede preta, piso cinza e roupa de cama escura – um quarto aconchegante.

Cores, espelhos, jogos de luz e ilusões de ótica podem, sim, mudar a sensação de espaço em um ambiente. Mas, eu preciso dizer mesmo sendo óbvio, o tamanho do seu apartamento não vai mudar. Então quebre a cabeça para que sua casa seja funcional acima de tudo, a estética pode ser resolvida muito mais facilmente e eu prometo um post futuro com truques desse tipo.

8. Elimine portas desnecessárias: sim, elas ocupam espaço!

Portas de correr aliviam porque você diminui o espaço necessário para garantir a abertura da porta, mas ainda exigem alguns centímetros para os trilhos e folhas.

armario sem porta

8. No espaço do armário, uma arara deixa as roupas expostas e economiza o espaço das portas. Um quarto dentro do closet ou um closet aberto pro quarto?

Imagens:  123, 4, 5678

Gosta de cozinhar com amigos? Arraste o sofá pra cozinha!

Essa vai para casais jovens e que gostam de cozinhar enquanto conversam com os amigos. Por que não acomodar melhor suas visitas? Se a formalidade passou longe da sua casa, e se você tem espaço de sobra, que tal levar o sofá pra cozinha?

Separamos algumas inspirações dessa combinação tão pouco usada e que pode ser tão divertida!

sofá azul na cozinha

Nesta casa, por exemplo, o sofá azul trouxe cor ao ambiente ao mesmo tempo em que se encaixou perfeitamente à parede à direita. Enquanto lava os legumes e verduras da salada, ou corta os ingredientes da receita, o anfitrião pode conversar com suas visitas.

Repare que há ainda duas outras poltronas na parede oposta à da mesa, criando uma espécie de “lounge” na cozinha.

Sofá na cozinha perto da janelaNeste apartamento, o proprietário aproveitou um dos cantinhos mais gostosos da cozinha, próximo à janela, para encaixar o sofá. A vantagem é que os convidados ficam mais afastados das frituras e do vapor da preparação dos alimentos, em um local mais arejado.

Cozinha ficou moderna com sofá e chão quadriculado preto e brancoEsta cozinha ficou moderna, com o piso preto e branco, e as almofadas azuis do sofá trouxeram alegria, e até mesmo um certo romantismo ao ambiente. Note que as prateleiras expõem os potes com os ingredientes, deixando-os bem à mão de quem está cozinhando, ao mesmo tempo em que expõem louças mais antigas e a bandeja de prata. Novamente, o sofá foi colocado estrategicamente perto da janela, onde a cozinha é mais ventilada.

Sofá cinza, perto da janela, com mesinha em frente

Neste outro ambiente a mesa de jantar foi dispensada, e apenas o sofá impera junto a uma mesinha de apoio para copos e petiscos. Enquanto o dono da casa cozinha, as visitas ficam à vontade para conversar e bebericar.

Sofá rosa no canto da janela, cortinas, almofadas e cadeiras Luís XVI

Este é um dos ambientes melhor aproveitados. No detalhe, você nota que o sofá foi colocado abaixo da janela, entre a geladeira e a parede. O arquiteto conseguiu um clima aconhegante com peças de diferentes épocas. A mesa Saarinen coube perfeitamente no pequeno espaço. Por trás dela o sofá em tom rosado contrasta com as cadeiras Luís XVI forradas com estampa zig zag, o que as deixou mais moderninhas, e com as almofadas de diferentes cores.

A cortina e as luminárias na parede dão um ar de romantismo, complementado pelo tapete, enquanto os quadrinhos na parede trazem um toque bem pessoal ao espaço.

A única coisa que se deve ponderar num caso desses é a distância entre o fogão e esse pequeno ambiente. A coifa sobre o fogão torna-se fundamental, para que o cheiro de comida e a gordura não impregnem nos estofados, cortina e tapete.

Sofá de madeira azul com mesa de centro azul contrastam com geladeira vermelha e luminárias industriais
Esta cozinha misturou o rústico do sofá e da mesinha azul, também presente no balcão em madeira e mármore, com o ar modernoso da geladeira vermelha e das luminárias suspensas sobre o balcão.

A vantagem do sofá de madeira é justamente dar menos oportunidade do cheiro da comida grudar. O ideal é que as capas das almofadas e do assento do sofá sejam removíveis, de forma que possam ser lavadas de vez em quando.

Sofá preto de couro na cozinha, que tem chão quadriculado em branco e preto e móveis rústicos de madeira

Nesta cozinha, os anfitriões optaram por um sofá confortável estofado de couro, mais fácil de limpar, que ficou lindo sobre o chão preto e branco com a aparência já desgastada. Uma espécie de cômoda foi usada ao lado do fogão, e serve para guardar talheres e utensílios que precisem estar mais à mão do cozinheiro.

A gente já tinha falado aqui do uso do sofá na sala de jantar. Mas  você teria um sofá dentro de sua cozinha?

Fotos 1 e 7, 2, 3, 4, 5, 6

Decoração que aguça os sentidos

Espaço, criado pelas arquitetas Carla Fazenda e Ligia Egas, terá desfile do estilista Arnaldo Ventura

Dando o grito oficial de abertura do fim de semana, está declarado: chocolate está liberado e até combina com decoração! Demos um pulo lá na Casa Cor essa semana e aproveitamos para dar uma conferida na Casa Talento.

Como já explicamos aqui, o espaço mistura conceitos de arte com moda e decoração, estimulando sentidos como olfato, visão, tato, paladar e audição. Uma tendência super em alta!! Se você for o vencedor do concurso que está dando um par de ingressos para uma visita ao evento na próxima quinta vai poder conferir um desfile do estilista Arnaldo Ventura, além de uma cozinha superdescolada, com prateleiras recheadas de chocolate.

O ambiente, criado pelas arquitetas Carla Fazenda e Ligia Egas, tem instalação do estilista Jum Nakao e será palco de um desfile de Arnaldo Ventura

Também tem estamparia da marca de roupas femininas Farm, All Star estilizado, Toy Art e um vestido de papel lindíssimo do estilista Jum Nakao, que colaborou para o projeto das arquitetas Carla Fazenda e Ligia Egas.

Projeto, das arquitetas Carla Fazenda e Ligia Egas, conta com colaboração de estilistas como Jum Nakao. Espaço contará com desfile de Arnaldo Ventura

Semana que vem a gente conta para vocês mais um pouquinho sobre a Casa Cor, falando de uma tendência forte do amarelo e do dourado (já até comentamos aqui!) e do arquiteto Carlos Rossi, que ganhou o prêmio de melhor suíte do Casa Hotel.

Falar nisso, já mandou sua resposta para o concurso? Corre lá e garanta uma chance de ganhar duas entradas para o Casa Cor!

Fotos: Fernanda Ferreira

Roxo na decoração – parte 1

Tem um tempão que não escrevo sobre cores na decoração, estava com saudades… e o roxo é uma cor que tem me chamado bastante a atenção ultimamente. Tanto os tons escuros, como o berinjela ou o ameixa, quanto os vibrantes e os pálidos, passando pelo violeta, lilás, lavanda… uma infinidade de possibilidades.

Para começar, lembram do círculo cromático e da teoria das cores? Quem não leu, corra para ver o post AQUI.

cores na decoracao

Círculo Cromático

O roxo é uma mistura das cores vermelho e azul. O vermelho é uma cor quente, cheia de energia, sensual, dramática. O azul é uma cor fria e tranquila. Por isso os diferentes tons de roxo podem transmitir sensações muito diferentes, dependendo da proporção de vermelho e azul na mistura. Sem contar a possibilidade de acréscimo de preto, branco e cinzas, trazendo cores mais delicadas, vibrantes ou apagadas – as famosas matizes. Resumindo, o roxo é uma cor versátil e, com certeza, de alguma forma, pode te ajudar a construir o conceito que deseja para seu ambiente.

Começando com calma, hoje vamos falar do roxo sozinho, ou acompanhado de branco ou cinza.

armario de cozinha roxo

1. Cozinha não é o primeiro ambiente que a gente pensa quando fala de roxo, né? Mas veja que suave e agradável fica um ambiente violeta pálido, mais próximo do azul. Não é uma cor vibrante a ponto de estressar nem enjoar fácil, e dá um toque de originalidade, delicadeza e alegria à cozinha. E o branco e o inox harmonizam bem com tons menos saturados.

cozinha moderna com roxo

2. Já esta cozinha tem menos área colorida, porém numa cor mais intensa. O contraste com o branco é maior, dando destaque para a parede. Gostei dessa solução por um motivo: puxa o olhar para cima. O piso não é lá o mais bonito que eu já vi, o armário superior é o mais arrumadinho e ainda tem a tubulação aparente pintada em branco no teto, bem moderna. Ou seja: a parede roxa faz o fundo para o que se pretende dar destaque. É uma boa tática.

banheira colorida

3. Algumas paredes brancas outras com um toque bem clarinho de lilás, compondo com a banheira mais escura, que é o ponto alto deste banheiro. Este roxo está mais próximo do rosa e deixa um clima relaxante, não?

banheiro colorido e moderno

4. Já este não relaxa ninguém. Vários tons de roxo e diferentes texturas em todas as paredes e no piso – muita informação ao mesmo tempo. Mas a iluminação pelo teto é super delicada, e a cortina branca embutida também. Um piso mais claro e liso poderia transformar este banheiro em um ambiente mais harmônico.

banheiro moderno roxo

5. Este roxo remete ao luxo, e conversa muito bem com a moldura rebuscada do espelho ao fundo e com a luminária branca pendente sobre a banheira, criando um banheiro clean para uma “rainha moderna”.

carpete roxo

6.Piso roxo é algo que dificilmente passa na cabeça da gente normalmente. Mas pode dar um toque feminino a um closet todo branco, por exemplo.

sofa branco com almofadas coloridas

7. O tapete violeta puxa o olhar para baixo e, junto com as paredes e móveis super brancos, dá a impressão de que o pé direito é mais alto. Os livros na prateleira superior equilibram verticalmente o peso visual do tapete.

sala roxa e branca

8. Sofás são móveis grandes e, por isso, podem ser responsáveis por um peso visual importante. Quanto mais escuros maior é esse peso. Veja nesta sala, o uso do roxo profundo no piso e nos móveis, todos baixos. A parede branca e nua, assim como o teto, reforçam ainda mais a atenção dos nossos olhos para baixo. Veja de novo a foto anterior e perceba a diferença de sensações que você teria dentro de cada uma dessas salas, tão parecidas e tão diferentes.

poltrona lilas

9. Mas veja como os móveis roxos podem ficar leves com um piso mais claro, luminárias altas, cortinas e quadros nas paredes. E ainda assim colorem discretamente a sala.

sala de jantar moderna

10. Adoro o efeito irônico e de contrastes obtido nesta sala de jantar. O roxo dá uma contribuição importante para compor um ambiente aristocrático, por ser uma cor que remete ao luxo, como já comentei. Assim como os desenhos  barrocos estilizados dos móveis, e a parede rústica. Mas o mais legal é justamente o contraste desse luxo todo com a mesa futurista e o branquíssimo super moderno. Um ambiente elegante.

quarto santorini

11. Um quarto todo branquinho só com uma colcha violeta. Delicado, charmoso e com uma dose perfeita de energia e tranquilidade para dormir em paz. Tons de roxo são ótimas alternativas para quartos de adultos e de criança.

quarto de casal com parede violeta

12. Diversos tons de roxo conversam harmonicamente: tapete vinho, parede violeta acinzentada, roupa de cama e cortinas lilás. Um quarto agradável, aconchegante e ligeiramente feminino.

cabeceira da cama capitone roxo

13. Outro quarto em branco e roxo, desta vez bem mais feminino. E veja que a contribuição da cor acaba sendo menos importante do que o quadro, o abatjour e o acabamento capitonê da cabeceira da cama, todos super femininos. A cor sozinha não define um gênero, mas a composição completa do quarto.

parede cinza no quarto

14. Olha só como as linhas retas e a parede cinza não deixam o quarto ficar “menininha”. Lindo, né?

No próximo post vamos falar de roxo com outras cores: azul, rosa, vermelho, amarelo, laranja e verde! Aguarde!

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13

Tendências em Decoração de Cozinhas

Gente, preciso contar pra vocês! Acaba de ser publicado um post sobre tendências de decoração em cozinhas que eu escrevi a convite de uma amiga blogueira – a Rafa do Conversa na Cozinha. Vocês precisam passar lá para conhecer o blog, que é bem bacana! E aproveitem para me prestigiar deixando um recadinho no post 😉

 

Esqueça aquelas lâmpadas gordas

Nunca gostei de lâmpada fluorescente. Eu sei que são mais econômicas e ecológicas, e que fazem parte de um processo importante para o mundo. Mas, desculpem, sempre achei feias, grosseiras visualmente. E beleza é fundamental. Mas não era culpa só da lâmpada, ainda hoje as luminárias me assustam.

lâmpadas fluorescentes

Precisa ser assim tão esquisita?

Aí vieram as lâmpadas econômicas, horrorosas, parecendo um cocô branco, pra não dizer objeto de sex shop (crianças, não tentem isso em casa!).

lâmpada fluorescente compacta

Fala a verdade...

Confesso que sempre fiquei dividida entre a consciência ecológica e o bloqueio mental de ter uma coisa tão feia em casa. E a luz sempre super branca, deixando tudo chapado e distorcendo cores. Fora a lerdeza para começar a iluminar de verdade. Enfim, vocês entenderam: nunca gostei.

Mas é possível usar lâmpadas fluorescentes de uma forma bonita.

forro de gesso na cozinha

1. Começando pelas luminárias, hoje em dia temos inúmeras opções para deixar o teto mais "limpo"

forro de gesso no teto

2. Uma alternativa mais barata é fazer um rasgo no forro de gesso e esconder as lâmpadas fluorescentes atrás de um dentinho de 5cm

cozinha moderna com iluminação embutida

3. Sancas invertidas e iluminadas em uma ou duas laterais também fazem um efeito lindo

Mas um fator importantíssimo para a iluminação é o tipo e a cor da lâmpada. As luzes brancas não reproduzem bem as cores e acabam distorcendo e achatando tudo. Procure por um IRC alto (Índice de Reprodução de Cores), geralmente encontradas nas lâmpadas amarelas ou warm white.

parede com quadros em preto e branco

4. Repare como a luz branca deixa tudo meio frio e artificial

Para avaliar a real diferença, outro dia pedi para o eletricista colocar lado a lado uma lâmpada tubular convencional branca e uma T5 amarela, olha o resultado:

lâmpadas fluorescentes

A da esquerda é T5 amarela e a da direita a tradicional tubular branca. Além de ser muito mais fininha e compacta, a T5 emite uma luz muito mais brilhante e agradável

A instalação de lâmpadas T5 exige plugs e reatores compatíveis, mas elas valem o investimento. Por serem mais compactas, as suas luminárias podem ser mais discretas e o rebaixo do teto diminui, quando embutidas em forro de gesso. Como sua luz é mais forte e brilhante, você precisará de menos lâmpadas para a mesma quantidade de luz, além de economizar até 50% de energia elétrica.

teto inclinado

5. Usando a lâmpada correta, conseguimos um ambiente bem iluminado e aconchegante, além de poupar energia

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5