Paisagismo: uma plantinha mágica chamada Musgo

Por Isabela Herbetta

Hoje vou compartilhar uma dica que dei para uma leitora aqui do blog e que pode ajudar muita gente na mesma situação! Olha só a dúvida dela:

Será que você poderia me indicar que planta ficaria boa nesses vasos? Tem que ser pequena e ficar bem sem sol, porque o sol nunca bate direto, ele vem por trás dessa parede. E também bate bastante vento… Enfim, será que tem alguma planta mágica que preencha todos os requisitos?

Foto do Antes:

que planta usar na varanda que venta

Fiquei pensando um tempão qual espécie poderia dar certo em tais condições. Mas se lembrava de uma que gostava de sombra, não podia com vento, e se podia com vento, precisava de sol. Precisava ser uma plantinha meio mágica mesmo!

Até que lembrei do “Musgo-Tapete”! Os musgos são plantas bem simples, que não precisam de muito para viver além de água e sombra. Perfeito. O musgo-tapete é da família das samambaias e eu acho que parece mesmo com uma em miniatura.

Foto do depois:

planta para vasos na varanda

Não ficou uma graça?

Algumas informações técnicas sobre o Musgo Tapete via Jardineiro.net:

  • Nome Científico:Selaginella kraussiana
  • Nomes Populares: Musgo-tapete, Selaginela
  • Família: Selaginellaceae
  • Categoria: Folhagens, Forrações à Meia Sombra
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: África
  • Altura: menos de 15 cm
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

E algumas fotos de pertinho para vocês conhecerem melhor:

musgo para varanda

decoração na varanda

Também é uma das espécies favoritas para se utilizar em “Terraniums”, aqueles arranjos em miniatura dentro de vasos e vidros conhecem?

plantas no vidroFonte das Imagens: 010203

___________________

Já conhece o blog da Isabela?

Uma casa de campo minimalista

Uma casa no campo não precisa necessariamente ter uma decoração antiga e tradicional. Esse projeto de arquitetura em uma fazenda da África do Sul é encantador justamente porque consegue fugir do lugar comum e criar ambientes inovadores a partir da mistura do rústico com o clean. Parece contraditório, né?

casa de campo contemporânea

A ideia dos proprietários era construir um pavilhão, no alto de uma montanha e separado da casa principal, onde pudessem relaxar, se divertir e ainda hospedar amigos e parentes.

No deck construído do lado de fora, o futton com almofadas é perfeito para as duas coisas. Ali é possível tanto se deitar para ler um livro e apreciar a paisagem quanto para reunir pessoas queridas para um bate-papo. A ideia do tacho com fogo, uma espécie de lareira portátil, é também muito interessante para aquecer os dias mais frios. As duas cadeiras grandes têm um design lindo e parecem ser super confortáveis.

Piscina interna

A piscina que corre na lateral da sala chama a atenção. Ela fica praticamente dentro de casa e pode ser usada nos dias mais frios, porque é fechada com paredes e teto de vidro. O vidro possibilita a entrada de luz e calor. O destaque fica por conta da parede de terra prensada, chamada no Brasil de taipa de pilão. Para dar esse ar rústico e natural ao projeto, os arquitetos usaram o material em vários ambientes.

banheiro de fazenda

Veja como fica a parede de taipa de pilão no banheiro. A tora de madeira foi usada como aparador e o chão de cimento queimado também traz um ar de rusticidade ao ambiente. Aqui o contraste é trabalhado com a pia e a banheira brancas, ambas com design clean e minimalista.

cozinha minimalista

Minimalismo também na cozinha – branca, toda em linhas retas e acabamento liso e brilhante. Nem puxadores dos armários você vê. O contraste com as vigas e as paredes de madeira traz um efeito bem interessante.

Quarto com dois ambientes

O quarto único é dividido em dois ambientes. As paredes de vidro permitem que os proprietários apreciem a paisagem. Na parede que serve de suporte à cama, a imagem das montanhas da África do Sul simula uma paisagem.

Paredes de vidro, misturar vidro com madeira, árvore dentro de casa.

Uma árvore cresce no meio da sala de jantar e atravessa o teto. A mesa e os bancos de madeira seguem essa ideia de uma casa natural. As paredes também são de vidro, o que garante um ambiente naturalmente iluminado. As cores ficam por conta de pequenos objetos e de uma linda colcha cobrindo um dos bancos.

Você acha que esta é uma casa minimalista ou rústica? Projeto inspirador, não? Encontramos aqui.

Piso laminado na cozinha, pode?

Você já viu que este mês eu sou a profissional responsável por responder perguntas dos leitores da Casa Cláudia? Corre lá pra me prestigiar 🙂

E surgiu uma pergunta bem interessante que achei bacana contar a resposta pra vocês também.

Posso colocar piso laminado na cozinha?

Já faz um tempo que a cozinha virou um ambiente social, onde a gente cozinha junto com os amigos e bate papo no fim do dia com a família. Cada vez mais queremos uma cozinha integrada com a sala. E para promover a integração visual desses ambientes, e não deixar a sala com cara de cozinha, podemos usar os mesmos materiais, cores e estilos.

painel de madeira na cozinha

cozinha integrada

Utilizar o mesmo piso é uma boa opção e a integração visual fica nítida. Porcelanato, alguns tipos de pedras naturais, cimento queimado e ladrilhos hidráulicos são ótimas alternativas para isso. Acontece que todos esses são pisos frios e, às vezes, a gente quer madeira, mesmo, bem aconchegante. Mas… tem que ter muita grana pra forrar a casa inteira de madeira, né? Os pisos laminados são uma alternativa comum para trazer essas sensações da madeira para dentro de casa, apresentam uma boa durabilidade e são de manutenção simples. E aí surge a pergunta: e na cozinha, dá certo?

A resposta é: pode. Mas, como tudo na vida, é uma escolha que envolve alguns impactos. O piso laminado não pode ser lavado com água, como é costume aqui no Brasil. A limpeza é com um pano úmido e sabão neutro, somente.

Ou seja, se você é um gourmet de mão cheia, adora experimentar mil receitas, refoga arroz diariamente, cozinha bastante ou faz frituras com alguma frequência, é bom ficar atento. De duas uma: o piso vai ficar sujo e manchar, durando pouco, ou você vai ter um trabalhão para manter limpinho.

Mas, se você é do tipo prático que compra lasanha congelada e só tem o trabalho de colocá-la no micro-ondas, não é nada grave. A limpeza que o piso da cozinha vai demandar vai ser similar à do piso da sala de jantar. E se você um dia resolver cozinhar pra fazer graça, é só limpar conforme orientação do fabricante depois. De qualquer forma, o cuidado para não encharcar o piso lavando louça continua valendo, ok?

Você tem piso laminado na cozinha? Conta aí pra gente se você acha que deu certo!

Imagens: 1 | 2

Quer saber mais sobre tendências na cozinha?  Falei disso lá no Conversa na Cozinha em 2011, lembram?

E tem também algumas dicas sobre cozinhas americanas, sobre o uso de depuradores e coifas em cozinhas integradas e, por que não, ter um sofá na cozinha.

Decoração bem brasileira

Na segunda-feira fiz um post sobre a decoração em verde e amarelo para comemorar a Semana da Pátria, você viu? Se não viu porque acha que não tem nada a ver, vale a pena dar uma olhada. A inspiração na bandeira do Brasil não necessariamente tem cara de jogo de futebol.

Entendeu? Olha outro exemplo aqui:

Mas, se o objetivo é dar uma cara beeem brasileira à sua decoração podemos nos inspirar em outras referências, como nosso clima, nossa cultura, nosso design…

… e até esquecer das cores da bandeira.

namoradeira na janela

Santinhos, renda, cerâmica vermelha, ladrilho hidráulico… o que você acha que faz uma casa ser tipicamente brasileira?

Imagens: 1 | 2 | 3 | 4 | 5

Objeto #3 – Minha poltrona de amamentação :)

Imagem

Como amanhã é feriado (e tem post especial), adiantei meu objeto pra hoje, tá? Mas pra amanhã tem um super bacana saindo do forno!

poltrona egg vermelha com banqueta

Para saber mais sobre designer desta poltrona: Arne Jacobsen

E, para não perder o costume, o Casa da Id&a está concorrendo ao prêmio Top Blog 2012, corre lá pra votar!

Curvas e fluidez em parque temático da Porsche

A nossa colaboradora Débora Foresti está de olho em tudo de bacana que rola lá na Europa. Dessa vez, ela trouxe pra gente os detalhes de um parque temático feito pelo escritório alemão Henn, e que abriga alguns carros da marca Porsche.

Por Débora Foresti

O escritório de arquitetura alemão Henn criou esse pavilhão de linhas simples e orgânicas. Com seu telhado de aço curvo, a construção abriga alguns carros da marca Porsche, no parque temático Autostadt em Wolfsburg, na Alemanha.

parque temático Autostadt, com carros da Porsche, na Alemanha

A beleza desse projeto é inegável. Sua estrutura, em um balanço de 25 metros sobre o “rio” que serpenteia o parque é, sem dúvida alguma, impressionante! Suas linhas curvas e suas dobras estimulantes tornam o pavilhão uma escultura dinâmica, com formas derivadas da imagem da marca Porsche.

Pavilhão da Porsche, construído pelo escritório alemão de arquitetura Henn

Estrutura de 25 metros margeia rio do parque Autostadt, na Alemanha

Do modo que foi projetada pelo escritório Henn, a estrutura captura o fluxo dinâmico do ato de dirigir, e o olhar do visitante acompanha cada curva em looping infinito. O revestimento, em aço inoxidável, forma o envelope vibrante do prédio dando a impressão de uma unidade homogênea. Mas também cria uma aparência de constante mudança por refletir as condições do clima e da luz ao seu redor.

 Estrutura foi projetada pelo escritório Henn

Embaixo da estrutura em balanço, forma-se um espaço externo coberto que é visualmente conectado à paisagem circundante. Ao mesmo tempo, compõe sua própria caixa acústica e tem capacidade para algumas centenas de convidados.

parque temático Autostadt, com carros da Porsche, na Alemanha, foi projetado pelo escritório Henn

Arquitetura e paisagem, interior e exterior, bem como telhado e fachada são reunidos pelo escritório Henn no seu conceito arquitetônico de um espaço contínuo, fluido e coerente.

 Parque temático Autostadt, na Alemanha

Similar às tecnologias usadas para estruturas leves nas indústrias automotiva e aeroespacial, o envelope do edifício forma um invólucro espacial que atua, ao mesmo tempo, como suporte estrutural.

No total, 620 folhas de papel de revestimento em aço inoxidável com nervuras soldadas foram pré-fabricadas em outra cidade e montadas no local. Dentro do pavilhão, o espaço se abre e permite ao visitante experimentar os carros da marca Porsche e conhecer sua história, deixando de lado restrições e limites convencionais.

A rampa elíptica abraça o princípio dinâmico da arquitetura e leva o visitante às áreas mais baixas do palco de exibições.

parque temático Autostadt, na cidade de Wolfsburg

Curtiu? Vai lá e prestigia o blog da Débora!

Fotos: 1,2,3,4,5,6 e 7

Closet: fundamental!

Um closet ainda pode ser um luxo para os poucos que têm espaço disponível em casa. Contudo, com a correria e a agitação da vida contemporânea, o cômodo se tornou importante para quem precisa economizar tempo e busca praticidade acima de tudo. Ter peças de roupas, sapatos e bijus organizados no seu devido lugar pode tornar a vida menos complicada. Nesse caso, vale a pena aproveitar o espaço que você tem disponível para montar o seu próprio closet.

Closet em apartamento espaçoso, com poltrona, prateleiras e luminária

O branco, a luz natural e os pontos de luz artificiais ajudam a criar um ambiente claro e agradável para um closet.

Ideias de closet para apartamentos grandes, estilo clean, com luminária moderna, puf e tapete preto

O contraste do preto e branco deu um tom clássico e neutro ao ambiente.

Para quem tem o privilégio de um quarto disponível para transformar em closet, uma sugestão são os nichos e prateleiras de madeira ou MDF. São bem mais baratos que gavetas, ocupam menos espaço e são super práticos.

Quarto extra revertido em closet de madeira com prateleiras, poltrona e iluminação

Sempre leve em conta a sua preferência: apaixonadas por sapatos, por exemplo, podem dispor de um lugar privilegiado para eles. Até uma parede inteira de nichos ou prateleiras, se necessário.

Sapateira dentro de closet em formado de caixas na estante

Quem não tem tanto espaço assim, não precisa desistir da ideia de ter roupas e objetos pessoais arrumados de maneira que seja mais fácil encontrá-los no dia a dia. Os armários abertos, por exemplo, deixam tudo à mostra e motivam a pensar em um modo de organização que pode ser mantido. Aproximar peças com cores semelhantes ou separar roupas de frio e de calor podem ajudar bastante.

Quarto foi transformado em closet, que ficou arejado com janela. Caixas ajudam a manter roupas e acessórios arrumados

Uma dica para quem precisa abusar da criatividade são as estruturas de ferro e prateleiras. Nesse caso, você pode aproveitar todo o pé direito (altura total da parede) para colocar suportes, cabideiros e ganchos.

Nas prateleiras mais baixas, você pode usar bandejas corrediças ou caixas com rodízios para que elas deslizem e dêem acesso mais facilmente aos itens que estão guardados.

sapatos são guardados em caixas no closet, que tem prateleiras, janela e espaço par relaxar

caixas podem substituir gaveteiros em closets

Caixas de tamanhos variados são dicas preciosas para qualquer closet: elas substituem gavetas e guardam peças pequenas. Ganchos na parede são úteis para pendurar bolsas, lenços, cintos e até bijuterias.

Prateleiras com bandejas corrediças ou rodinhas ajudam na hora de procurar roupas e sapatos em closet

O espelho, além de fundamental para checar o look no fim, amplia o ambiente. A iluminação também é importante. Se no espaço não tiver luz natural, vale apostar em vários pontos de luz amarelas, para não distorcer as cores das roupas na hora de escolher. Também vale o cuidado de posicionar os pontos de luz em um local que o seu corpo não faça sombra sobre o armário. Além do mais, é bom ter um pufe, um banco ou uma cadeira, que podem ser essenciais na hora em que você precisar se apoiar para mudar de roupa ou calçar os sapatos.

Espelho amplia closet e cadeira é importante para dar apoio na troca de roupas

Closet com armários, nichos fechados e gaveteiros

Fotos: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 

Decoração patriota, por que não?

Sexta-feira é feriado, disso todo mundo sabe. É Dia da Pátria, uma comemoração pelo dia em que o Brasil se declarou independente de Portugal. O que me faz pensar na nossa bandeira. No Brasil não temos o costume de pendurá-la a não ser em anos de Copa do Mundo, quem dirá se orgulhar dela a ponto de incluir na decoração da própria casa. Aposto que tem mais gente aqui que usa a bandeira britânica na decoração, mas nunca toparia um verde e amarelo, tô errada? E eu pergunto: por que não?

frontao de cozinha em verde e amarelo

O verde e o amarelo são cores análogas e, por isso, bem harmônicas. É uma combinação do mesmo tipo e tão bacana quanto o roxo e o azul, o azul e o verde ou o roxo e o vermelho.

O amarelo, cor do sol, e o verde, cor das folhas das árvores, fazem uma combinação que é a cara da Natureza, que transmite vida e muita alegria.

piso amarelo e parede verde

sala branca com detalhes em verde e amarelo

sala de estar moderna e alegre

fachada amarela com porta verde e trepadeira

Se você realmente tem o medo de se sentir num estádio de futebol em tempo de Copa do Mundo, você pode usar outras matizes do verde e do amarelo (as mesmas cores, mas mais esbranquiçadas ou acinzentadas) .

sofa verde claro e branco

sala de estar com parede amarelinha

parede verde acinzentada e quadro preto e branco

Ou brincar com acessórios, pequenos detalhes na casa que ajudam a trazer vida e movimento sem sobrecarregar a casa de cor.

sala de estar moderna cinza e branca

E, então, me diz: não fica lindo?

Imagens: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9

Objeto #2 – Se minha casa pegasse fogo

Imagem

decoração fotos

Tons pastel ressurgem combinados a cores neutras

Os tons pastel voltaram com tudo e estão fazendo o maior sucesso, tanto nas passarelas quanto no decor, quando combinados com cores neutras. É o que conta a nossa blogueira convidada Marina Teiman!

Por Marina Teiman

E os tons pastel voltam a fazer parte das paletas de cores, mas, dessa vez, de uma forma bem mais moderna. Como vimos nos últimos desfiles (como o da Chanel, por exemplo), os tons aguados surgem repaginados.

Desta vez, como coadjuvantes, dando força às cores neutras usadas como base. Na decoração, seguimos o mesmo conceito. Usando tons neutros como base, podemos introduzir objetos ou cores pastéis para dar mais vida e suavidade ao ambiente.

Tendência pastel é vista em desfiles da Chanel e em decoração

Looks do último desfile da Chanel linha Cruise 2013

Tons sugeridos para a paleta de cores

decoração sala de jantar cinza e tons pasteis

A diversidade das cores quebra a sobriedade dando mais vida e descontração ao ambiente

decoração com cores suaves

Tons pastel trazem leveza ao ambiente

sofá em lilás e poltronas em azul pastel

Mistura de diversos tons pastel usando o branco como base

Gostou? Tem mais coisas bacanas no Blog da Marina, Parabólica

Fotos: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8