Cores que alegram e iluminam

Uma das tendências que a gente mais notou na Casa Cor deste ano foi a utilização do amarelo, do laranja e do dourado para iluminar os ambientes. Eles apareciam em pequenos detalhes, no piso ou em paredes inteiras com resultados que ficaram muito legais.

Arquitetas Cris Paola e Dani Barella também usaram o dourado nas pastilhas do piso do banheiro

Neste projeto de suíte presidencial, as arquitetas Cris Paola e Dani Barella usaram o dourado em combinações não muito usuais – com o prateado – e conseguiram dar vida e sofisticação extra ao quarto.

Projeto das arquitetas Cris Paola e Dani Barella para a suíte presidencial, apresentado na Casa Cor 2012Repare que a suíte poderia ter ficado escura, e até triste, se não fossem os detalhes nas almofadas, no puff, nas cortinas e no papel de parede atrás da cama.

O laranja utilizado nos desenhos geométricos do puff também ajudam a aquecer o quarto, mas sem exageros, o que não seria muito indicado para um  cômodo cujo objetivo principal é permitir que os hóspedes descansem.

Note que o dourado foi usado ainda nas pastilhas do banheiro, juntamente com tons de cinza e preto, o que deu o maior ar de sofisticação.

Na suíte Bruno Senna, do Casa Hotel, o arquiteto Allan Malouf se inspirou na paleta de cores do macacão do piloto. Os tons de cinza do cimento queimado, das paredes e prateleiras, do tapete em patchwork e das banquetas deixam o ambiente bem sóbrio e masculino, reforçado pela mesa de couro. O toque de amarelo ficou por conta do aparador que também serve de estante para DVDs e para apoiar o home theatre. Um contraste que acrescentou um quê de modernidade e vida à sala.

Projeto usou o amarelo na bancada da TV, o que deixou o ambiente sofisticado e alegre, apesar de masculino

A cor também fica legal com tons de madeira e tijolos, como no exemplo de home office que demos no post de segunda-feira, lembra?

Já a arquiteta Brunete Fracarolli fez um color block com um amarelo mais pálido no living, em um espaço que homenageou a apresentadora Sabrina Sato. O aparador, no mesmo tom que as pastilhas da parede e moldura, deixou a sala bem lúdica. E a mistura de diferentes texturas e níveis de brilho deu um movimento bem interessante à composição.

Espaço, exibido na Casa Cor 2012, levou o prêmio de mais original. Homenagem a Sabrina Sato

Convenhamos que não é o tipo de proposta que combina com qualquer estilo, mas ficou divertido. O projeto como um todo acabou ganhando o prêmio de mais original da mostra.

Na biblioteca de Clelia Regina Angelo, o laranja levantou totalmente o ambiente. A arquiteta usou a cor no tapete, mas também em um dos módulos da estante branca de linhas retas. O tom aparece sutilmente na capa de alguns livros e também nas flores do quadro, apoiado sobre o móvel de madeira. Essa distribuição da cor, tanto na horizontal quanto na vertical, faz com que o olhar percorra todo o ambiente, valorizando o conjunto e não somente um ponto de destaque.

Projeto da arquiteta Clelia Regina Angelo para o Casa Cor 2012

O studio do pianista, criado pela arquiteta Denise Barretto, ganhou vida com as luminárias pendentes sobre a bancada. O contraste das esferas em cobre, super brilhantes e em diferentes alturas, com as linhas retas e texturas foscas do restante do ambiente traz movimento e descontração para um ambiente que é pura sofisticação.

Luminária pendente de cobre deu alegria e sofisticação à cozinha, composta basicamente de cores neutras

E vocês, têm um brilho especial em casa?

3 respostas em “Cores que alegram e iluminam

  1. Manu, tudo bem? Primeiramente parabéns pelo blog. Muito esclarecedor! Posso te pedir uma opinião? Sobre a questão das cores. Estou decorando meu apartamento, mas estou com dúvidas sobre o que fiz até agora. Aquela história: fui comprando as coisas isoladamente e quando juntei tudo algo ficou sobrando (ou faltando, não sei). Posso te mandar umas fotos pra saber sua opinião? Pra qual endereço? Obrigada!

Os comentários estão desativados.