Como você escolhe tapetes?

Eu confesso que não tenho tapetes em casa. Tenho cachorro e é muito difícil explicar a diferença entre o jornal e o tapete, eles acabam errando por mais bem educados que sejam. Mas acho lindo tapete bem colocado, o que é difícil… afinal são muitas variáveis: tamanho, formato, estampa, cores, materiais e origens.

Eles podem contribuir de inúmeras formas na decoração de nossas casas. Eles delimitam espaços, abafam o barulho, trazem aconchego ou cor e até integram os móveis. Mas também têm o poder incrível de estragar tudo se mal colocados. Queria saber como vocês escolhem seus tapetes em casa… e compartilho o que eu considero também com vocês.

Percebe como esta sala parece pequena demais, tudo meio espremido e apertado? É o tapete mal escolhido. {DS}

Para quem quer ter um tapete embaixo de mesa de jantar é importante lembrar alguns detalhes. Primeiro que sempre se tem o risco de queda de comida e bebida no chão. A chance de manchar seu lindo tapetinho de vinho tinto ou do molho de tomate é grande. Por isso prefira materiais laváveis.

Outra questão básica é o tamanho. Nada mais desagradável do que a cadeira ficar enganchando no tapete. O tecido deve cobrir toda a área por onde as cadeiras se movimentam – não somente quando as pessoas já estão sentadas. Além do aspecto prático, o tamanho também tem uma função estética. Se ele for pequeno, os móveis parecem grandes demais para o espaço.

Olhe como a sensação aqui é diferente. O tapete delimita um espaço maior para a sala de jantar. A única coisa que eu faria diferente aqui é alinhar os tapetes dos dois ambientes. {AAD}

Mas cuidado para não colocar um tapete grande demais e conseguir o efeito contrário: parecer que o ambiente é que é pequeno demais para o tapete. Difícil imaginar? Pegue um lençol velho e coloque no chão, vá dobrando até achar o tamanho ideal. Daí é só medir.

Na cama você pode usar uma regra parecida. O tapete, na maior parte das vezes, vai servir para que seu pé seja protegido do chão frio ao se levantar da cama. Deixe espaço suficiente para isso. {Elle}

Se você tem aquelas salas enormes para 2 ou 3 ambientes, ou mesmo se o espaço é minúsculo e precisa dar conta de 2 ambientes, os tapetes podem ser uma boa alternativa. Em vez de usar paredes, aparadores ou biombos você pode delimitar os espaços pelo chão. Isso economiza espaço precioso para o trânsito e deixa tudo mais amplo e leve.

Olha o papel de delimitar ambientes aqui. Mesmo sem paredes ou móveis, você percebe a separação entre a sala de estar e jantar. Nem precisa de aparador no meio do caminho. {AAD}

Agora a função mais sensacional do tapete é a de integrar. Na foto acima você já pode perceber os tons do tapetes se repetindo pelo ambiente. Faz tudo parecer mais harmônico.

Olha como parece natural a combinação de rosa e verde aqui. Isso porque o tapete “abraça” os móveis pelas cores em comum. {AAD}

O amarelo e os marrons fazem uma combinação conhecida, mas olha como o tapete traz aconchego ao integrar os elementos de forma mais suave. Neste ambiente você ainda pode ver a repetição de estilos, linhas e formas dos móveis na estampa do tapete ajudando também. {Elle}

Tem gente que diz que você primeiro tem que escolher o tapete para depois escolher os móveis. Talvez seja mais fácil para algumas pessoas. Mas se você já tem o conceito do ambiente – a sensação transmitida, as cores e formas, os materiais – o tapete é como um elemento para compor o que você precisa. Use e abuse.

Ah! Vale a pena conhecer o site da Alexandra Angle Design, no link abaixo. Foi de lá que tirei algumas das fotos deste post e ela sabe usar bem os tapetes, viu?

Imagens:

Alexandra Angle Design

Elle Decor

Design Sponge

9 respostas em “Como você escolhe tapetes?

  1. Pingback: O segredo de uma boa decoração – parte IV | casa da idea

  2. Pingback: Um achado: apartamento moderno recheado de móveis antigos | casa da id&a

  3. Pingback: Fazendo uma sala aconchegante | casa da id&a

  4. Pingback: Ideias para uma sala feminina | casa da id&a

  5. Pingback: O que tem de errado neste apartamento? « casa da id&a

  6. Pingback: O que fazer com um sofá amarelo? « casa da id&a

  7. Eu gosto muito dos tapetes orientais, eles são imponentes e deixam a decoraçao requintada , mas sem duvida amarram um pouco a decoracao porque vc tem que seguir as cores do tapete.eu prefiro sofás e poltronas em tons bege, marfim e almofadas lisas nas cores do tapete no máximo com padrões delicados, nada de estampas grandes.

  8. Pingback: Cortina na varanda « casa da id&a

  9. Apesar de ter tambem abandonado os tapetes por conta do cachorro, confesso q sempre achei uma das tarefas mais dificeis escolher o tapete correto pro ambiente. Tendo a nao gostar dos estampados. O risco de errar na combinacao eh muito grande!

Os comentários estão desativados.