Qual a diferença entre Decorador e Designer de Interiores?

Pois é… existe!

Tá lá no site da ABD:

Para exercer a profissão, o Designer de Interiores qualifica-se em Curso Técnico ou Faculdade de Design de Interiores, ministrados por entidades de ensino reconhecidas pelo MEC – Ministério da Educação ou formando-se em Arquitetura, tendo cursado a cadeira de Arquitetura de Interiores.

Um decorador não é licenciado pelo MEC. E por que é importante ter uma formação acadêmica para exercer a profissão? A ABD também responde:

Muitas variáveis influenciam um projeto de interiores na busca de soluções criativas e técnicas que proporcionem qualidade de vida e cultura para os seus usuários e que sejam esteticamente atraentes. A mais importante refere-se à natureza da utilização do espaço: trabalho, lazer, tratamento, estudo, morar etc.
Considera-se, em especial, a atmosfera que se pretende seja a marca desse espaço: alegria, jovialidade, força, segurança, sabedoria, divertimento, tranquilidade, sobriedade, harmonia etc. Existem, ainda, fatores práticos a serem observados como acessibilidade, iluminação, acústica, conforto térmico, armazenamento de coisas, entre outros. Fundamentais são as questões associadas à saúde, conforto, segurança, durabilidade e certas necessidades especiais inerentes a cada Cliente.
Um projeto de interiores deve considerar a estrutura do edifício, sua localização, o contexto social e legal do uso e o respeito ao meio ambiente.

Em resumo:

A criação exige uma metodologia sistemática e coordenada que inclui pesquisa e levantamento das necessidades do Cliente e sua adequação às soluções estruturais e de sistemas e produtos.

Existem decoradores e artistas sensacionais, de talento indiscutível para a estética e que foram aprendendo na prática a ser designers. Fazer um projeto de interiores vai muito além de escolher cores e tecidos. Por isso, fique de olho para contratar um profissional que dê soluções completas para seu ambiente – bonitas, claro, mas funcionais.

Esse post foi publicado em Decoração e marcado , , , por Manu Mitre. Guardar link permanente.

Sobre Manu Mitre

Sou Engenheira Química e Designer de Interiores. Sim, sou super generalista e me envolvo em todos os assuntos que existem, adoro. E isso dá um resultado muito interessante. Comecei com o meu próprio apartamento, mudando até a cozinha de lugar. E ficou sensacional, sem falsa modéstia. Criei o Casa da Id&a em 2009 para mostrar um pouco o que eu acredito ser Design de Interiores de verdade – inspiração, design e arte. Sem “pode” ou “não pode”, o que importa é a mensagem e a sensação que o ambiente transmite.

2 respostas em “Qual a diferença entre Decorador e Designer de Interiores?

  1. Olá,
    Meu nome é Natália, e tenho muitas dúvidas. RSRS…

    Vc fez o curso tecnico de design de interiores ou faculdade? E onde? O que vc me sugere?

    O que precisamos em sentido de aprendizagem para fazer este curso?

    Pois sou como vc, sou fisioterapeuta, tenho uma clínica, mas sou muito curiosa e não quero ter apenas uma profissão e confesso que esta é a outra profissão que desejo ter. rsrs..

    Obrigada desde já!!

    nataliasousac@hotmail.com

    • Oi, Natália
      Eu fiz o curso da Panamericana, que é técnico e dura 3 anos. Tive professores sensacionais, que hoje são conhecidos internacionalmente, e acho que isso é realmente o mais importante: ter bons professores. Além de estar interessada em pesquisar e se dedicar verdadeiramente ao curso. É você que põe o limite do quanto vai aprender e se envolver com o assunto.
      É importante aprender a desenvolver um conceito, traduzir no design o desejo do cliente tanto estética quanto funcionalmente, considerando ergonomia e limitações de cada projeto. E, claro, alguns aspectos técnicos como desenho arquitetônico. Ou seja, é arte com alguma ciência…
      Boa sorte!
      bjo
      Manu Mitre

Os comentários estão desativados.