Truques pro Apartamento Parecer Maior – Luz e Espelho

Outro dia eu fiz um post com dicas para aproveitar melhor espaços em apartamentos pequenos, já publicamos até alguns móveis multifuncionais para ajudar, e prometi que depois eu ia ajudar nos truques visuais pro ambiente parecer maior. Cá estamos 🙂

Mas são tantas dicas que resolvi fazer uma série, tá? Lembrando que você não precisa fazer tudo ao mesmo tempo, são possibilidades que devem encaixar com o restante da sua proposta para o espaço. E nenhuma dica é milagrosa, todas tem seus prós e contras. Bora lá?

1. A primeira dica: garanta uma boa iluminação natural. Nada mais claustrofóbico do que entrar num lugar escuro, em que você sai tropeçando nos móveis. Aproveite o sol que entra pelas janelas ao máximo, isso também vai ajudar a transmitir uma sensação de lugar bem ventilado.

sala com janelões

2. Evite provocar sombras muito marcadas para não quebrar o espaço em pedaços. Se você tem a sorte de ter muitas janelas mas o sol entra queimando o sofá, use cortinas lisas e translúcidas para filtrar a luz, as sombras desaparecem sem se perder tanta luminosidade. E à noite prefira luz indireta arquitetural: como a luz vem em diversas direções, as sombras são mais suaves do que dos famosos spots embutidos.

cortina branca na sala

3. Use um espelho grande para difundir ainda mais a luz, instalado-o na parede ao lado ou oposta à janela principal. Desta forma você ainda traz a paisagem para dentro de casa.

parede de espelhos

4. A foto acima é um ótimo exemplo de uso do espelho porque além de o espelho refletir a luz do dia, duplica espaços e elementos, fazendo a sala parecer ter o dobro do tamanho. Mas atenção! Pense bem no que você quer “duplicar” no ambiente – uma janela, espaço vazio, uma porta, um monte de armários? Podemos dobrar a sensação de espaço se posicionarmos o espelho adequadamente, mas também podemos dobrar a quantidade de “coisas” e conseguir o efeito inverso – uma bagunça visual. Já vi casos do espelho parecer um portal para o além – não reflete nada, vira um retângulo cinza na parede refletindo um teto sem graça.

como usar espelho na sala de jantar

Está gostando das dicas? Você usa alguma dessas na sua casa? Conta pra gente se realmente funciona!

Continua…

Imagens: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 |

Como Misturar Estampas na Decoração

Minha mãe vai reformar os sofás da casa dela e está pensando em combinar diferentes estampas. Como ela me pediu uma ajuda, já mostro para vocês também…

decoracao estampas

As mesmas cores – bege, azul claro, azul escuro e branco – em estampas florais e listradas. {RL}

Meu site favorito para pesquisar este tipo de assunto é o Designers Guild, que também é responsável pelo house wear da Ralph Lauren. Muitas das fotos abaixo são de lá e tenho certeza que vocês vão achar algumas meio exageradas, mas as imagens são ilustrativas e a ideia aqui é mostrar algumas possibilidades e explicar como conseguir o mesmo efeito, mesmo que com outras cores, texturas, tonalidades ou proporções.

Regra PBS

Aprendi uma regrinha fácil para coordenar estampas, é um jeito bem americano. Usamos uma sigla em inglês:

P = Plain

B = Big

S = Small or Stripes or both

A melhor parte dessa dica é o P – use um tecido liso ou que pareça liso de longe (aquelas estampas beeeem pequenininhas). Se esse tecido for de uma cor comum às das estampas fica mais fácil. Pode ser um tom sobre tom ou até da cor complementar a uma das cores dos demais tecidos. E aí você junta com uma estampa grande e uma estampa pequena, ou listrada, ou as duas ao mesmo tempo. Vamos ver como fica?

roupa de cama estampada

O preto liso (P) parece que abraça as outras padronagens, todas com alguma pitada de preto. Dois tamanhos diferentes de xadrez (B e S) e uma estampa fininha que forma listras (S). {RL}

decorando com estampas

Aqui temos vários grupos de combinação. Um fundo comum é o creme e o outro é o turquesa (P). Temos almofadas de padronagens tanto grandes (B) quanto pequenas (S), e o lençol listrado nas 3 cores (S). {RL}

roupa de cama estampada

O branco costura tudo (P), um floral grande azul e vermelho (B) e duas estampas pequenas – listras e flores em azul e branco (S). {RL}

Mesma estampa

Você pode também variar somente a cor de uma peça, mantendo a mesma estampa. Fica muito interessante fazer um o negativo do outro, ou usar cores complementares também.

cortina estampada

A cortina é colorida e o papel de parede é preto e branco. {DG}

Escolha as cores para que conversem com o seu conceito. Aqui ficou um tema navy romântico com o azul, vermelho e branco. {RL}

Mesma cor

Estampas diferentes com a mesma cor também ficam divertidas, dão um movimento no ambiente.

As listras em uma parede são das mesmas cores que os círculos da outra. {DG}

Tamanhos diferentes

O mesmo padrão, nas mesmas cores, mas cada um de um tamanho.

Um xadrez mais fino e outro mais grosso. {RL}

Do jeito que você tentar e ficar bonito

Você pode ir arriscando com base na teoria das cores que vimos neste post, ou com ideias que venham da sua cabeça. Na tentativa e erro, mesmo. E depois tira foto e manda pra gente.

Lembre-se sempre que uma textura pode funcionar também como uma estampa, principalmente se for marcante e grande.

decoracao estampas

Apesar da cortina ser toda vermelha, sua textura em alto relevo é suficiente para ser considerada uma estampa. {DG}

Imagens:

Designers Guild

Ralph Lauren

Apartment Therapy

Decorando com Branco

Uma vez participei de uma dinâmica de grupo em que tínhamos que adivinhar que mensagem algumas pessoas iriam nos passar. E essas pessoas, por sua vez, foram orientadas a não passar sentimento algum. Impossível alguém achar que uma pessoa não comunica nada, ela sempre tem cara de alguma coisa. Mas na decoração eu acho que o branco até consegue fazer esse papel…

parede branca

Sozinho, o branco não me passa sensação nenhuma. {ArchInspire}

No máximo você vai ouvir as pessoas dizerem que um ambiente todo branco é frio. O que pra mim é a mesma coisa que dizer que não transmite sentimento algum, afinal não é isso que define uma pessoa fria?

O branco reflete praticamente toda a luz que incide sobre sua superfície, o que faz com que seu uso ilumine os ambientes, deixando-os mais amplos.

decoracao branco e preto

Mesmo de cortinas fechadas e sem luz artificial o ambiente está bastante claro. {Emmas}

Paredes e pisos brancos diminuem a percepção de divisão e limites, repare como parece que os móveis flutuam na foto acima. Outro fator que causa esse efeito é o uso de cortinas brancas e translúcidas, diminuindo a ocorrência de sombras no piso branco.

O branco também ajuda a causar um efeito bem dramático, destacando as demais cores presentes.

decoracao sala branca

De novo o uso da cortina branca translúcida ajuda a deixar tudo branco e destacar os objetos coloridos. Uma cortina bege aqui seria fatal, deixaria todo o ambiente mais amarelado, diminuindo o contraste com os detalhes em laranja. {Dear Designer}

cadeiras verdes

As cadeiras roubam a cena, e não tem a parede para concorrer, mesmo com uma textura marcante. {DI}

decoracao toda branca

A lareira é a dona da casa, mas se você reparar mais tem detalhes importantes como a luminária, o acabamento na parede e teto, e os objetos sobre a lareira – repare no uso da transparência do vidro com o fundo branco. {DI}

piso branco

O ambiente completo. Quem dá as cores são os livros, lembra muito um ambiente do Starck que mostrei no post dele. {DI}

estante na sala

Lembram? “Olha como o branquíssimo destaca o colorido da estante.” {Starck}

banheiro branco

Quem precisa de cores em um banheiro com uma parede viva para admirar? {DM}

decoracao loja de joias

E adivinha a combinação que a Baccarat usou na loja dela? Com muito brilho e transparência, a cara da marca. {Starck}

Moral da história? Todo ambiente transmite alguma sensação e o branco pode ajudar a intensificar contrastes, iluminar e ampliar espaços.

Fontes:

Arch Inspire

Emmas Design Blogg

Dear Designers

Desire do Inspire

Design Milk

Philippe Starck

Hotel Design – Faena Buenos Aires – Philippe Starck

Hoje resolvi postar só um hotel. Não achei justo misturar com outros… sim, é do Starck. E fica em Buenos Aires. E seu sobrenome deveria ser Luxo.

restaurante design

Aqui é uma área externa, para abrigar eventos e um restaurante. Olhe que a fachada é bem rústica, de tijolinho, com ares de Toscana, não tem cara de Starck, né?

spa rústico

O spa segue a mesma linha rústica mas já com detalhes mais contemporâneos. Os inúmeros tapetes dispostos de forma pouco simétrica e sobrepostos, e muitas luminárias espalhadas transferem luxo ao ambiente.

lanternas na varanda

Esta é a varanda da suíte imperial, bem romântica, com lanternas de velas no chão.

decoração toda branca e vermelha

Mas quem vê cara não vê coração… bem branco, marcado por detalhes vermelhos e dourados, este restaurante faz referência às pâtisseries luxuosas de Buenos Aires. O teto e as cadeiras, tão perfeitinhos, me lembram confeitaria fina.

quarto moderno branco

Todos os quartos têm som ambiente no banheiro, duas linhas telefônicas e cortinas de veludo com persianas elétricas. Mas a ironia de Starck está em todos os lugares. Apesar do uso do vermelho e do dourado reforçarem a suntuosidade que todo o hotel passa, a cama posicionada de forma pouco usual, na diagonal e desalinhada com o tapete, e as paredes de vidro dos banheiros não são de um hotel tradicional, por mais luxuoso que seja.

cadeiras vermelhas e douradas

Se estamos em Buenos Aires, precisamos de um Cabaret! Os mesmos elementos dos demais ambientes: cortinas de veludo vermelho, o carpete e cadeiras vermelhas, detalhes em dourado e luminárias luxuosas. Mas a troca do branco pelo preto muda totalmente o clima do lugar.

sofá chesterfield vermelho

Esta é uma das salas da suíte imperial. No site do hotel tem até a planta do quarto, que tem 360 metros quadrados, sério. O uso do capitonê nos estofados é mais uma referência histórica de luxo.

banheiro luxuoso

Nada mais exclusivo do que mármore Carrara. A banheira de hidromassagem da suíte imperial. Aliás, tem 2 banheiros nessa suíte, este fica no segundo andar.

sala de jantar de madeira e vinho

Nas suítes Faena, Imperial e Presidencial você conta com sala de jantar e cozinha. Reparou na ilha dourada à esquerda? Com coifa e cooktop? A cara rococó da bancada se mistura com a área social, integrando totalmente a cozinha com o restante do ambiente.

mesa comprida de jantar

Por falar em sala de jantar, este é um dos restaurantes do hotel, inspirado nos antigos mercados europeus e nas cantinas de Buenos Aires. O piso de madeira tem moldura trabalhada e as luminárias são estilo industrial. É aquele momento que a aristocracia brinca de ver como é ser povo, sabe?

design sauna

A sauna do hotel foi inspirada nos banhos romanos. Ampla, toda em mármore, bem iluminada e clara, com luminárias delicadas nas paredes. Um clima para bater papo, mesmo.

luminaria pendente no vao da escada

Este é o vão da escada da suíte Tower. No triplex uma luminária exclusiva, de cristais e fibra ótica que mudam de cor.

quarto vermelho

Para terminar, uma foto da suíte presidencial. Não precisa dizer mais nada, né?

Tá aí um projeto de arquitetura e interiores que tem conceito. Todo mundo entende a mensagem, gostando ou não, que o designer quis passar. Em cada ambiente, em cada detalhe, em cada particularidade funcional. Por isso que eu gosto do Starck. Ponto.

Fonte: Faena Hotel

4 Dicas Úteis para Decorar o Quarto do Bebê

É engraçado como bebês mexem com o emocional da família inteira, né? E quando é o primeiro filho ou o primeiro neto então? É lindo de ver… e de viver também. E a preparação no “ninho” é muito importante durante a gravidez. Tanto para o filho que vai nascer quanto para os pais se prepararem para a sua chegada.

E é justamente por isso que resolvi escrever este post. Algumas vezes os pais preparam o quartinho do herdeiro a partir de sonhos e desejos deles mesmos, e acabam não percebendo alguns aspectos muito importantes para o bebê. É muito possível fazer quartos belíssimos sem exageros e com segurança para a criança.

decoracao quarto de gemeos

É uma graça, mas muito pouco prático. Imagina manter tudo isso limpinho? Ou acordar durante a madrugada e tropeçar no carrossel? E quando os gêmeos começarem a engatinhar? {Kidtropolis}

Então vamos às dicas mais importantes:

1 – Quanto mais simples, melhor. Muito tecido, bichinhos de pelúcia, relevos nas paredes e peças rebuscadas acumulam pó e dão mais trabalho para manter limpos. E você não quer seu bebê com alergias…

cortina em quarto de bebe

Pelamordedeus! Vale um toque para a escolha das cortinas: painéis ou persianas são mais fáceis de limpar e dão um visual clean ao quarto.

decoracao quarto de bebe

Esta família mora em uma kitchenette e adaptou um pedacinho da sala para abrigar o bebê. A solução foi interessante, mas a ideia de colocar quadros e objetos sobre o berço não é segura. {Ikeahacker}

2 – De novo, quanto mais simples melhor. Tenha somente os móveis necessários – berço, trocador, cômoda e uma poltrona para amamentação. O quarto tem que ser de fácil acesso, para atender o bebê com rapidez quando for necessário. E quinas vivas vão ser perigosas, prefira as arredondadas.

decoração quarto de bebê azul e branco

Precisa de mais que isso? Olha que agradável. O piso deste quarto é bem bacana. Você pode usar manta acrílica ou resinas para conseguir o mesmo efeito. São fáceis de limpar, agradáveis ao toque e não escorregam, ajudando o bebê que começa a engatinhar. Ainda dá pra fazer de várias cores, desenhos… {Cambrass}

3 – Não, não vou cansar de repetir. Quanto mais simples, melhor. Use cores e formas para estimular a criança sem exageros. Mas lembre que, ao dormir, a luz vai estar apagada 😉

cortina e enxoval do bebe

Eu amo esta combinação de cores e estampas. Mas certeza que passar o dia todo aqui deve ser estressante… laranjas e amarelos muito vibrantes são cores perigosas, use com moderação. E o tamanho da cortina está perfeito, para que a criança não puxe para tentar se levantar. {Gal}

4 – Iluminação e ventilação apropriadas. É importante que o bebê saiba quando é dia e quando é noite, deixe a luz do sol entrar. Se você puder escolher a localização do quarto, prefira que seja voltado para o leste, que recebe o sol da manhã. Além do sol, uma boa ventilação ajuda a evitar o mofo, só não pode por o berço na corrente de vento entre a porta e a janela do quarto. Para a iluminação artificial, utilizar dimmers é uma boa para dosar a luminosidade do quarto.

berco combinando com comoda

Viu a cortina translúcida? Eu gosto da solução dos puxadores, você pode comprar separado em lojas de construção ou decoração para dar um toque de cor na cômoda e nos armários. É um detalhe simples que faz diferença e é fácil mudar depois, quando a criança crescer. Ou quando vier o próximo filho. {Cambrass}

quarto azul e verde para bebe

Olha que bonitinhos os puxadores coloridos. Toques de cores vivas estimulam o bebê sem estressá-lo. E a cortina é tipo rolô, funciona como um painel. {Micuna}

Para quem vai ter gêmeos, tem um post especial AQUI

Fontes e Imagens: KidtropolisGuia do BebêAlô BebêGalIkeahackerQuarto BebêCambrassMicuna

Cortinas – vestindo suas janelas

Tem gente que diz que as cortinas são as roupas da casa, que não podem faltar, etc. Eu acho que cada caso é um caso, depende do conceito do projeto e das suas necessidades.

paredes de vidro sem cortinas

Quem precisa de cortinas aqui? O telhado não deixa o sol bater nos móveis, não tem o que temer dos vizinhos e a vista é parte da beleza da casa.

Cortinas servem basicamente para 3 coisas: filtrar ou bloquear a luz do sol, dar privacidade e decorar o ambiente. A primeira etapa é saber o que você espera da sua cortina. Uma sala de TV ou home theater pode precisar bloquear a luz externa, sendo recomendado o blecaute. Mas o quarto da criança pode filtrar a luz do dia com menos rigor, até para avisar a hora de acordar.

Já no quarto do casal que não quer ser alvo de voyeristas, a luz que tem que ser filtrada é a interna, evitando que a movimentação no ambiente seja vista pelo lado de fora.

Decidido o objetivo da cortina, vamos aos tipos. Você pode usar um varão ou um trilho, também chamado de trilho suíço.

O Varão

cortina com varao de galho de arvore

Pra você nunca mais esquecer o que é um varão.

O varão pode ser simples, duplo ou triplo – em cada um vai um tecido: forro, cortina e xale. Utilizamos varões para cortinas que não começam no teto. Os varões precisam de ponteiras para evitar que as cortinas escorreguem para fora.

decoração de sala com cortina

Neste ambiente Roberto Migotto utilizou varão duplo. O forro de seda crua deixa quase toda a luz passar, mas mantém a privacidade. {Casa}

ilhoses de metal na cortina

Ilhoses são uma boa solução para que a cortina corra pelo varão. {CF}

cortina de tecido

Ou alças com o mesmo tecido também ficam bonitas. Aqui tem que ter cuidado para não fazer cortinas muito pesadas porque fica difícil movimentá-las depois. {CF}

Os Trilhos

Os trilhos são ótimos para ambientes que precisam de bloqueio total da luz porque são parafusados no teto, portanto o tipo ideal para cortina com blecaute. Podem ficar embutidos no forro de gesso ou, com um centímetro a mais, a própria cortina esconde o perfil de alumínio. Eu sempre digo que cada caso é um caso, não gosto de dizer que nada é feio porque isso depende MUITO mas, geralmente, se você começou a cortina lá no alto do teto, fica uma composição mais bacana se a cortina for até o chão.

Também podem ser simples, duplos ou triplos e ocupam bem menos espaço do que os varões.

como prender a cortina no trilho

O trilho de alumínio e rodízios presos ao tecido. {AT}

cortina embutida

Fernando Piva abrindo uma de suas cortinas. Repare no acabamento de madeira / gesso que está protegendo os trilhos e nas laterais da cortina. {Casa}

Pregas, franzidos, etc

O volume e o caimento da cortina vão depender muito do tecido utilizado e do acabamento que for feito.

cortina com pregas

Prega Americana. Foi a prega utilizada com varão pelo Roberto Migotto e nos trilhos pelo Fernando Piva, nos ambientes acima. {CF}

pregas com botões na cortina

Prega Macho com botões (que não precisam estar aí). Este tipo de pregas utiliza menos tecido do que para fazer as Pregas Americanas. {CF}

cortina com xale

Oscar Mikail utilizou pregas macho tanto no forro quanto na cortina deste ambiente. As pregas são maiores que as americanas, dando menos movimento, mas ainda com bom volume. {Casa}

cortina em quarto infantil

Pra quem ficou curioso de como é a prega fêmea, o efeito é parecido com o da prega macho.

pregas diferentes na cortina

Prega Inglesa. Acho um charme os 3 tons que a cortina fica. {CF}

cortina transparente esvoacante

Esta é uma cortina franzida. Você usa menos tecido e consegue um efeito de volume interessante. {AT}

cortineiro de madeira

A solução de Fernanda Marques para este ambiente foi interessante. Ela utilizou um cortineiro de madeira que disfarça o ar condicionado, deixando só frestas para a saída do ar frio. A cortina não tem pregas nem franzidos, você consegue este efeito colocando mais tecido. {Casa}

cortina com varão

Também sem pregas ou franzidos, o projeto de Mário Almeida utiliza varões de bambu e não tem forro. Se o ambiente não recebe sol diretamente é uma solução interessante. {Casa}

cortina lisa

Os painéis deslizam nos trilhos e são uma solução mais discreta. Mas você pode fazer várias brincadeiras com imagens e grafismos para deixá-lo mais dinâmico. {Casa}

Tecidos

Existem milhões de tipos de tecido e não vou te iludir dizendo que vou te explicar todos. É importante primeiro saber que tipo de visual você espera – volumoso, discreto, pesado, formal, sofisticado, brilhante, translúcido, moderno? E depois de saber o que você quer, ir “sentir” cada um nas lojas de tecidos para decoração e de cortinas e ver qual se encaixa melhor no seu plano. Vou passar algumas dicas importantes para você saber escolher o melhor tecido para o seu objetivo, ok?

1 – Sempre pergunte se o tecido encolhe na lavagem. Alguns precisam ir pra lavanderia para lavagem a seco.

2 – O forro é importante para proteger os móveis e pisos do sol. O tecido mais usado neste caso é o voil, mas pode ser de algodão também.

3 – Os tecidos sintéticos podem até ser mais baratos, mas o movimento e caimento dos tecidos naturais é incomparável.

4 – Quanto mais fino o tecido, menos volume ele vai fazer. Para compensar isso, você utiliza uma metragem maior para franzir, fazer pregas ou para deixá-lo acumular no varão ou nos trilhos, liso, mesmo.

5 – Alguns tecidos já são super encorpados, como o xantungue e o tafetá de seda, mas eles são carinhos…

6 – Para avaliar a transparência, use um objeto colorido atrás do tecido e observe contra a luz. Na sua mão, um linho rústico pode parecer impenetrável, mas contra a luz pode ser transparente, como na última foto acima.

Dúvidas?

Veja a página de perguntas frequentes AQUI antes de fazer uma pergunta, respondi uma especialmente sobre cortinas.

E há uma seleção de posts de cortinas em uma página AQUI.

Fontes e Imagens: Casa.com.br, Casa Fortaleza, Apartment Therapy