Curso de decoração – parte VI

Para arrematar o nosso curso de decoração, que já ensinou a listar as funcionalidades de cada ambienteas sensações que eles vão transmitir, a construir conceitos, definir materiais, texturas e cores, e a colocar tudo na planta, hoje vou falar de quebrar regras. Sim, quebrar regras é a única regra.

Regras de decoração

A cor ideal para um quarto, a proporção milimetricamente calculada entre mesa de jantar e luminária, o comprimento correto da cortina e o tipo de iluminação que se usa hoje em dia – todos vão te levar ao lugar comum. A chance de você acabar em um ambiente sem graça, com cara de apartamento decorado de lançamento imobiliário é enorme. Lindo, mas sem a sua alma, sem a sua cara, tedioso e previsível. O que nunca sai de moda é ser autêntico.

Minhas dicas para não cair na armadilha da casa padronizada e dar personalidade ao seu ambiente:

1 – Não tenha medo de ser brega. TODO MUNDO tem alguma coisa de gosto meio duvidoso em casa. Nem que seja porque tudo é perfeitinho demais. O que, cá entre nós, é bem brega. Sabe aquela lembrancinha de Porto Seguro que você ganhou da tia avó que você adora? Ou o bonequinho do Mestre Yoda que seu marido acha o máximo e quer colocar na sala? Seu sonho é uma cortina de veludo cheia de pompas e bordados, toda luxuosa, que nem de um castelo francês? Seja o que for, se isso vai te trazer boas sensações, não se acanhe. Uma pitada de mau gosto (existe isso?) traz humor e personalidade ao ambiente. De repente você ainda lança tendência😉

decoração brega

Não esconda seu lado baranga. Se alguém perguntar, você fala que é um toque kitsch!

2 – Tenha a casa organizada no ponto certo – o seu ponto. Bagunceiro sem salvação? Assuma. Uma ou outra coisa fora do lugar não vai matar ninguém, e quem é bagunceiro sabe: é um pouco de desordem que te faz se sentir em casa. Obcecado por arrumação? Tenha armários e gavetas suficientes para guardar tudo, inclusive a correspondência do dia e as chaves do carro. Tem criança que brinca na sala? Deixe um cantinho com os brinquedos dela ou faça com que eles participem da decoração, mesmo.

como guardar brinquedos na decoração

Bichos de pelúcia podem complementar a decoração com cor e diversão. Outros brinquedos podem ser guardados numa caixa bonita como esta vazada, na mesinha lateral.

3 – Espalhe um pouco de você pela casa. Fotos ou objetos trazidos de viagens inesquecíveis, imagens religiosas que signifiquem algo para você, frases que realmente te inspirem, livros que te lembram aprendizados importantes para o seu dia a dia, sua cor preferida, um aroma que te agrade.

objetos de viagens

Lembranças de viagens e detalhes na decoração do home office da Helô.

4 – Não tenha medo de enjoar de nada. Se você sempre quis uma parede amarelona, não vá para o amarelinho pálido porque você acha que vai se cansar da cor forte. Não tem essa. Primeiro que, se você gosta da cor, não vai se cansar dela. E, se cansar, é só pintar de novo. Fácil e barato. Sofás se revitalizam com novas almofadas ou uma manta. Tapetes e quadros mudam de ambientes, cadeira pode ser pintada de novo. Nada precisa ser eterno e você não tem que se cobrar por isso. A nossa casa deve refletir quem nós somos. E quem é igual todo dia?

parede pink

Enjoou? Pinta de branco, troca as capas das almofadas e você tem uma sala toda nova.

E você, qual regras já quebrou? Conta pra todo mundo se inspirar e perder o medo de ousar🙂

Imagens: 1 | 2 | 3 | 4

Esse post foi publicado em Decoração e marcado , , , , , por Manu Mitre. Guardar link permanente.

Sobre Manu Mitre

Sou Engenheira Química e Designer de Interiores. Sim, sou super generalista e me envolvo em todos os assuntos que existem, adoro. E isso dá um resultado muito interessante. Comecei com o meu próprio apartamento, mudando até a cozinha de lugar. E ficou sensacional, sem falsa modéstia. Criei o Casa da Id&a em 2009 para mostrar um pouco o que eu acredito ser Design de Interiores de verdade – inspiração, design e arte. Sem “pode” ou “não pode”, o que importa é a mensagem e a sensação que o ambiente transmite.

3 respostas em “Curso de decoração – parte VI

  1. Aqui em casa tem uma prateleira na sala só de coisas do Star Wars, com direito ao tal boneco do Mestre Yoda, que meu marido ama. E o saleiro é aquele de bonequinho com chapéu, sabe?

  2. Eu tenho uma bandeja de colo vermelha e amarela com estampa da paçoca Amor. Eu amo e acho prática, mas meu marido odeia!!! O pior é que ela vive rodando pela sala!

Os comentários estão desativados.