O segredo de uma boa decoração – parte II

Depois que a funcionalidade do ambiente foi bem explorada e você sabe suas reais necessidades e prioridades, pense nas sensações que quer provocar nas pessoas. Ao entrar, ao permanecer e ao interagir com o ambiente.

“Ah, tá… é fácil, eu quero que seja aconchegante”, diria alguém. Mas o que é aconchego para você? Sentir-se numa fazenda, em Nova Iorque, ou na casa da avó? Cada um tem uma história diferente e se relaciona com o mundo de uma forma diferente.

sofa com almofadas

1. Esta sala é alegre e aconchegante. Ah! Não era isso que você queria dizer com aconchego?

Outro dia um cliente descreveu muito objetivamente o que ele queria no apartamento. E resumiu: “eu quero me sentir feliz aqui, sabe?”. Eu respondi: “Sei. E o que faz você feliz?”. Ele riu, meio sem jeito, sem entender, e reforçou que queria quebrar a parede x, mudar o piso y. Eu perguntei o que ele fazia nos fins de semana para se divertir, onde passava as férias quando era criança, do que ele tinha saudades da cidade natal dele, se gostava de cerveja ou de vinho. Enfim, o que o faz sentir-se feliz.

2. Para alguns esta sala de jantar é convidativa, pode remeter a lembranças familiares, ter uma cara de jogo de bridge ou de chá da tarde. Super aconchegante. Talvez alguém diga que parece cena de filme inglês e se sinta um super star jantando aqui. Ou há quem se sinta completamente incomodado sem conseguir relaxar, achando tudo formal demais.

É fácil dizer que queremos uma sala aconchegante, divertida ou despojada. Mas o que estamos buscando não é só o nome da sensação, é também o que provoca essa sensação em você.

cozinha divertida

3. Certeza que esta foto gera opiniões bem diferentes. Uma cozinha meio vintage pode deixar alguns super à vontade e inspirados para cozinhar. Outros podem se sentir numa casa velha demais.

Recentemente conversei com uma leitora que mora no litoral e queria um apartamento urbano. Ela não queria ter a sensação de estar em férias o ano todo, queria se sentir na cidade, mesmo. Talvez dessa forma, quando ela ficar em uma pousadinha, ela vá ter a sensação mais marcante de estar em férias.

home theater contemporaneo

4. Uma sala de TV bem moderna, em tons de cinza e branco. Não tem como se sentir na praia aqui, né?

Já um outro projeto que fiz, os moradores sofriam de morar na cidade e queriam que a casa fosse um refúgio praiano, para se esquecerem do dia estressante, do trânsito caótico da cidade.

mesa de madeira maciça

5. Super cara de casa moderna de praia, não?

Para a sala de espera de um consultório odontológico, as dentistas quiseram que os pacientes se sentissem abraçados, tranquilos, em casa. E pensavam em sofás fofinhos e confortáveis para que eles se jogassem sem medo, e lessem uma revista tranquilamente aguardando a sua vez.

6. Outra sala com jeitão de praia, um pouco mais tradicional, super aconchegante com um monte de almofadas para se jogar.

Resumindo, descreva em detalhes o que quer sentir, que tipo de memórias quer (ou não) estimular ou que tipo de coisas, situações, filmes, qualquer referência,  incitam esse sentimento em você. E estamos a um passo do famoso conceito!

Continua…

Imagens: 12, 3, 4, 5, 6

9 respostas em “O segredo de uma boa decoração – parte II

  1. Pingback: Curso de decoração – parte VI | casa da idea

  2. Pingback: O segredo de uma boa decoração – parte V | casa da idea

  3. Pingback: O segredo de uma boa decoração – parte IV | casa da idea

  4. Adorei Manu!

    Aproveitando, peço umas dicas a você, isto é se for possível é claro.

    Meu marido e eu.estamos reformando nosso quarto de casal. Como o pé direito do quarto é muito alto, decidimos então a fazer um mezanino no quarto. Vamos fazer também um closet no quarto, só que estamos indecisos na cor da madeira
    que vamos usar para o closet, pois o teto do quarto e todas as aberturas da casa é de madeira angelim vermelha, e o teto é com o madeirame todo aparente (rústico) e o assoalho é na cor amarelo cetim.
    Com relação ao mezanino já nos decidimos será da mesma madeira do teto ou seja de angelim vermelho. A dúvida está em, que cor colocaremos nos armários do closet, pois escolhemos a madeira de MDF.
    OBS.: Adoro tudo que lembra casa de campo, pois meus avós moravam no interior do Rio Grande do Sul, Quando pequena sempre passava as férias na casa deles. Hoje eles já são falecidos, mas as lembranças e saudades são muitas. Gostaria de misturar junto com o rústico um pouco do estilo provençal,ou pátina lavada, pois também amo de paixão. Porém estou com dificuldades de escolher o tom dos móveis do closet e o tom do restante dos móveis que ficarão na outra área do quarto: a cama, criado mudo, uma cômoda, um lustre de cristal (grande) bem no meio da cama, pretendo também colocar um espelho acima da cabeceira da cama até o teto (isto é se for possível, tenho de ver ainda se vai comportar um espelho grande na parede).

    OBS.: Mais umas dicas do que eu gosto: Além dos ares do campo, gosto muito da estação outono (árvores com folhas amareladas ou sem folhas (Plátanos principalmente),fotos de casas e árvores cobertas de neve, fotografias em preto e branco, lareira, além dos móveis rústicos como falei acima, gosto muito dos móveis estilo Luis XV, bule de chá de porcelanas (com estampas delicadas, tipo florais).

    Se possível, favor entrar em contato comigo, pois já entrei em contato com o marceneiro, e ele já nos mandou o projeto do mezanino e dos armários do closet, só preciso saber os tons da madeira dos armários do closet e do restante dos móveis, tendo em vista que o teto e as aberturas da casa é de uma cor e o assoalho é de outra.

    OBS.: Metragem do quarto: 24,00 m²

    Att,
    Janete

  5. Pingback: O segredo de uma boa decoração – parte I | casa da id&a

  6. Pingback: O segredo de uma boa decoração – parte III | casa da id&a

  7. Adorei Manu!! Realmente, é tão subjetivo… eu adorei a sala de jantar com tons de rosa e a última, com ar de praia, despojada e chique ao mesmo tempo! 😉

Os comentários estão desativados.