Curvas e fluidez em parque temático da Porsche

A nossa colaboradora Débora Foresti está de olho em tudo de bacana que rola lá na Europa. Dessa vez, ela trouxe pra gente os detalhes de um parque temático feito pelo escritório alemão Henn, e que abriga alguns carros da marca Porsche.

Por Débora Foresti

O escritório de arquitetura alemão Henn criou esse pavilhão de linhas simples e orgânicas. Com seu telhado de aço curvo, a construção abriga alguns carros da marca Porsche, no parque temático Autostadt em Wolfsburg, na Alemanha.

parque temático Autostadt, com carros da Porsche, na Alemanha

A beleza desse projeto é inegável. Sua estrutura, em um balanço de 25 metros sobre o “rio” que serpenteia o parque é, sem dúvida alguma, impressionante! Suas linhas curvas e suas dobras estimulantes tornam o pavilhão uma escultura dinâmica, com formas derivadas da imagem da marca Porsche.

Pavilhão da Porsche, construído pelo escritório alemão de arquitetura Henn

Estrutura de 25 metros margeia rio do parque Autostadt, na Alemanha

Do modo que foi projetada pelo escritório Henn, a estrutura captura o fluxo dinâmico do ato de dirigir, e o olhar do visitante acompanha cada curva em looping infinito. O revestimento, em aço inoxidável, forma o envelope vibrante do prédio dando a impressão de uma unidade homogênea. Mas também cria uma aparência de constante mudança por refletir as condições do clima e da luz ao seu redor.

 Estrutura foi projetada pelo escritório Henn

Embaixo da estrutura em balanço, forma-se um espaço externo coberto que é visualmente conectado à paisagem circundante. Ao mesmo tempo, compõe sua própria caixa acústica e tem capacidade para algumas centenas de convidados.

parque temático Autostadt, com carros da Porsche, na Alemanha, foi projetado pelo escritório Henn

Arquitetura e paisagem, interior e exterior, bem como telhado e fachada são reunidos pelo escritório Henn no seu conceito arquitetônico de um espaço contínuo, fluido e coerente.

 Parque temático Autostadt, na Alemanha

Similar às tecnologias usadas para estruturas leves nas indústrias automotiva e aeroespacial, o envelope do edifício forma um invólucro espacial que atua, ao mesmo tempo, como suporte estrutural.

No total, 620 folhas de papel de revestimento em aço inoxidável com nervuras soldadas foram pré-fabricadas em outra cidade e montadas no local. Dentro do pavilhão, o espaço se abre e permite ao visitante experimentar os carros da marca Porsche e conhecer sua história, deixando de lado restrições e limites convencionais.

A rampa elíptica abraça o princípio dinâmico da arquitetura e leva o visitante às áreas mais baixas do palco de exibições.

parque temático Autostadt, na cidade de Wolfsburg

Curtiu? Vai lá e prestigia o blog da Débora!

Fotos: 1,2,3,4,5,6 e 7

Parabólica: Clássicos que inspiram a decoração – por Marina Teiman

Vocês lembram que a gente falou aqui sobre designers que se inspiraram em flores para projetar móveis? Quando vamos montar nossa casa ou escolher as peças para determinados ambientes também podemos buscar ideias em tudo o que gostamos e que está ao nosso redor.

A estilista e blogueira convidada Marina Teiman selecionou vários exemplos de encontro entre moda, design e artes, mostrando que um clássico é sempre um clássico! Confere o post dela e conta para a gente sobre peças que já te inspiraram!

Por Marina Teiman

Há coisas na vida que têm estilo próprio e que, por isso, nunca saem de moda. Se a gente olhar para trás, vamos encontrar na história vários exemplos de quadros, vestidos, filmes ou até mesmo fotos que acabaram inspirando outras vertentes, de forma que permaneceram na moda.

Obra é um clássico atemporal e nunca sai de moda

Com seus traços geométricos, o pintor holandês Piet Mondrian, por exemplo, influenciou o estilista YSL, que criou um vestido que leva o nome do artista.

Peças clássicas servem como referência para criação na moda, no design e na decoração

Até o holandês Gerrit Reitveld, designer autor da cadeira Vermelha e Azul, bebeu na mesma fonte.

Traços guardam semelhanças com quadro de Mondrian

Observando bem, vamos achar vários exemplos de peças que nunca saem de moda. Quem diria, por exemplo, que a cadeira Panton, do designer dinamarquês Verner Panton, é de 1968?

Criada em 1968 por Verner Panton, projeto desafiou a lei da gravidade e revolucionou a decoração

E o que vocês acham desse vestido de noiva criado por Narciso Rodriguez, em 1996, para a discreta e inesperada cerimônia de casamento de Carolyn Bessette com John Kennedy Jr?

Criação do estilista Narciso Rodriguez para casamento discreto entre Bessette e John Kennedy Jr

Exemplos como esses servem para abrirmos os olhos para as artes. Assim, podemos mirar nos clássicos de plantão para criar qualquer ambiente.

A pintura “O Quarto do Artista em Arles”, de Van Gogh, não traria boas ideias para um quarto infantil?

Quarto infantil pode ser criado a partir de traços do artista

E o que dizer desta imagem, que poderia inspirar a criação de uma iluminação para festas de casamento?

Imagens, quadros e objetos podem partir de ponto de partida para criação de ambientes

Fotografias, quadros e objetivos podem servir de inspiração para decoração

Fotos: 1, 2, 3, 4, 5, 6,7 e 8

Decoração que aguça os sentidos

Espaço, criado pelas arquitetas Carla Fazenda e Ligia Egas, terá desfile do estilista Arnaldo Ventura

Dando o grito oficial de abertura do fim de semana, está declarado: chocolate está liberado e até combina com decoração! Demos um pulo lá na Casa Cor essa semana e aproveitamos para dar uma conferida na Casa Talento.

Como já explicamos aqui, o espaço mistura conceitos de arte com moda e decoração, estimulando sentidos como olfato, visão, tato, paladar e audição. Uma tendência super em alta!! Se você for o vencedor do concurso que está dando um par de ingressos para uma visita ao evento na próxima quinta vai poder conferir um desfile do estilista Arnaldo Ventura, além de uma cozinha superdescolada, com prateleiras recheadas de chocolate.

O ambiente, criado pelas arquitetas Carla Fazenda e Ligia Egas, tem instalação do estilista Jum Nakao e será palco de um desfile de Arnaldo Ventura

Também tem estamparia da marca de roupas femininas Farm, All Star estilizado, Toy Art e um vestido de papel lindíssimo do estilista Jum Nakao, que colaborou para o projeto das arquitetas Carla Fazenda e Ligia Egas.

Projeto, das arquitetas Carla Fazenda e Ligia Egas, conta com colaboração de estilistas como Jum Nakao. Espaço contará com desfile de Arnaldo Ventura

Semana que vem a gente conta para vocês mais um pouquinho sobre a Casa Cor, falando de uma tendência forte do amarelo e do dourado (já até comentamos aqui!) e do arquiteto Carlos Rossi, que ganhou o prêmio de melhor suíte do Casa Hotel.

Falar nisso, já mandou sua resposta para o concurso? Corre lá e garanta uma chance de ganhar duas entradas para o Casa Cor!

Fotos: Fernanda Ferreira

O segredo de uma boa decoração – parte III

Você já sabe direitinho quais usos frequentes e esporádicos o ambiente vai ter, as particularidades funcionais dele e também as sensações que você quer transmitir, certo? Agora transforme tudo isso numa frase, ou num jogo de palavras, num slogan. Algo que te faça lembrar exatamente dessa essência que você quer para seu ambiente. Esse é o seu conceito! Se for mais fácil, consiga uma imagem que traduza tudo isso.

tomando sol ao ler um livro

1. “Estudando em paz” – pode ser para um home office ou para um cantinho de leitura, onde você queira ter a sensação de estar livre, em um lugar tranquilo. Mas também pode ser para um quarto, de alguém que precisa se isolar para curtir seu mundinho, como se pudesse se transportar para outro lugar.

Não tenha medo de criar uma frase meio brega, desde que ela faça sentido e te ajude a lembrar a essência do que você quer. Ninguém precisa saber, é um guia só para você.

foto de flores rosa

2. “Conforto delicado” – Poderia ser para um quarto de bebê ou para uma sala de estar bem gostosa, aconchegante e feminina.

Lembram de um post que fiz buscando inspiração em bolos? Corre lá pra ver!

ballet

3. “Movimento e fluidez com precisão e controle” – para uma sala de estar mais formal, mas que não seja dura demais. “Paixão madura” – para um quarto de casal romântico, mas sério.

A importância do caminho que fizemos até aqui é você pensar bastante para realmente definir claramente os objetivos do seu projeto antes de começar.

Muita gente começa a buscar mil inspirações nas revistas sem o conceito pronto, tenta encaixar várias ideias desconexas e acaba criando um Frankestein. Feche bem o conceito e não o largue jamais. Viu uma sala que você adorou? Antes de recortar a revista analise se essas ideias têm a ver com o seu conceito. Combinados?

Continua…

Imagens: 1, 2, 3

O segredo de uma boa decoração – parte I

Eu adoro Alice no País das Maravilhas, já fiz até um post de decoração inspirada  nela AQUI. E tem um trecho do livro que tem TUDO a ver com uma boa decoração e com o que falo por aqui.

Quem já me mandou e-mail com dúvidas possivelmente se sentiu um pouco Alice. De uma simples pergunta como “de que cor eu pinto a parede da sala?” eu devolvo umas 5 perguntas.

É que o primeiro passo (e eu diria que o mais importante) para desenhar e decorar um ambiente é criar um conceito para ele. E para chegar nesse bendito conceito temos que pensar um pouquinho, dá trabalho.

Ao criar o conceito do ambiente, gosto de começar pela função que pretendemos dar a ele. Parece óbvia, mas não é. É necessário fazer um inventário de todas as atividades que serão realizadas rotineira ou ocasionalmente nesse ambiente para prever essas situações ao pensar no layout, na iluminação, e também na definição de cores, texturas e aspecto visual em geral. Selecionei algumas perguntas básicas para exemplificar:

Quarto do casal

– O quarto também será utilizado para estudar ou trabalhar? Isso pode exigir uma estrutura de estação de trabalho bem posicionada, com mesa, cadeira e ponto de luz para leitura, pode interferir na paleta de cores e tipos de materiais que vão ser usados no ambiente, etc.

quarto com televisao

1

– E televisão? Será utilizada para assistir filmes, notícias antes de dormir, para jogar durante o dia, navegar na internet, ou é um item proibido? Uma TV exige espaço, ponto de luz e TV para instalação, o layout deve considerar o reflexo que a janela pode fazer na tela durante o dia, etc.

– Alguém lê na cama antes de dormir? Um tem insônia e o outro não consegue dormir com luzes acesas? As crianças dormem com os pais? Precisam de ar condicionado ou aquecedor no quarto? E por aí vai…

quarto de casal

2

Salas de estar e jantar

– Recebem visitas? Quantas pessoas vêem por vez? São amigos íntimos, familiares, ou visitas mais formais? Devemos considerar o número de pessoas sentadas ao definir o layout e os móveis – se todas elas devem se sentar à mesa, em sofás ou se podem se espalhar informalmente em pufes e banquetas, etc.

sala cinza e marrom

3

– Ao receber pessoas, elas vêem para um jantar à francesa, vocês cozinham juntos ou comem petisquinhos com cerveja? Acontece uma festa com música animada ou um bate-papo? Assistem jogo de futebol, filmes ou jogam juntos?

sala com sofa roxo

4

Para uma cozinha, é importante pensar quem vai cozinhar, se os amigos vão entrar também, que tipo de comida vai ser preparada, com que frequência, etc. O banheiro será utilizado por mais de uma pessoa ao mesmo tempo? Vai ser disputadíssimo na hora do rush? E ele vai ser um lugar só para as necessidades de higiene ou também para aquela sessão de relaxamento, maquiagem e arrumação para a festa?

Quais perguntas seriam importantes para um quarto de bebê, para uma varanda gourmet ou para um home office?

Continua…

Imagens: 1, 2, 3, 4

Inspiração para a decoração: bolo!

Quem me acompanha no Pinterest deve ter visto meu novo board só de bolos. É que eu tava lendo uma série de posts fantástica do Casa de Colorir (Os 10 Mandamentos) e comecei a pensar como seria a minha receita de bolo para decorar um ambiente. E papo vai, papo vem (na minha cabeça, tá gente?) caí em umas fotos de bolo fantásticas. E não é que bolo tem tudo a ver com decoração?

tapete listrado, parede azul turquesa, sofá com almofadas coloridas

1

2

sala em bege, rosa, azul turquesa e dourado

3

Qualquer imagem pode ser o ponto de partida para a criação de um conceito para um ambiente. O exercício é simples: descrever o que você sente ou pensa sobre uma imagem. Mas não vale dizer só “gosto” ou “não gosto”, o que interessa são justamente os porquês. E depois é só aplicar o que você observou na escolha de tecidos, cores e texturas.

Vamos brincar, então? Lá no Pinterest tem uma galeria de imagens de bolos BEM bacanas. Vai lá e comenta se você tem ou quer um ambiente inspirado em algum deles. E, claro, explica o porquê 😉

Imagens: dos bolos, 1, 23

Roxo na decoração – parte 2

No post passado mostrei como o roxo, em diferentes tons e texturas, pode trazer climas bem distintos aos ambientes. Mas foi um post mais cauteloso, de pequenos toques de cor, de pouca ousadia, usando o roxo apenas com o branco ou o cinza, tudo bem neutro. Hoje a ideia é justamente fazer o oposto: mostrar como o roxo pode combinar com tudo e usar ou não outras cores em conjunto só vai depender do conceito do seu projeto.

cores analogas e complementar ao roxo

O roxo é a mistura de azul e vermelho, portanto estas são as suas cores mais próximas e que ficam mais harmônicas ao seu lado.

Relembrando o círculo cromático, é fácil perceber que as cores vizinhas, ou análogas, são o vermelho e o azul. A mistura com cores análogas é bem intuitiva e tende a ser harmônica, sutil, sem muito contraste para assustar. O azul reforça a frieza do roxo, enquanto o vermelho vai puxar para mais energia no ambiente. É uma boa forma de tirar o roxo de cima do muro 😉

Já o amarelo é a cor mais distante, por isso de maior contraste com o roxo, é a sua cor complementar. As duas cores juntas são marcantes, chamam a atenção e têm potencial para fazer coisas lindas.

cores na decoracao

Mas lembre-se que existem infinitos tons (ou matizes) para cada cor. O roxo pode ser lilás, violeta, vinho... o vermelho passeia pelo rosa, tijolo e até marrons... o azul pode ser turquesa, marinho, royal... e por aí vai.

Então vamos ver exemplos de como ficam essas combinações.

parede violeta de quarto

1. A parede violeta é suave e o biombo florido, que funciona como cabeceira da cama, reforça a delicadeza. Mas o azul escuro, no piso e na colcha, bota ordem na casa e não deixa o quarto ficar feminino demais. Faça um teste e tampe a metade de baixo da foto, depois tampe a metade de cima. Sensações diferentes, né? E o conjunto das duas metades traz um meio termo interessante.

sala azul e roxa

2. O sofá tinha tudo para ser frio - a cor e o brilho. Mas as almofadas em tons de roxo e com texturas quentinhas dão uma quebradinha e animam a sala. Olhe o amarelo aí no meio, formando uma combinação tríade - duas cores análogas e uma complementar. Ele dá uma quebradinha na harmonia das cores análogas e traz alegria. Tampe a almofada amarela e veja a diferença.

parede roxa e teto azul

3. Esse tom de roxo é uma cor que, na nossa cultura, remete à morte. Não sei você, mas essa meia luz, o ambiente formal e cheio de roxo me dão a sensação de estar um jantar fúnebre. O azul não ajuda a quebrar esse clima, só reforça a formalidade e o peso do ambiente. O xadrez amarelinho das cadeiras até tenta, mas não é suficiente...

sala azul e roxa

4. Mas parede e teto em azul e roxo não vão ser fúnebres sempre. Olha que sala alegre. Tons mais suaves, iluminação natural, estampas divertidas, fibras naturais e madeira - um clima de fazenda moderninha, né? A escolha do vermelho e do rosa para os objetos e móveis deixa tudo super colorido mas ainda no aconchego de cores próximas, sem muito stress.

sala roxa azul e rosa

5. Adoro esta sala de jantar. As cadeiras são de cores diferentes mas conversam entre si, os tons são próximos e deixam tudo coerente, bem resolvido. O branco alivia os tons escuros e deixa tudo mais leve, mas a cor continua distribuída verticalmente através da cortina. E a luminária, apesar de bonita, não interfere no jogo de cores e fica discreta. Tudo muito elegante e delicado. E roxo.

Se você gosta da combinação de azul com roxo, tem um post (um dos meus prediletos aqui do blog) que fala mais disso e tem outras fotos fantásticas: Azul Avatar.

hotel grego

6. No post anterior vocês viram um outro ângulo deste ambiente - olha a cama violeta ao fundo. Agora os toques de pink e vinho mostram que entramos em um outro ambiente mas ainda mantém a mesma linguagem.

parede rosa e janela roxa

7. Olha que combinação poderosa. Pink e roxo. Uma fachada marcante, alegre e feminina.

parede cinza na sala

8. Tons mais acinzentados deixam a sala mais clássica. O tapete violeta dá destaque aos móveis de cores neutras e as almofadas em rosa e amarelo distribuem um pouco o olhar.

tapete roxo e marrom

9. Mas um sofá roxo tem seu lugar. Pesadão, ele foi diluído na parede rosa e no tapete violeta e marrom. A almofada pink deixa um toque interessante que reforça o lado quente do roxo.

lavabo com parede colorida

10. Uma parede super criativa para o lavabo: tons de roxo, rosa, azul e amarelo. Inesperado, não?

Se você gosta de roxo com amarelo, tem um post só dessa combinação AQUI. Mas ninguém falou que só podemos ficar passeando entre o vermelho e azul, e adicionando pitadas de amarelo, hein? O verde e o laranja também dão show com roxo.

quarto feminino em lilas rosa e verde

11. Um quarto super feminino, com parede lilás e colcha rosa. O tapete florido em tons de rosa e verde abraça o criado mudo e a cadeira de acrílico verdes. Se alguém te fala que viu um quarto roxo, rosa e verde você vai logo imaginar um circo, né? Mas olha como pode ficar gostosinho.

sofa lilas com almofadas rosa e laranja

12. Uma sala toda lilás com toques de azul, rosa e laranja. O contraste do roxo com o laranja é menos intenso que com o amarelo. Além disso, o laranja também tem o vermelho na sua composição, "esquentando" um pouco o visual.

parede listrada

13. Há! Falei que este post era pra ir um pouco além e ser mais ousado. Eu não conseguiria dormir neste quarto, e acho que no segundo dia já ia querer dar um tiro na cabeça. Mas imagine esta composição em uma brinquedoteca ou na entrada de uma academia de ginástica, quem sabe numa discoteca. Eu adoro a coerência das linhas em todas as direções: parede, teto e piso. E as cores vivas e brilhantes são lindas.

sala colorida e estampada

14. Mas dá para ser ousado sem apelar, olha como o uso de uma estampa moderna e colorida integra uma parede roxa, uma azul, um sofá laranja e um azul.

O que tem de roxo na sua casa? Quero ver…

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14

Hotel Seven Paris

Faz tempo que não mostro um hotel bacana pra vocês e estou tão precisando de férias que resolvi me hospedar virtualmente. Em Paris. Baita inspiração.

O mais bacana deste hotel, na minha opinião, é um trabalho de iluminação excepcional e criativo. Reparem.

fachada de hotel

A fachada já indica que é um hotel moderno. As luminárias são círculos ou flores sobre lâmpadas de led, fazendo uma iluminação suave e indireta, sendo também decorativas.

sofa rosa com almofadas

Sofás com costas bem altas, um luxo. As almofadas coloridas trazem um pouco de aconchego e a iluminação muda a cara de tudo com um simples toque.

Pontinhos de led no espelho e o reflexo das luminárias fazem o ambiente parecer infinito. As costas altas dos sofás e poltronas aqui ajudam a manter a privacidade de cada grupinho batendo papo. Quem quer paquerar vai pros banquinhos 😉

cadeiras estofadas

Na mesma linha dos sofás, as cadeiras são estofadas com tecido aveludado. As cortinas pesadas e volumosas deixam tudo mais aconchegante.

Subindo para os quartos, a gente continua se surpreendendo.

entrada dos quartos

Nos corredores do hotel você vê as portas iluminadas, bem high tech, né?

Aí os quartos são super especiais, alguns são temáticos, mas os básicos já são de babar.

Este é o quarto "Levitation". Um conceito muito bem aplicado, transmitindo exatamente o que se propõe.

E tem quarto temático até do 007, com luminária em forma de arma e tudo. Mas fiz uma seleção de ideias que achei mais bacanas.

quarto com lareira

Que vontade de ter uma lareira a gás no quarto para os dias frios - sim, eu consigo pensar nisso enquanto tá essa lua lá fora. E interruptores do meu lado para minha cachorrinha não comer os fios do carregador do celular - já perdi 3 assim...

parede iluminada

Um dos quartos é todinho branco, com linhas curvas suaves. O sofá, as mesinhas e até o teto seguem a mesma linguagem, tudo super consistente.

banheiro moderno

Amei esta banheira estampada em pele de vaca. Original e bem humorada, em um banheiro elegante. Os banquinhos dão um apoio bem prático.

Outro banheiro criativo tem um tabuleiro de xadrez para distrair. O único problema é que pressupõe-se que duas pessoas vão jogar, AO MESMO TEMPO. Isso pra mim é beeeem estranho, o que você diz?

Imagens: Seven Hotel Paris

O que tem de errado neste apartamento?

O Rafael me mandou um e-mail há algum tempo pedindo ajuda para decorar seu apartamento.

Meu nome é Rafael e moro sozinho, num ap de 45m2.
Conheci o seu blog num pesquina na net e gostei bastante, mas eu não consigo nunca tirar da minha casa um clima de improviso e coisas desconexas.
Estou brigando há algum tempo com minha sala, e ja ouvi comentário de todo tipo da cortina do sofá e do tapete…quase sempre detonando toda a combinação.
Me ajuda a dar um jeito nisso. 😦
A altura da cortina está errada? melhor encurtar? trocar? colocar uma faixa para alongar? devo subir, baixar pra tocar o chão? O sofá, tiro esse xale de cima, coloco de outra cor? troco o tapete? Você recomenda algum lustre? Apesar de todo mundo torcer o focinho para minha casa ninguém consegue bem me dizer o que tenho que fazer.
Me ajuda!
Abraços,
Rafael

Trocamos alguns e-mails para eu entender melhor o que ele queria, e ele me enviou uma foto de inspiração:

Uma imagem que escolhi que tem os sentimentos que eu gosto e quero trazer pra minha casa é essa de uma cidade de Minas que se chama Tiradentes, gosto das ruas de pedras, dos matinhos que nascem nas frestas dos pátios das igrejas de pedras, das ladeiras e das casas com as bordas nas janelas. O meu sentimento nessa cidade é de que o tempo pode correr lá fora no ritmo dele e aqui ele corre no ritmo que eu quero. Gosto do silêncio, poder ver e sentir a brisa entrando em casa, aparência de limpeza e a beleza.

Então vamos lá… para quem tiver interesse em se aprofundar em algum tema, é só clicar nas palavras destacadas. Elas vão te levar a posts relacionados ao assunto.

Vamos partir desse conceito que o Rafael escolheu, que a casa tenha essa cara colonial para ele se sentir em um mundo onde o tempo não passa, super aconchegante e quase rural. Para alcançar esse objetivo, a escolha de tons terrosos e tecidos mais rústicos para o tapete, o xale e a cortina foram perfeitos. Mas o rack da TV e a mesa de jantar, em linhas retas e madeira lisinha, brilhante, parece que vieram de outro lugar, não ajudam a transmitir as sensações que ele quer.

.

1. Madeira de demolição ou madeiras mais rústicas ajudam a trazer o aconchego e o clima rural para dentro de casa. Aqui também uma boa sugestão de luminária.

O centro de mesa claramente não pertence a essa sala, ele é super contemporâneo e frio. Caso você goste do contraste entre o rústico e o moderno, escolha uma peça de destaque para que fique claro que é uma brincadeira e não um improviso de peças desconexas. Uma mesa de laca com os bancos em madeira de demolição, ou cadeiras de acrílico ao redor de uma mesa super rústica, por exemplo, ficam demais!

2. Todo o ambiente é super rústico e as cadeiras Phanton são o oposto disso, o contraste é marcante e indiscutivelmente proposital.

Esse contraste também pode ajudar a  não transformar sua casa em um cenário de novela, temática demais. Use a inspiração sem a obrigação de reproduzir exatamente uma casa do interior de Minas. A toalha de mesa escolhida fica no limite entre a inspiração e o ambiente temático, você não acha?

Aproveitando a foto acima, em que as paredes são de pedra, vamos falar de revestimentos. Pedras, tijolinho aparente, cimento queimado, cerâmica ou ladrilho hidráulico e a própria madeira rústica são boas alternativas.

3. A parede de tijolinho dá destaque para quadros e móveis.

4. Este banheiro tem o piso de pedra e um tapete de fibras naturais "esquenta" o ambiente. A parede é pintada em um tom neutro e com um acabamento de aspecto envelhecido.

Até agora falamos das cores e tipo de materiais e texturas que transmitem o conceito escolhido pelo Rafael. Agora vamos aos detalhes de como organizar esses elementos.

Ainda analisando a foto da sala, repare como está tudo próximo ao chão. Não temos uma distribuição vertical dos elementos. Quadros e uma luminária ajudam a “puxar” os olhos para cima e trazer mais harmonia visual. Inspire-se nas janelas coloridas de Tiradentes 😉

O Rafael enviou uma foto de outro ângulo da sua casa, o corredor entre  a sala, a cozinha e os quartos.

tapete no corredor

Olhando da sala, à direita temos a porta da cozinha e do quarto, e ao fundo o banheiro do Rafael.

A primeira coisa que me chama a atenção nesta foto são os tapetinhos na entrada dos cômodos. Qual o objetivo? Limpar os pés? Isso faz muito sentido em uma fazenda, mas num apartamento urbano reforçam aquele aspecto temático que falamos antes. E de improviso também, do tipo “eu tinha esse tapete, não sabia bem o que fazer e coloquei aqui”. Ele não parece ter sido escolhido especificamente para este ambiente, e até oferece perigo de escorregar ao sair da cozinha, por exemplo. A princípio não vejo necessidade de tapete nesse corredor, mas se a ideia é trazer mais aconchego, melhor seguir na linha do tapete da sala e em tamanhos maiores.

Ainda falando em proporções, os espelhos são pequenos para essa parede, e a distância entre os espelhos de um par é maior do que seu próprio tamanho, desconectando-os, eles parecem perdidos. Voltem lá na foto 1 e reparem nos espelhos para ter uma referência. Sem falar que eles não são muito a cara do resto do apartamento, né? Muito moderninhos e urbanos.

Basicamente, minha dica é: assuma o conceito por inteiro, sem medo de ser feliz! Mantenha-se sempre focado nos tipos de materiais, cores e sensações que você quer transmitir. Isso é muito mais importante do que o comprimento da cortina, acredite! (Aliás, sim, ela vai ficar mais bonita se encostar levemente no chão…)

Imagens: 1, 2, 3, 4