Casa de 1751 ganha banho de tinta e fica com a cara dos donos

Numa bela e antiga construção de 1751, a artista Kristin e seu marido Nicholas Mark passaram os últimos 14 anos pintando e repintando cada ambiente, conferindo aos cômodos um pouco de sua própria personalidade.

Tons fortes em verde, vermelho e azul contrastam com estampas geométricas nas paredes e nos acessórios, enquanto fotos antigas e o mobiliário de família dão uma pitada vintage à decoração.

biblioteca verde, móveis e objetos antigos, decoração vintage
Neste escritório, por exemplo, uma pintura de verde lavado na parede faz contraponto com a manta vermelha sobre a cadeira e o tapete turco. A máquina de escrever sobre a mesa de madeira e as dezenas de livros na estante, dispostos de forma aleatória, dão um toque pessoal ao espaço. As lanternas turcas penduradas também fazem a diferença e deixam a casa mais charmosa.
sofá listrado, papel de parede geométrico e cadeira vermelha na biblioteca
No living, a artista criou seu próprio papel de parede, recortando tampas de caixas do correio americano, colando-as umas sobre as outras e soltando sua criatividade na hora de pintá-las à mão. Mais uma vez são as fotos antigas, os móveis e outros objetos que mostram que vive uma família ali, e que não se trata apenas de um showroom de decoração.
Painel antigo de madeira cobre a lareira na sala e objetos trazidos de viagem dão toque pessoal à decoração
No entorno da lareira, o painel de madeira foi preservado. Objetos trazidos de viagens e algumas fotografias arrematam o visual.
Sala com parede estampada e florida, quadros e móvel antigo de família repaginado
Neste cantinho da parede, a pintura à mão faz a diferença. O aparador é herança da tia-avó da artista e, após ter recebido uma fina camada de tintura preta ficou um pouco mais moderna.
Cozinha rústica com móveis de madeira coloridos, piso de madeira de demolição, luminária de ferro fundido antiga, mesa de madeira antiga
Na cozinha, o móvel da avó foi repaginado. Ganhou tintura laranja e uma cortina de bordado no lugar de uma porta quebrada. Na copa, o piso de madeira de demolição foi mantido e combina com a madeira da mesa antiga. A luminária de ferro fundido preto complementa o aspecto rústico/retrô.
luminárias de papel, teto de madeira, cadeiras coloridas na sala de jantar
O casal construiu ainda um segundo ambiente para as refeições, que ficou divertido com lanternas de papel, quadrinhos e cadeiras coloridas.
Sala de estar com móveis de vime, luminárias antigas pintadas à mão e almofadas coloridas
Como extensão do ambiente de refeições, foi criada uma colorida área para as visitas, a partir de mobiliário de vime, almofadas de estampas distintas e luminárias antigas. Veja que a iluminação natural, vinda de janelas bem amplas, faz com que o espaço pareça maior do que realmente é.
quarto com parede laranja de patna ganha ar rústico com madeira aparente no teto
Neste quarto, os moradores optaram por brincar com tons quentes, como laranja, rosa e amarelo. O quadro na parede, que fica rústica com suas madeiras aparentes, se destaca por conta da cor verde.
banheiro tem metade da parede em madeira branca e a outra metade da parede amarela, com banheira antiga e manchada
Nem o banheiro escapou das cores! Metade da parede é coberta com réguas de madeira e a outra parte com tinta amarela. Veja que propositalmente foram deixadas algumas marcas de tinta na banheira, reforçando a mensagem de que ela já é bem antiga.
fachada da casa americana branca construída em 1751, decorada com cores por artista
Casa branca antiga de 1751 ganhou anexo de madeira
Por fim, vejam que singela a fachada da casa, que há dois anos recebeu um anexo de madeira.
Fotos: Houzz

Decoração patriota, por que não?

Sexta-feira é feriado, disso todo mundo sabe. É Dia da Pátria, uma comemoração pelo dia em que o Brasil se declarou independente de Portugal. O que me faz pensar na nossa bandeira. No Brasil não temos o costume de pendurá-la a não ser em anos de Copa do Mundo, quem dirá se orgulhar dela a ponto de incluir na decoração da própria casa. Aposto que tem mais gente aqui que usa a bandeira britânica na decoração, mas nunca toparia um verde e amarelo, tô errada? E eu pergunto: por que não?

frontao de cozinha em verde e amarelo

O verde e o amarelo são cores análogas e, por isso, bem harmônicas. É uma combinação do mesmo tipo e tão bacana quanto o roxo e o azul, o azul e o verde ou o roxo e o vermelho.

O amarelo, cor do sol, e o verde, cor das folhas das árvores, fazem uma combinação que é a cara da Natureza, que transmite vida e muita alegria.

piso amarelo e parede verde

sala branca com detalhes em verde e amarelo

sala de estar moderna e alegre

fachada amarela com porta verde e trepadeira

Se você realmente tem o medo de se sentir num estádio de futebol em tempo de Copa do Mundo, você pode usar outras matizes do verde e do amarelo (as mesmas cores, mas mais esbranquiçadas ou acinzentadas) .

sofa verde claro e branco

sala de estar com parede amarelinha

parede verde acinzentada e quadro preto e branco

Ou brincar com acessórios, pequenos detalhes na casa que ajudam a trazer vida e movimento sem sobrecarregar a casa de cor.

sala de estar moderna cinza e branca

E, então, me diz: não fica lindo?

Imagens: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9

Inspiração olímpica! Union Jack na Decoração

As Olimpíadas de 2012 começaram esta semana e a gente tá aqui torcendo pro Brasil subir várias vezes ao pódio. Enquanto as competições estão rolando, preparamos uma série de inspirações em Londres, onde ocorrem os jogos, para você deixar sua casa linda de morrer e ganhar a medalha de ouro em decoração!

Cores da bandeira no puff e nas almofadas contrasta com luminária e arquivo de metal

O quarto acima, por exemplo, ficou bem rockn’roll com a cama preta, o arquivo que virou mesinha de cabeceira e a foto em preto e branco impressa na parede. O puff e as almofadas estampadas com a bandeira do Reino Unido, a Union Jack, deram uma quebrada com o toque de suas cores bem vivas – azul e vermelho. Já o rosto de quadrinhos, de Roy Lichtenstein, trouxeram um ar pop e arremataram o quarto de forma bem humorada. Ficou perfeito para um adolescente, não?

Cores azul e vermelho estão em papel de parede, berço, almofadas e poltronas

Aqui no Brasil, a capital inglesa inspira até quartos de bebê. Essa coleção criada pela Vanessa Guimarães, chamada de London, ficou fofa e saiu do azul bebê que já é tão usado.

O quarto foi todo feito em tons de bege, azul e vermelho e ganhou detalhes como o guarda do palácio de Buckingham.

Esse bar pertence a um hotel superdescolado de Londres chamado citzenM. Novamente, você percebe a combinação do preto com o azul e o vermelho, com a estampa da bandeira britânica nas almofadas.

A estampa serve para criar não apenas ambientes mais modernosos, mas também fica muito bacana quando a intenção é ter um aspecto mais country. Neste exemplo, o tapete desbotado sobre o chão branco de madeira reforçou o aspecto mais despojado do ambiente, clima que foi reforçado pelo lustre, o banco de madeira e, claro, a lareira.

Union Jack inspira decoração nas Olimpíadas 2012

Mas se você prefere mais discrição, pode usar a estampa em apenas alguns pequenos detalhes, como nos destaques acima.

Ou você pode se inspirar nas formas retilíneas da bandeira e abandonar as cores tradicionais.

bandeira do reino unido estapada em comoda

O blog My Sweet Savannah até ensina como pintaram esta cômoda e como foi feita a almofada.

parede com bandeira do reino unido

Ou então, seja ousado e invente a sua combinação!

bandeira britanica pintada na comoda

Curtiu? Então convida os amigos para darem uma espiadinha aqui!

Fotos: 1, 2 e 3, 4, 5, 7, 8, 9

Foto 6: Pinterest e Coisas da Dóris

O Dourado Não Precisa Ser Brega

O brilho metálico está na moda há algum tempo. Os acessórios, que antes tinham que ser prateados, já abraçaram o dourado faz tempo. Tem um monte de bolsas e sapatos lindos com fivelas douradas e até couro dourado. E como a moda influencia a decoração, já vemos os brilhos invadindo nossas casas.
Não sei você, mas o dourado me remetia a coisas antigas e a palacetes aristocratas, por isso me gerava uma certa repulsa quando utilizado em casas reais. Você não acha achava meio brega quando ia na casa da mãe da sua amiga e as torneiras eram douradas?

quarto dourado

1. Usar o dourado com linhas clássicas vai continuar remetendo a palácios franceses ou a igrejas barrocas

Para ficar longe da relação com o clássico, a dica é usar o dourado com linhas modernas.

metais banheiro

2. Um design super atual com a riqueza do dourado. Bem diferente da casa da mãe da amiga, né?

Ou usar em lugares inesperados.

sofa bege com almofadas rosa

3. A cúpula dourada da luminária traz requinte para uma sala neutra e suave.

quarto cinza

4. O preto e o cinza dão destaque ao puxador, à moldura do quadro e à cabeceira da cama. A combinação é pura sofisticação.

parede preta na sala

5. Mais contraste entre os cinzas profundos, o preto e o dourado em uma sala bem masculina. O brilho dos quadros ilumina e as almofadas douradas ajudam a dar movimento e não deixar os quadros desviarem tanto o nosso olhar para cima, distribuindo o "brilho" verticalmente.

sofa rosa e papel de parede lilas

6. Agora o dourado em uma sala super feminina, presente na moldura do espelho, nos pés do sofá Luis XV, passando, claro, pela almofada de paetê. Um luxo só. Agora me responda como pode um sofá Luis XV de pés dourados compor uma sala moderna? Taí a prova de que dá.

pastilha de vidro dourada

7. Quem foi na Casa Cor SP ano passado viu esta parede de pastilhas douradas na varanda. Repare no contraste com a parede de bambu ao fundo, o tronco rústico e os tecidos peludos e com estampas de bichos. Um ambiente no limite entre o aconchegante e o sofisticado.

sala marrom e bege

8. Mas mesmo ficando no clássico, com tons neutros de fundo como o bege, o ambiente não fica carregado. Aliás, a mistura do brilho da seda com o brilho metálico do dourado fica elegantésima.

E você? Já incorporou o dourado na sua casa ou ainda acha que é uma “cor” ultrapassada? Fiquei curiosa pra saber a sua opinião…

Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8