Cozinha Sustentável no BGourmet

Whydesign

Esse é o Guto Requena.

Outro dia meu marido chegou em casa e encheu a boca: “Hoje eu conheci o Gu-to Re-que-na!”, mas ele não esperava a minha resposta super espontânea: “o Guuuuuutooo?? Que saudades…”. Ele ficou com cara de confuso e eu o lembrei quem era o Guto, pelo menos pra mim.

Ele foi meu primeiro professor de Design de Interiores e, acho que ele sabe, uma das pessoas mais importantes na minha formação. Até hoje acompanho os blogs que ele me apresentou e sempre lembro da paixão que ele tem pelo significado, que virou uma paixão minha também. Foi ele que me ensinou o que poucos decoradores sabem usar: o conceito. Mas este post ainda não é sobre o Guto.

Guto, Tatiana e Maurício.

WHYDESIGN: Guto, Tatiana e Maurício.

No ano seguinte o meu professor foi o Maurício Arruda. Infelizmente foi um ano atípico e o Maurício ficou pouco tempo com a minha turma, mas deu pra perceber como existia uma sintonia boa entre os dois. Eles eram amigos e já trabalhavam juntos em alguns projetos. Hoje em dia eles trabalham também com a Tatiana Sakurai, com quem infelizmente não tive a oportunidade de estudar.

Eles são a WHYDESIGN. E fizeram a cozinha funcional do BGourmet na Casa Cor 2010 em São Paulo.

cozinha sustentavel

O conceito adotado foi o da "Casa Feliz" - um ambiente contemporâneo carregado de memória.

Logo na entrada tem um lounge que foi transformado numa grande galeria de artes visuais. Passando a porta pivotante você entra na cozinha, onde são os cursos de culinária do BGourmet.

O que é fantástico disso tudo é que o Guto sempre se mostrou incomodado com a existência desses eventos gigantescos como o Casa Cor, que geram montanhas de resíduo e não ajudam em nada a sustentabilidade do planeta. Eu nunca imaginaria ver justo o Guto expondo um ambiente ali. Mas eles souberam aproveitar a oportunidade para passar o recado: “priorizamos atitudes projetuais que minimizassem o impacto ambiental, instigando a reflexão dos participantes do evento sobre a necessidade de atitudes mais sustentáveis”.

Reparou na palavra que está destacada na parede azul? Reuso. E é impressionante como eles conseguiram reaproveitar de tudo e construíram um ambiente lindíssimo. Isso, sim, é conceito. E isso, sim, é sustentabilidade.

portas antigas

A porta pivotante na entrada, enorme, foi construída a partir de portas velhas largadas pela cidade.

madeira de pallet

O piso é de restos de pallets recolhidos no CEAGESP, paginados em forma de escama de peixe.

granito reaproveitado

A bancada funcional é uma colagem de 8 bancadas de granito ou mármore abandonadas em caçambas e depósitos pela cidade.

armario sustentavel

Uma das paredes foi coberta de pequenos móveis velhos, recheados de memórias, com aquele ar de casa da avó. E são eles que abrigam os eletrodomésticos super modernos da Brastemp.

linha jose

Este aparador é da Linha José, do Maurício Arruda, tem tudo a ver com o conceito. As caixas de feira fazem as vezes de gavetas mas também podem ser transportadas para a mesa ou para as compras 😉

Narciso

Esta pia foi feita com um tonel velho e um espelho no fundo. O nome da peça? Narciso: cuidado para não se afogar, do Guto.

parede cinza quadros

Além de obras pessoais e fotografias da infância dos arquitetos, o ambiente está decorado com mobiliários de designers brasileiros contemporâneos, peças vintage e mobiliário de papelão reciclável. Essa mesinha feita de "metros" de lojas de tecidos virou o novo sonho de consumo do meu marido.

A curadoria da galeria de artes visuais, no lounge, é do artista e fotógrafo Felipe Morozini e tem apoio do acervo da Galeria Mezanino.

Vale a pena dar um pulo lá e ver o resultado fantástico que eles conseguiram em cada detalhe. Tem gente (muita gente) dizendo que este foi o melhor ambiente da Casa Cor São Paulo este ano. E talvez o único realmente sustentável.

Projeto: WHYDESIGN -> Guto Requena + Maurício Arruda + Tatiana Sakurai

Fotos: Fran Parente

Casa Cor

BGourmet

6 respostas em “Cozinha Sustentável no BGourmet

  1. Pingback: Ambiente Decorado com Peças Vintage | Recicla e Decora

  2. Manu,
    Muito obrigado pelo post, pelo carinho e respeito pelo nosso trabalho.
    E sobre a televisão no ambiente concordo com s Patrícia, mas… patrocinadores fazem exigências.
    Abrs a todos,
    Mauricio

  3. Oi Manu, nos conhecemos ontem no evento da Casa Cor, adorei seu blog. Muito útil e muito fofo. Parabéns, já sou sua seguidora.

    Beijos e até mais.
    Dani

  4. Impressionante ver como o conceito permeia cada detalhe. Projeto maravilhoso.

  5. adorei a ideia dos pratos na parede como decoraçao, mas podem ser os que usamos no dia a dia, assim nao precisa de armario. So nao gosto de uma coisa: televisao na cozinha, acho pessimo….. Muito boas as ideias de aproveitamento, precisamos reciclar mesmo!!!!!

Os comentários estão desativados.